Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Maria das Palavras

A blogger menos in do pedaço, a destruir mitos urbanos desde 1986. Prazer.

18
Set15

Espelho meu, espelho meu, quantas blogger macabras há como eu?

Maria das Palavras

Aparentemente pelo menos uma (a Galinha da Vizinha), mas outras têm costelas bem giras de humor negro, que eu sei (como a M.J. ou a Magda). No blog faço sempre uma auto-censura ao que escrevo porque não me apetece aturar gente que diz que "com isso não se brinca" e por isso mal se dá por ela - basta quem me conhece na vida real a revirar-me os olhos. Também há quem se ria comigo, dessas situações que respeita muito (como doenças) mas não vê como limite, porque rir faz bem à alma, mesmo quando se vive de perto aquilo com que se brinca. Aliás, normalmente, para deslindar o limite de cada amigo faço-lhes um teste que chamo de teste touchdown que consiste em mostrar uma imagem e ver a reação das pessoas. Não vos vou mostrar a imagem para que continuem a ver-me como uma princesa sensível (ahahaha) mas se forem espertinhos chegam lá.

Illustration: © Andrea Dezsö | theguardian.com

Isto tudo para introduzir uma confissão de um desejo e um pedido de ajuda. 

Os contos infantis ou contos de fadas que conhecemos têm versões originais bem mais macabras que as da Disney.

Por exemplo, na versão original da Cinderela (ou numa das versões) as manas feias mutilam os próprios pés cortando bifes de chispe e dedinhos para que consigam calçar o sapato de cristal que o príncipe anda à experimentar às donzelas do reino para encontrar a sua amada. Ou a famosa história da Capuchinho vermelho não se desenrola quando o lobo engole a avózinha inteira: ele destripa-a, corta-a aos bocados e oferece-a de jantar quando chega a neta. Sai um Kompensan para a mesa do canto, certo?!

 

Enfim, tenho muita curiosidade em conhecer estas versões, que têm séculos e por isso não têm o recato do pau que já nem se atira ao gato. Sou hábil de Google e já encontrei algumas versões em português e inglês que parecem ser isto mesmo, mas tendo em conta portes, dinheiros e afins, quero comprar à confiança. Portanto: alguém já ouviu falar disto e sabe por experiência o nome exato do livro ou livros (em português ou inglês) onde posso encontrar estas versões politicamente incorretas?

 

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

Seguir no SAPO

foto do autor

Passatempos

Ativos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O meu mai'novo

Escrevo pr'áqui







blogging.pt

Recomendado pela Zankyou

Blogs Portugal

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

subscrever feeds