Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Maria das Palavras

A blogger menos in do pedaço, a destruir mitos urbanos desde 1986. Prazer.

12
Set15

Pessoas nossas

Maria das Palavras

Na vida, há quem passe e há quem fique. Tem pouco a ver com tempo ou geografia. Tem pouco a ver com ADN partilhado. Tem tudo a ver com identificação. Momentos criados, alegrias comuns, dores divididas, gargalhadas em crescendo, objetivo paralelos (mesmo que não se cruzem), feitios que combinam (mesmo que não se pareçam). 

 

São as pessoas com que conversamos tão bem que nem faz mal que se façam longos silêncios. Pessoas onde temos sempre o nosso lugar bem marcado, como na almofada meio afundada do sofá de casa que nos conhece a forma. Pessoas parece-que-estivemos-juntas-ontem, mesmo que tenham passado meses sem trocar uma palavra. 

 

Pessoas nossas, de pertença mútua, sem contrato, mas inquestionável. Laço que não desata, vidro que não quebra, papel que não rasga, pessoas que não se separam. Parece tudo impossível e, no entanto, tantos anos depois, cá estamos nós.

 

Sigam-me no Instagram @maria_das_palavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

01
Jun15

Os casais de casais

Maria das Palavras

Um fenómeno que começo a verificar nesta idade em que me encontro (comecei a contagem decrescente para os trinta) são os casais de casais. Pares de pombinhos que arrulham em conjunto e não vivem uns sem os outros. Que vêem naquelas duas outras pessoas "o casal da sua vida".

 

Courtesy of Toronto Public Library

 


Como reconhecê-los?

  • Andam os quatro em linha, de mãos dadas, dois a dois.
  • São avistados em Sintra, nos passeios pedestres ou nas imediações das praias.
  • Fazem posts no Facebook com locais a visitar ou restaurantes a provar, com referência à cara metade e...a mais dois (sempre os mesmos).
  • Quando sozinhos (em casal solitário) têm olhos perdidos e mãos nervosas a clicar compulsivamente no telemóvel para fazer refresh à conversa de grupo no WhatsApp.


Como escolher o casal adequado para si?

  • Visto que vão andar sempre com este casal e nunca considerar sequer uma ida ao cinema sem eles é importante verificar a compatibilidade de horários e dias da semana livres.
  • Certifiquem-se que eles gostam ou não de sushi consoante as vossas próprias preferências. A partir do momento em que escolhem o casal do casal que são, vão passar a jantar sempre fora a quatro, excepto aniversários de namoro/casamento e primeiras comunhões da prima.
  • Façam pesquisas em fóruns de swing para comprovar que não é apenas essa a intenção do casal ao dar-se convosco. A não ser que queiram alinhar.
  • Certifiquem-se que eles não são daquele tipo de pessoas que vos faz descalçar para entrar em casa deles. 

 

As consequências a longo prazo deste fenómeno ainda não são completamente conhecidas na sociedade, mas há estudos pouco científicos que apontam para a perda de identidade do casal ou a escassez de selfies a dois (que passam sempre a albergar os quatro membros numa frame). 

 

Se fazem parte de um casal de casais e não sabem como travar a vossa dependência não deixem de enviar email para a linha de apoio naoqueroestarsocomomeunamorado@casaldecasal.com.

 

Sigam-me no Instagram @maria_das_palavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

Seguir no SAPO

foto do autor

Passatempos

Ativos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O meu mai'novo

Escrevo pr'áqui







blogging.pt

Recomendado pela Zankyou

Blogs Portugal

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

subscrever feeds