Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Maria das Palavras

A blogger menos in do pedaço, a destruir mitos urbanos desde 1986. Prazer.

02
Dez16

O problema das campanhas de beleza real

Maria das Palavras

É que é irrealista esperar que o mundo se pinte ou deixe de se pintar para nós. É que temos de saber distinguir o que importa para além do batom e da sombra dos olhos, sem exigir que ela deixe de estar lá.

O importante é que qualquer que seja a campanha nós saibamos que nem todas as mulheres são tão perfeitas como aparentam, mas também que saibamos lidar com o facto de algumas estarem esteticamente muito mais perto da perfeição (sem artifícios) do que nós - e que isso não faz mal. 

Não deveria ser um problema que as modelos e atrizes (e colegas de trabalho!) se produzam e se mostrem no seu melhor, tal como nós também podemos tentar fazer, com maior ou menor sucesso, com a certeza que não é isso que nos define.

 

O problema é que estas campanhas sejam necessárias. Ou que achemos que sejam. Quando mesmo fora das folhas das revistas temos de lidar com gente mais bonita e mais elegante ou bem torneada que não podemos censurar ou pedir com força que deixe de existir. É que mesmo sem produção (digital no ecrã, manual na cara e nos cabelos e nas unhas) vamos sempre ver pessoas mais bonitas e mais feias à nossa volta e querer encaixar-nos nalgum lugar.  É com isso - com a diferença - que temos de saber lidar. Sem nos sentirmos mais ou menos. 


Saibamos, sim, que bonito e feio vai além da capa. Que gordas, magras, simétricas ou desdentadas todas temos algum tipo de beleza. Mas também que agora que a Dove e a Pirelli e a Alicia Keys já nos disseram que não é preciso ter-se vergonha de mostrar exatamente o que somos, não percamos de vista também que não faz mal que nos tentemos valorizar (de forma equilibrada) e que podemos viver de bem com quem se valoriza.

 

Sigam-me no Instagram @maria_das_palavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

28
Nov15

Há coisas que eu gostava mais...

Maria das Palavras

...mas uma coisa que eu gostava muito era ser como aquelas moças que quando acordam ou depois de fazerem algum tipo de exercício que as faz suar ou mesmo todas mal vestidas com a roupa só de trazer por casa a meio da faxina ou depois de um dia de praia todo ele sal e areia...ainda parecem princesas lindas e de cabelo perfeito (aquele despenteado chique). E eu, é mais ou menos isto: 

 

via GIPHY

 

Sigam-me no Instagram @maria_das_palavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

06
Jan15

Dá Deus nozes a quem não tem mamas

Maria das Palavras

Espelho - Maria das Palavras

A minha amiga mais linda de sempre (cara linda, cabelo sedoso, corpo de sonho...) não se ajeita em primeiros encontros. Ela, que é uma graça, carinhosa, inteligente, divertida...perde o jeito, atrapalha-se e engasga-se. Todo um acidente ferroviário logo nos primeiros minutos.

E ela é assim jeitosa como é...porque também há moças de semblante normal, que se acham horrorosas e escondem a sagacidade e tudo o que têm para dar atrás da vergonha, por acharem que são os poros fechados no nariz ou o peitinho arredondado que conferem a alguém o direito de ter orgulho e vaidade. 

Depois há outras todas confiançudas que sem meio palmo de cara acham que podem tudo - e podem mesmo, que é na atitude que está o charme. Ou gente vulgarucha de espírito, com o carisma de um alho porro, que nestas alturas vai buscar o A-game e impressiona. 

Fosse isto tudo mais justo e tínhamos todos metade da beleza no espelho da cómoda e a outra metade no espelho da alma.  

 

Sigam-me no Instagram @maria_das_palavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

Seguir no SAPO

foto do autor

Passatempos

Ativos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O meu mai'novo

Escrevo pr'áqui







blogging.pt

Recomendado pela Zankyou

Blogs Portugal

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

subscrever feeds