Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Maria das Palavras

A blogger menos in do pedaço, a destruir mitos urbanos desde 1986. Prazer.

25
Mar18

As coisas que pertencem fora do lugar.

Maria das Palavras

A manta do cão pertence a qualquer canto do tapete, a cair do sofá. Os chinelos do meu pai moram na casa-de-banho, se ele não está. A escova de cabelo da minha mãe faz sempre caminho até ao espelho grande do hall de entrada. Na lareira, quem olhar de esguelha vê os autocolantes das batatas fritas colados pela minha irmã na parte mais inclinada da pedra. 

Sou obcecada em ter as coisas no seu devido lugar, ou pelo menos reunidas na sua desorganização. Mas há sítios em que as coisas pertencem fora da gaveta óbvia. À primeira podem parecer desarrumadas, mas estão só no sítio onde todos as conhecemos e procuramos. A este sítio onde sabemos sempre das coisas deslocadas, chama-se casa.

As coisas fora do lugar - Maria das Palavras 

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

26
Dez17

O Natal mais silencioso de sempre.

Maria das Palavras

A minha irmã apanhou uma faringite desgraçada este Natal e, em plena noite da consoada, mal falava e mal comia. A situação não é para rir, claro, mas (estando a situação controlada) foi impossível controlar o riso quando o meu pai a convencia que não fazia mal passar assim o Natal, que tinha a família junta, a casa enfeitada, a sorte de ter prendas para abrir. No fundo, queria consolá-la dizendo que mesmo sem cantar ou afinfar os dentes no bolo de bolacha que tinha pedido especialmente, o Natal que ela tanto gosta continuava a ser o Natal. Que mais poderia querer ela? Questionou.

 

E responde ela, em esforço, de forma muito sofrida, dizendo aquilo que dizemos mais ou menos da boca a toda a gente, mas ela queria mesmo:

- Saúde!

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

20
Dez17

Férias de Natal

Maria das Palavras

O meu pai perguntou-me quando eu estaria de férias. Só porque sim, por estarmos perto do Natal. Quando começaria a pausa, perguntou-se ele. Uma pergunta que me causou estranheza. Férias de Natal tiram-se na altura da escola. A vida agora não pára para eu passar uns dias aninhada a ver filmes no sofá, sem mais responsabilidades. Uma pergunta tola, "ó pai, que pergunta, já não há isso de férias de Natal".

 

E agora que estou afincadamente a trabalhar em tudo o que tem de ser feito esta semana, lembro-me da pergunta do meu pai e faz sentido, afinal. Não queria estar a fazer nada que não fosse gozar esta altura encantada do ano. Em que tudo são luzes, passeios frios, lareiras quentes, família, amigos e postais trocados. Quero parar que seja uma vez por ano para apreciar isso. E apenas um fim-de-semana mais o dia 25 parece pouco para apreciar as coisas mais importantes da vida.

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

Seguir no SAPO

foto do autor

Passatempos

Ativos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O meu mai'novo

Escrevo pr'áqui







blogging.pt

Recomendado pela Zankyou

Blogs Portugal

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D