Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Maria das Palavras

A blogger menos in do pedaço, a destruir mitos urbanos desde 1986. Prazer.

18
Abr17

Carta a quem faz planos

Maria das Palavras

Maria das Palavras - Agenda ConVit 2017

 

Olá caríssimo, 

 

Eu já fui tu. Aliás, teimo em ser. Organizando tudo com trejeitos de obsessão na minha agenda e no meu calendário. Encontrando o melhor momento para isto e a data certa para aquilo. As obrigações e o lazer. O que julgo poder prever segue uma ordem que a logística complicada dos dias me faz assentar no papel para assegurar que tudo ficará bem.

 

Com o passar do tempo fui adquirindo a certeza, já bem cimentada aos 31 de vida, que os planos não são mais que esperanças apontadas. Tentativas de organização, nunca cimento no tijolo. 

 

Há dois tipos de pessoas: as que fazem planos e as que já sabem que não vale a pena fazê-los. Fico feliz que ainda estejas no primeiro patamar. No entanto, não é assim tão mau estar no segundo. As mudanças, às vezes são desgraças e outras vezes são supresas maravilhosas. Na maior parte das vezes, são isso tudojunto. Mas, seja qual for o tipo, fazem-nos crescer, aprender, adaptar, ver coisas a que fechávamos os olhos e descobrir tanto sobre nós, os outros, o mundo, que mesmo quando não podemos dizer que valem a pena, têm o potencial de nos tornarem melhores e de nos fazerem ter as prioridades certas. 

 

Até amanhã.

Ou talvez não.

Uma pessoa sabe lá o dia de amanhã.

Sigam-me no Instagram @maria_das_palavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

16
Abr17

O meu paizinho fashionista reage ao cadeirão amarelo.

Maria das Palavras

Poltrona amarela IKEA

Compraste isso? Achei que isso era velho...que a senhoria tinha deixado aí e ias devolvê-lo. Não combina com nada. O amarelo desta almofada nem sequer é igual. Pronto, está bem. Como queiras. Mas não fica nada bem.

Sigam-me no Instagram @maria_das_palavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

14
Abr17

How'bout a date?

Maria das Palavras

O tempo Maria&Moço tem-se reduzido à presença em eventos familares ou de amigos. Minto. Exagero. Normalmente temos algum alone time enquanto viajamos de carro entre cidades e jantares ou almoços ou lanches. Ha ha ha. E não sei dizer que não porque quero (re)ver toda a gente e sentir que as coisas não mudaram assim tanto e chegamos para tudo. Temo-nos esforçado de tal forma que só não chegamos para nós.

 

Acham que estou a exagerar? Lembrem-se que o Moço trabalha por turnos, várias horas de quase todos os fins-de-semana. Et voilá. Começo a achar que quando passar esta fase de desencontro agravado, em que moramos em cidades diferentes, temos de voltar aos básicos: como te chamas? qual é a tua cor favorita? és alérgico a alguma coisa? Ai, odeio que me toquem nos pés.

 

Há que contrariar. Há que transformar minutos em horas. Acender uma vela para tornar especial qualquer jantar de sobras. Há que dizer não a toda a gente e sim só para nós, baixinho, ao ouvido. Há que rodar a chave na porta, silenciar o telefone, apagar a TV e desligar o mundo. 

Sigam-me no Instagram @maria_das_palavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

13
Abr17

Felizmente não enjoo em viagens.

Maria das Palavras

Querem o resumo das festas? Espinho para Lisboa. Lisboa para Vendas Novas. Vendas Novas para Lisboa. Lisboa para Leiria. Leiria para Espinho. Quem lhe quiser chamar fim-de-semana prolongado está à vontade. Por aqui vai ser mesmo fim-de-semana a correr. Graças aos deuses, já não estou no desafio de comida saudável e vou usar ovos de chocolate e amêndoas açucaradas como combustível humano. Ah, e nem pensem que não arranjo um bocadinho para visitar o Pão Pão Queijo Queijo. Fica desde já o desejo de uma boa Páscoa para todos os visitantes destes humilde canto. Chuac*.

 

*Sabem o que é isto, certo?

Sigam-me no Instagram @maria_das_palavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

11
Abr17

Confesso que tenho medo.

Maria das Palavras

Tenho tido pouco tempo para o blog. Muito pouco. Tenho de me esforçar para parar um pouco tudo o resto e aceder a blogs.sapo.pt. Não é porque lhe perdi o gosto, é porque estou com um grau de paciência miserável para tudo e assoberbada com tantas mudanças ainda a acontecerem. Tenho listas de posts por escrever, fotos e vídeos por partilhar e ao mesmo tempo que essa possibilidade me entusiasma, nunca é o momento em que finalmente passo à ação. Hoje passou-me pela cabeça se isto passa ou se a vida como se está a pôr me vai tirar o blog ou a regularidade com que nele escrevo. E bem sei que se perder a cadência, aos poucos vou arrastando mais e mais e talvez dê por mim num mês em que não passei aqui. Dá-me medo, que para ganhar coisas novas, perca tantas outras - e não sendo o blog a mais grave, possa ser uma delas. 

 

Não é sequer um pedido de incentivo, porque esta fase não depende do carinho dos leitores, que me surpreende  sempre pela positiva. É um momento de partilha honesto à data em que digito (não, não foi hoje, foi quando deu), que espero que não seja uma previsão. Não sei o que vai acontecer e desconfio o que que já está a acontecer é que por ir adiando os posts que dão mais trabalho, o interesse de quem acompanha desça a pique. Saibam que leio tudo o que me escrevem, mesmo quando quero responder e adio e acaba por não acontecer. Mas que cada visitinha e cada caracter me faz sorrir. Mesmo se for para me chamarem anta da Sibéria. Força.

Sigam-me no Instagram @maria_das_palavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

Seguir no SAPO

foto do autor

Passatempos

Ativos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O meu mai'novo

Também escrevo pr'áqui





blogging.pt

Recomendado pela Zankyou

Blogs Portugal

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D