Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Maria das Palavras

A blogger menos in do pedaço, a destruir mitos urbanos desde 1986. Prazer.

20
Mai18

5 Dicas Preciosas para irem aos Passadiços do Paiva

Maria das Palavras

Maria das Palavras | 5 Dicas para fazer os Passadiços do paiva

 

Estou longe de ser uma expert em qualquer coisa que conte como actividade física, mas estou a tentar tirar mestrado na arte de bem viajar, seja lá fora ou cá dentro. Um passeio a Castelo de Paiva deve constar da lista de qualquer pessoa que tenha por objetivo conhecer o mundo. Começando pelo nosso belo canto à beira mar plantado. Eis as dicas recolhidas este fim-de-semana: 

 

Dica primeira
Em podendo, fiquem alojados por perto. Vai saber bem fazerem os Passadiços frescos e retemperar forças por perto logo a seguir. Não que sejam de uma exigência física soberba (esta lontrinha fê-los sem se cansar muito), mas mexe com o gémeo da perna. A minha sugestão é a que experienciei na primeira pessoa e portanto a única que posso recomendar: O Rio Moment's.

 

Piscina e envolvência Rio Moments - Estadia em castelo de Paiva

 

Turismo rural de luxo, é o que é. Inserido numa paisagem verde deslumbrante onde só se ouve o Paiva a correr e os pássaros, com os seus próprios mini-passadiços (e mini-cascata), a acompanhar de simpatia, bom-gosto, pequeno-almoço variado e caseiro, jacuzzi e uma piscina que também não calha mal. A repetir. O quarto nº10 era o nosso, dono desta varanda. 

 

Quarto 10 do Rio Moments - Maria das Palavras - estadia em Castelo de Paiva

 

 

Dica segunda
Vão numa época de calor moderado e ao início da manhã ou fim da tarde. O percurso que fizemos só apresentou dificuldade na subida inicial (que nem se paga, a bilheteira é no cume dessa subida) e de resto foram 8 quilómetros tranquilos, quase sempre planos ou a descer. E começámos já passava das quatro. Mas ainda assim fui mais despida do que já me tinha apresentado ao mundo este ano e tive calor. Bem calçados, escuso de dizer, não é? 

 

Dica terceira
Comprem o bilhete online antes, que pode esgotar (custa 1€). Como têm de indicar onde querem entrar, aconselho que façam o percurso no sentido Areínho-Espiunca. Foi o que li nas minhas pesquisas antes de ir e foi o que aconselhou também a senhora do hotel onde ficámos. Não posso comparar, porque não sei como seria ao contrário, mas tirando a subida inicial (que me fez entregar a alma ao demónio), posso dizer que nem estava muito cansada no final, portanto é capaz de fazer sentido. Claro que podem sempre fazer os dois sentidos se forem tolos quiserem. Mas eu sem a motivação de conhecer a paisagem, já não voltava para trás. paisagem passadiços do paiva.jpg
O que fizemos foi deixar o carro no parque (gratuito) de Espiunca e apanhar um taxi para a partida no Areínho. Foram 16 euros (que dividimos com outras duas pessoas que iam fazer o mesmo percurso) e um quarto de hora de viagem. Assim, no final, já estávamos com o carro ao pé e não era preciso esperar por nada, nem preocuparmo-nos.

 

Dica quarta

Comam bem! Quer acabem perto da hora de almoço ou de jantar, peguem em vocês e vão a Alvarenga ao Abrigo da Paiva. Peçam carne da raça arouquesa (que mimo!), embora quem nos recomendou o restaurante se eprca nas pataniscas. Mais recomendações cinco estrelas, com a garantia de qualidade Maria e Moço, para a duração da vossa estadia: Dona Amélia em Castelo de Paiva e O Parlamento em Arouca (obrigada a quem me fez estas recomendações ótimas via Facebook e Instagram, aquando do meu pedido de ajuda).

 

Dica quinta

Aproveitem tudo. Não façam a visita a Castelo de Paiva só pelos Passadiços (embora sejam imperdível), nem façam os Passadiços só para chegar ao fim, sem se deliciarem com a paisagem. Fizemos o percurso em duas horas e meia com uma paragem para petiscar (vão prevenidos com água e lanchinhos, embora haja um bar mais ou menos a meio) e muitas fotos pelo meio, mas até podíamos ter demorado mais. A praia fluvial do Vau fica a meio e há muito para a apreciar em cada miradouro.

 

No meu perfil do Instagram (@mariadaspalavras) guardei um tópico "Castelo de Paiva" onde podem ver mais desta nossa visita ilustrada. Bons passeios!

Sigam-me no Instagram @maria_das_palavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

16
Mai18

As minhas estadias favoritas "cá dentro"

Maria das Palavras

T2 - Herdade da Sanguinheira | Odisseias - Maria das Palavras

 

Antes de mais, estou agradecida até ao cruto da cabeça. Obrigada por se terem prontamente voluntariado a dar sugestões de estadias ao longo do país, como pedi no Instagram Stories e Facebook. Fiquei com muito por estudar (mas são daqueles estudos que me merecem todo o entusiasmo). Quem ainda não viu, corra para aqui, porque deixaram-me muita pérola e também vos pode interessar - só não vale tentarem reservas que empatem as minhas, ok? Primeiras!

 

Como o prometido é "de vidro" (sim, eu sei que está errado, brigada do português), deixo-vos os links para algumas das minhas estadias favoritas, que fui partilhando aqui ao longo dos tempos. Todas com a devida dose de PPP (piscina ou praia, paisagens e paz). Podem clicar onde vos interessar, que vai dar ao meu post sobre a estadia com fotos, opiniões, desventuras e outras dicas (como onde comer lá perto, o que visitar). Não tem nenhuma ordem em particular.

 

A norte: 

Arcos de Valdevez, Moinho do Ázere

Gerês, Lakeview Gerês Guesthouse

 

No centro: 

Alcobaça, Vale D'Azenha Hotel Rural and Residence

Peniche, Mercearia D'Alegria

 

Pelo Alentejo:

Montemor-o-Novo, L'AND Vineyards

Longomel, Herdade da Sanguinheira

Évora, Ecork Hotel

Sigam-me no Instagram @maria_das_palavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

01
Fev18

Moinho do Ázere (ou) Como dar a mão à palmatória

Maria das Palavras

A primeira coisa que fiz quando o Moço disse que me ia fazer uma surpresa pelo nosso quinto aniversário foi ter muito medo. Vai o disclaimer: odeio surpresas. Ser a última a saber das coisas, ter algo que escapa ao meu controlo...faz-me urticária. Essencialmente, sinto-me estúpida por haver coisas que me envolvem e eu não sei. E a pessoa normalmente não gosta de se sentir estúpida, não é?

Ainda assim confiei que 5 anos podem não ter chegado para ele saber que não gosto de comer iogurtes à noite e continuar a oferecer-mos quando torço o nariz ao jantar, mas chegariam para ele saber que não deveria entrar em malabarismos. 

E assim foi. A surpresa era mesmo o local onde íamos passar a noite (pausa para suspirar de alívio por não ser um grupo mexicano a fazer serenatas para acordar a vizinhança toda ou uma avioneta mascarada de "Amo-te Maria"). Quando cheguei e olhei em volta - aldeia no meio do nada, rio a correr, uma placa a dizer Moinho do Ázere pensei: ah, que chatice, apetecia-me mesmo era conforto. Mas pronto, vamos ao turismo rural. 

 

moinhodoazere4.jpg

 

E foi assim que o queixo me caiu quando vi que era turismo rural em grande estilo. A casa toda para nós (coisas de uma noite de segunda-feira na época baixa), tudo lindo e restaurado apesar do traço original e peças do moinho na sala com água a correr (melhor que um vídeo com sons para adormecer no Youtube), decoração com muito bom gosto e, sim, a tal da natureza envolvente no seu melhor. Dizem as más línguas que nem foi assim tão caro e foi muito melhor do que alguns outros sítios onde ficámos a pagar tanto ou mais. 

 

moinhodoazere2.jpg

 

A minha paixão foi mesmo a lareira (naquele duo imbatível com as mantas do sofá) e não é por acaso que o Moço tirou 36567 fotografias onde estou pespegada a ela. Quando acordei de manhã e a vi já acesa quase me correu uma lágrima. 

 

moinhodozere1.jpg

 

Isso e a cesta de pequeno-almoço com produtos da terra (amén requeijão), pão fresco e sumo de laranja espremido no frigorífico. Nem vou dizer mais nada: recomendo MUITO. Fica em Arcos de Valdevez e coisas bonitas para visitar em volta não faltam. Comida boa também não. Não se esqueçam de pedir para provar a carne de vaca cachena. 

moinhodoazere3.jpg

 

E pronto, vão lá ver com os vossos olhos, deixem aqui o like: https://www.facebook.com/moinhodoazere/ e digam que vão da parte da Maria. É que eu tenciono ficar lá mais vezes e uma noite à borla com as comissões das vossas estadias não vinha a calhar nada mal! 

 

tenor.gif

 

 

 

Sigam-me no Instagram @maria_das_palavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

13
Ago17

Na semana passada.

Maria das Palavras

Trouxe uma gripe da despedida de solteira (estou velha para sítios que tresandam a tabaco e sol na cabeça às horas erradas). Foi piorando ao longo do primeiro dia até me deixar de rastos. A garganta inflamada, dores no corpo todo, febre alta - tudo a que tenho direito. O Moço foi trabalhar, foi ao ginásio e andou à caça de uma canja para mim. Sorvi uma tigela com dificuldade e tomei um Brufen que só depois vi que tinha validade expirada desde Maio. Durante a semana tive frio e calor, sem me decidir quando ter o quê e depois uma tosse desgraçada a toldar-me a garganta. Fiz quase nada do que queria e precisava, perfeitamente desconcentrada entre as dores que  não matam mas moem e as tentativas de aguentar a tosse. Passo a citar-me, frase da passada quinta-feira: Sempre que não estou a tossir, estou a pensar como evitar tossir.

 

Assim, já melhor, senti-me culpada ontem ao deixar a casa do avesso, tanta coisa por fazer e nem sequer estar a sair para ver família, amigos, adiantar alguma ação ou alguma presença.

 

Tudo pr'ó diabo e só nós os dois, como às vezes tem de ser. Afinal temos um norte fantástico, que antes estava longe para explorar em escapadinhas de fim-de-semana, ao nosso dispor.

Sigam-me no Instagram @maria_das_palavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

19
Abr17

Diário de uma escapadinha a lado nenhum.

Maria das Palavras

Genteeeeeee, nos últimos dias estivemos nos mesmo sítio de sempre a fazer as mesmas coisas de sempre, e foi A-BSO-LU-TA-MEN-TE normal!
A sério, super recomendo não ir nem fazer, porque enfim não há tempo. O nosso top 5 desta escapadinha não foi: a gastronomia, o hotel lindo onde não ficamos, as pessoas super simpáticas de terra nenhuma, as paisagens que não deu para registar e o tempo precioso e inexistente a dois. 

Vamos sem dúvida voltar.

 

Maria, a ex-louca das escapadinhas ultimamente-sem-disponibilidade-de-vários-tipos, está a precisar de passear no seu país. Urgentemente. Crê mesmo que possa estar a enlouquecer.

Sigam-me no Instagram @maria_das_palavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

Seguir no SAPO

foto do autor

Passatempos

Ativos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O meu mai'novo

Escrevo pr'áqui







blogging.pt

Recomendado pela Zankyou

Blogs Portugal

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D