Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Maria das Palavras

A blogger menos in do pedaço, a destruir mitos urbanos desde 1986. Prazer.

29
Nov16

Tudo sobre rodas?

Maria das Palavras

campomoto4.jpg

 

Esta é mais uma daquelas coisas que provavelmente não teria experimentado se a Odisseias não existisse. Sei que é difícil convencer o Moço para alinhar comigo em experiências de muita adrenalina, mas ele não foi avesso à ideia quando lhe mostrei este voucher. Aproveitei para marcar logo, antes que ele mudasse de ideias. No final de contas quem quase mudou de ideias fui eu...eu explico!


Experimentar uma Moto 4 pelas paisagens de Santarém, com o Moço, pela mata, parecia-me uma ideia idílica. Desde a marcação percebemos que o Carlos era a pessoa certa para fazer esta experiência. Além de ser super simpático e ter conseguido arranjar para nós uma data que nos coubesse no calendário garantindo sol (acabámos por ir com mais algumas pessoas no grupo, dois em cada moto - mas durante mais tempo - e não me arrependo nada) sabe muito sobre o assunto. Não apenas de mecânica, mas de regras de segurança. Sabia aconselhar, explicar e dizer-nos como haveríamos de tirar o máximo partido daquela aventura. Ora o Carlos também está habituado a alguns participantes mais atrevidotes e fez uma série de avisos acerca de coisas que podem correr mal se formos armados em galifões. Eu não sou de me armar em galifona, mas sou meio naba e por esta altura, olhando para a bicha-moto já dizia baixinho ao Moço: se calhar vais sempre tu a conduzir. 

 

motom4.jpg

 

Antes de começarmos fizemos todos primeiro umas voltinhas no ponto de partida, em oitos às árvores. Fui logo a primeira. Pensei: mais vale saber já se me aguento à bronca. Pronto. Adorei. Em vez de deixar o Moço conduzir o passeio todo (que foi cerca de uma hora) fui logo eu a conduzir a primeira metade e tudo. Gostava de vos mostrar a minha perícia, mas o Moço não quis filmar enquanto andávamos. Pensando bem até é melhor assim, porque certamente me iam querer contratar para competição e eu não me quero meter nisso. Mas eu filmei, quando ia sentada atrás dele, ele a conduzir, vejam lá só um bocadinho: 

 

 

Passeámos, vimos tocas de raposas e ratos dos campos, subimos, descemos, rimos. Logo combinámos que haveríamos de repetir, levar mais amigos - sei que vão adorar também. Deixo-vos o conselho de experimentarem também (e aconselho vivamente a M4). Mesmo que achem que não é bem a vossa praia, podem ir a dois, como eu fiz, experimentar e se houver medinhos ir só à boleia, que também é bem bom. E, claro, é mais uma bela sugestão para oferecer no Natal, já que todos os dias me tem chegado uma catrefada de gente ao blog a pesquisar por prendas para homens. 

 

Esta experiência está disponível com este voucher e incluída em vários packs Odisseias, nomeadamente o Boas Festas:

 

Pack Boas Festas Odisseias - Sugestão Maria das Palavras

 

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

14
Jul15

Mais uma ficha, mais uma volta (ao estômago)

Maria das Palavras

Kanguru | Mais uma ficha mais uma volta (ao estômago) - Maria das Palavras

 

Sempre fui menina para me meter em coisas que fazem cócegas no estômago. Se quando era pequenina a máxima adrenalina se conseguia naquelas chávenas do carrossel grande bem presa entre pai e mãe, quando cresci isso estava já longe de me satisfazer a gula por feira popular. Nunca conheci a de Lisboa - infelizmente - e em Leiria só temos feira com diversões em Maio, pelo que sempre que há alguma coisa nas redondezas faço de tudo para marcar presença e dar uma voltinha. Tudo isto porque não posso andar aí a percorrer mais parques de diversões pelo mundo fora.

O grande problema está na companhia. Isto de gritar sozinha não tem o mesmo encanto. A minha irmã, deu-me a imensa felicidade de vencer o medo (que acho que tinha sido a minha mãe a inculcar-lhe, a bem da verdade, não devia querer perder as duas filhas em simultâneo num acidente com carrinhos coloridos a voar), mas - fina como é - só deixou que isso acontecesse quando a levei à Disney comigo. E eu varadinha de medo de ter pago uma fortuna pelo bilhete e ela não conseguir andar em nada. Correu bem.


E chegamos ao Moço. O Moço é um menino. Tem medo das cócegas na barriga. Não o consigo convencer a alinhar em nada com adrenalina. No entanto, no outro dia, estava eu de birra a querer ir-me embora de uma festa, e ele diz: ficamos mais um bocadinho e eu ando contigo no Kanguru. Nem sabe o que fez à vida dele: era tarde demais para recuar face aos meus olhinhos brilhantes de entusiasmo.


Arrependeu-se, esperneou, quis desistir, mas já não teve hipótese. Foi ele quem deu a ideia.
Entramos no Kanguru, que é só por acaso uma das diversões mais ligeirinhas, apesar de ter potencial para partir colunas. Pronto, não é das mais ligeirinhas, sobretudo aquele não era - ao contrário deste da foto que tem cadeiras individuais, ainda era dos antigos, em que uma pessoa vai andando aos tombos de um lado para o outro a colecionar traumatismos enquanto aquilo salta e os mais magros arriscam-se a escorregar para o chão (ou não, ou não).


Aquilo começa a rodar e a saltar e nas primeiras voltas só estava a pensar que tinha feito asneira e nunca mais insistiria com ele para entrar numa coisa daquelas, tal era o seu ar assustado e enjoado, quase de entrega a Deus...Repetia o mantra "não gosto disto, pronto, não gosto disto".


Mas como todas as histórias que envolvem um casal: a mulher tinha razão. No fim já estava entretido e capaz de me acompanhar noutras andanças. Hoje o Kanguru, amanhã o mundo. Vão ver. Vão ver se não o ponho a saltar de um avião um dia destes. Ou talvez ande comigo nas chávenas, vá. Agarradinho.

 

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

Seguir no SAPO

foto do autor

Passatempos

Ativos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O meu mai'novo

Escrevo pr'áqui







blogging.pt

Recomendado pela Zankyou

Blogs Portugal

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D