Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Maria das Palavras

A blogger menos in do pedaço, a destruir mitos urbanos desde 1986. Prazer.

28
Jun16

Já foi, já foi.

Maria das Palavras

Patinhos feios e cisnes - fotografia Maria das Palavras


Do fim-de-semana ficam os risos, os banhos do sol, os biscoitos de manteiga e o bolo feito com limões apanhados da árvore, as conversas a dois, a cinco, a doze, a bolada na minha cabeça, os pés de molho na piscina, o sorvete de fruta acabado de fazer, a passagem sofrida da seleção com suspiros conjuntos, o arroz perfeito (sem louro), a espreguiçadeira que balouça, as leituras interrompidas pelo grasnar dos patinhos feios e a foto do cisne que posou para mim entre a vegetação. 

 

Sigam-me no Instagram @maria_das_palavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

28
Jun16

5 passos para planear uma viagem

Maria das Palavras

Ah, Junho. Quando marcar qualquer coisa com alguém se torna uma missão impossível, porque além das dificuldades normais, dos fins-de-semana que começam a ser ponto de paragem quase obrigatória em batizados, casamentos e chás de bebé (acrescento eu, nesta altura da vida: e festas de 30º aniversário), surge o fenómento: vou estar de férias. Parece, dizem estudos nomeadamente alguns, que a maior parte dos portugueses planeia as férias em Abril e Maio (coisa para me dar um AVCzinho por ser com tão pouca antecedência). Mas o que é isso de planear uma viagem? Para mim, são estes os passos obrigatórios: 

 

5 passos para planear uma viagem | Mariadaspalavras.com | Imagem Pixabay

 

Passo nº 1
Existir: para mim existir é querer viajar. Se existem, parabéns! Estão prontos para começar a planear a vossa viagem e habilitados a passar ao segundo passo.


Passo nº2
Listar os sítios onde sempre sonhámos ir e aqueles onde nunca nos importámos de ir. Vale tudo desde a viagem mais maluca que faremos se nos calhar a sorte grande, ao país que está na lista de desejos mais realistas há 200 anos (mesmo que só tenhamos 30), ao recanto mágico do nosso país do qual ouvimos falar tantas vezes e onde nunca fomos, até voltar à casa daquela tia que tem uma criação de coelhos em Azeitão e nos fazia bolo de laranja em pequenos. Nem sequer estou a brincar com a última. Durante muitos anos, na minha infância, férias eram mito para os meus pais. Eu pegava nos meus tarecos e ia passar uma semana a casa dos meus avós. Que moravam no andar de cima. Ora, o importante é respirar um oxigénio diferente por uns dias.


Passo nº3

Fazer um orçamento realista de quanto se pode gastar e, assim, escolher o destino de entre todos os listados, bem como o tipo de férias de que falamos, consoante o nosso grau de tolerância e disponibilidade financeira, que podem ir de campismo a hotel de luxo, passando pelos apartamentozinhos, normalmente muito em conta para grupos. 

Passo nº4

Escolher as datas: conciliar trabalho, compromissos, destinos (época alta e época de monçoes a evitar). Deve guardar-se uma margem antes da decisão final das datas para poder brincar com os preços dos voos e hotéis. O melhor é marcar com alguns meses de antecedência ou, se o vosso coraçãozinho aguentar, aproveitar as last minute calls nas agências, voos, estadias. Daqui a uns dias já vos digo os sites todos que uso para marcar (ou sonhar com) as minhas viagem e que ajudam muito a orientar e conter o orçamento nesta fase. . 


Passo nº5

Passo final antes de reservar em definitivo a estadia e definir a duração da vagem: o que queremos absolutamente visitar naquele sítio? Há sempre espaço para a surpresa e para explorar ao sabor do vento (ou deve haver) mas certamente que não querem perder o ponto A ou B por serem famosos (a Torre de Pisa?), por terem tudo a ver com vocês (um templo budista?) ou porque um amigo o descobriu há uns tempos e ficou-vos na memória (uma cascata escondida?). Certifiquem-se que as estadias são perto desses sítios ou que os transportes ajudam facilmente a chegar lá e que têm dias suficientes para tudo o que não vos passa pela cabeça deixar de fora, sem andar também à pressa.


Sigam-me no Instagram - @maria_das_palavras e no Facebook aqui.

Sigam-me no Instagram @maria_das_palavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

27
Jun16

Este blog não é sobre livros #6: A Incrível Viagem de Arthur Pepper

Maria das Palavras

A Incrivel Viagem de Arthur Pepper | Review Maria das Palavras


Este livro não é nada do que pensei. Quando lhe vi a capa, o nome, a descrição, decidi que tinha de o ler. Apetecia-me entrar naquele mundo de fantasia. A sinopse fala-nos de um senhor que ficou viúvo e tem as suas rotinas (todos os dias acorda às sete e meia, rega a planta Frederica, bebe chá a horas certas). Até ao dia em que encontra uma pulseira de berloques que era da sua mulher e começa à procura do significado de cada pendente, descobrindo muitas coisas acerca da sua companheira - e também, acrescento, acerca de si próprio. 

 

Dizia eu que o livro não era nada do que pensei. É que a história, embora criativa, não tem a fantasia que eu pensava. Não tem portais para viajar no tempo, dragões ou plantas falantes. É simples, muito mais simples. É nossa, muito mais nossa. A história do velho Arthur, da sua mulher e das pessoas com quem ambos se cruzam podia ser tua ou minha (tirando talvez o episódio dos tigres). Tal como cada susto, cada medo, cada insegurança, cada pedra no sapato, cada aventura, cada vestido de noiva pendurado numa cerejeira (depois percebem) - cada berloque na pulseira.

As histórias simples são as que nos dizem mais. As que nos fazem refletir e sorrir e arrepender, talvez fazer um telefonema sem esperar mais. As que nos ensinam a apreciar as coisas verdadeiramente importantes da vida e não esperar por unicórnios dourados. Emocionei-me com o Arthur e os seus filhos e a sua luta com a memória da mulher. Odiei uma personagem que não creio que devesse odiar - o Arthur não o quereria. Senti o livro. 

Simples não é mau. Não pode ter sido, porque não tinha nenhuma pressa em ler o livro e ele escorregou-me facilmente e acabou em poucos dias. Fez-me pensar inconscientemente: como estará o Arthur agora? E o Arhur não existe. É uma personagem.
Não gostei do fim, porque me vi dentro daquelas vidas e também tive uma opinião que era contrária à opinião da escritora. Não vos digo mais que não quero estragar a experiência a quem ler.


Experimentem ler as primeiras páginas aqui, para ver se se encantam com o início desta história, como eu comecei por encantar-me erradamente, pela capa e depois, de uma maneira completamente diferente e certa, por cada capítulo. 

 

Sigam-me no Instagram - @maria_das_palavras e no Facebook aqui.

Sigam-me no Instagram @maria_das_palavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

26
Jun16

Obrigada auto-correct.

Maria das Palavras

Depois de ver uma foto de uma bebé de uma amiga, que está cada vez mais gira (a bebé, que o raça da amiga sempre foi giríssima) quis elogiar entusiasmadamente a filhota. O meu comentário? Um "lindona" com pontos de exclamação.

 

Isso era se o auto-correct do telemóvel e a minha desatenção não se unissem para me fazer parecer bem.

Portanto o que se vê na conversa do grupo é uma foto de uma bebé muito pequena e bonita e a seguir o meu comentário entusiasmado, que soa a aviso:

 

Linfoma!!!!

 

Sigam-me no Instagram @maria_das_palavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

25
Jun16

Provavelmente.

Maria das Palavras

Foto daqui: http://indianexpress.com/photos/sports-gallery/euro-2016-day-of-underdogs-hungary-beat-austria-iceland-hold-portugal-photos-2853555/

 

Estou louca com esta campanha. Claro que só uma marca com uma notoriedade já de si enorme e fortunas gastas em marketing se pode dar a este luxo. Mas...porra, a marca paga milhões para estar no Euro e depois nem sequer usa o seu próprio nome (nem menciona o produto) na publicidade. Porquê? Porque pode. E todos nós sabemos exatamente o que é e quem nos fala. Provavelmente a melhor jogada deste Euro. 

 

Sigam-me no Instagram @maria_das_palavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

Seguir no SAPO

foto do autor

Passatempos

Ativos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O meu mai'novo

Escrevo pr'áqui







blogging.pt

Recomendado pela Zankyou

Blogs Portugal

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

subscrever feeds