Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Maria das Palavras

A blogger menos in do pedaço, a destruir mitos urbanos desde 1986. Prazer.

10
Ago16

Um ESPETAculo de jantar...

Maria das Palavras

Enquanto me perdoam o trocadilho, se não se importam, vou colocar uma banda sonora à maneira e depois mostro-vos em que constou o jantar temático do último Sábado. 

 


E pronto, se já puseram o Rui Miguel a dar o mote, o tema não é segredo: espetadas. Ah, já estava explícito naquela piada deliciosa do título?...Ou com a maravilhosa música (por favor oiçam o refrão)...Não?...

Pois que tinha dez bocas para alimentar e uma tarde para cozinhar (ok, à tarde estive a ver Uma Família Moderna enquanto me escondi do calor, mas preparei algumas coisas antes). Para tornar a coisa mais interessante, porque fazemos isto regularmente, rodando o anfitrião, decidi arranjar um tema. Pensei no tema: frango assado da esquina com empadas da Padaria Portuguesa e batatas de pacote (pertinente ainda assim e do agrado de todos), pensei no tema tupperware (e cada um trazia o  seu) mas acabei por me entusiasmar e fazer tudo em torno do pau. Salvo seja. 


Mostro-vos parte do menu para salivarem (apesar de ser tudo muito simples saudável, dentro dos possíveis) e quem sabe, para se inspirarem para um qualquer jantar em vossa casa. Não sou nenhuma fada do lar, mas a coisa até correu bem (entre pesquisa no Google e invenções) - a não ser que os meus amigos sejam mentirosos e eu tenha o palato avariado.

 

cogumelos.jpg

 

Talvez não comecem já a salivar visto que..isto são só cogumelos crus. Pronto, confesso, tirei muitas fotos ao início, mas nem tanto com as coisas prontas. As entradas foram estes cogumelos no forno temperados com sal, pimenta, alho e regados com azeite. Mas também umas espetadas de queijo mozarella com tomate cherry e manjericão que tristemente foram feitas em cima da hora não viveram o suficiente para verem o flash da máquina. 

 

espetadas peixe.jpg

 
A estrela da companhia foram as espetadinhas de peixe caseiras: salmão, perca do nilo, bacon em fatias que enrolei e pimento verde e vermelho. Mais uma foto tirada antes de ir ao forno, claro. Agora nunca vão acreditar que não queimei tudo. Só prometo que não servi isto em sushi. Como eram dez espetadas bem contadas para dez pessoas (qu'isto o peixe é caro, melher!) fiz também umas lulinhas guisadas. O acompanhamento foi um puré de batata doce que fiz na Gabriela (nome carinhoso da Bimbycá de casa) e como é super rápido e fica bom acho que se vai voltar a repetir rapidamente cá em casa. 

 

espetadasfruta.jpg

 

A sobremesa envolvia gelado com molho de chocolate e canudinhos de bolacha, mas para não perder de vista o tema (e a aura de saúde) mostro-vos só as espetadas de fruta: uvas, melão, abacaxi (seria ananás?), morangos e framboesas. Estou a escrever e a salivar por uma espetadinha destas...adoro fruta já preparada (sim, esta fui eu a preparar por isso não tem tanta graça).

 

pudimmirtilos.jpg

 

Aqui não há nada espetado, mas espeto aqui com a foto na mesma, só para verem que não fui mesmo uma maluca obsessiva com o tema...mais ou menos. É um pudim de mirtilos, mas feito com iogurte e gelatina, como já expliquei aqui. Isso e porque gostei da foto. Para subir o nível da sobremesa (como se as sobremesas tivessem algum nível importante - para além do de glicemia) juntei mirtilos frescos e acachapei-lhe três folhinhas de manjericão ao centro. 

E antes que perguntem: sim, houve sobras:

 

sobras_espetadas.jpg

 

 

Sigam-me no Instagram - @maria_das_palavras e no Facebook aqui.

Sigam-me no Instagram @maria_das_palavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

23
Mai16

Receitas em poucas letras #9: Hambúrgueres Vegetarianos

Maria das Palavras

Eu já estou sempre a pesquisar, adaptar e inventar receitas pró-saúde por causa do meu Moço pró-saúde. Agora a minha irmã anda a pender para o vegetarianismo (não é fundamentalista, mas tem evitado a carne e peixe) e eu ainda mais invento. Entre um e o outro e o facto de me esforçar para fazer coisas que os dois gostem acabo por comer também coisas mais saudáveis (porque um não come hidratos, outro não come proteína animal e eu estou no meio e a não ser que queira fazer um terceiro menu, como com eles - quando estamos todos entenda-se) e depois quando não estão a ver ataco os nachos com guacamole ou um g'anda hambúrguer de picanha com bacon e queijo. Desta vez ganhou a opção vegetariana e fiz uns hambúrgueres com base de grão de bico.

Hamburgueres Vegetarianos | Maria das Palavras

 

Vamos lá ver: da mesma forma que o arroz de couve flor ou a pizza com base de atum, podem ser deliciosos, mas não são efetivamente pizza, o hambúrguer vegetariano (pelo menos este) não é efetivamente carne e NÃO sabe a carne. Portanto não vão com essa expetativa. Mas é ainda assim delicioso, fácil de fazer e...posso dizer isto da comida? Bem bonito. 

 

Ingredientes:

- 1 frasco de grão de bico cozido (400 gramas)

- 1 cenoura grande

- 1 ramo de coentros

- 2 ovos

- 4 colheres de sopa de farinha

- sal, pimenta e pimentão doce q.b.


Passos:

1. Picar (não triturar completamente) o grão de bico, a cenoura e os coentros (Bimby: 5 seg, vel 5)

2. Envolver com os ovos já batidos a farinha e os temperos

3. Colocar num tabuleiro (usei uma forma de bolachas para fazer a forma, mas podem so fazer montinhos espalmados) forrado com papel vegetal e levar ao forno a 200º por 20-25 minutos.

 

Se eram bons? Eram...tanto que nem cheguei a tirar fotos depois de feitos. Mas ficam mais coradinhos, pronto. 

 

Esta receita fez sete hambúrgueres grandes e é uma adaptação da que vi aqui (obrigada Carolina, não saberia por onde começar!).  Sugiro, consoante o vosso gosto e vontade (e para irem variando) algumas das seguintes versões:

- Com piri-piri (podem moer uma malagueta a juntar na altura de misturar todo ou usar molho picante depois).

- Com molho de alho (façam com iogurte natural em vez de maionese se querem manter a onda saudável).

- Juntar pimento além de cenoura na altura de picar.

- Saleteiem uns cogumelos frescos com alho, azeite e oregãos e ponham por cima do hambúrguer. 

- E outras coisa nomeadamente algumas (o céu é o limite).

 

Sigam-me no Instagram @maria_das_palavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

30
Set15

Receitas em poucas letras #7: Arroz de couve-flor

Maria das Palavras

E hoje passamos do quarto à cozinha. Este blog é o sonho de qualquer homem.

Se eu podia chamar-lhe couve-flor triturada? Podia, mas o marketing está muito presente na minha vida e eu sei que assim "vende" mais. É saudável para o Moço comer e delicioso para eu comer. O chamado prato win-win. Dá ares de arroz, é verdade, quando as comidas têm molhenga e pelo menos estamos numa de evitar os hidratos, isto faz o papel na perfeição para ensopar molho e acompanhar um naco de carne guisada. E também é saboroso por si só para servir de acompanhamento (sem molhos). E dá para misturar com outros ingredientes e fazer refeição completa (por exemplo, miolo de camarão, como mostro abaixo, ou cogumelos, cebola e tomate para a alternativa vegetariana*). Até quem não gosta de couve-flor normalmente gostou de a provar assim. Enfim, é a água micelar do mundo da cozinha: dá para tudo.

 

As fotos são da primeira vez que fiz, em que juntei um miolinho de camarão, e também usei couve flor congelada em vez de fresca - que fica mais parecida com arroz por ser mais molinha, mas não é a minha favorita, nem é como tenho feito ultimamente. Fica a receita, simplicíssima, como é apanágio do blog.

 

Receitas em poucas letras #7: Arroz de couve-flor | Maria das Palavras

 

Ingredientes:

- Meia-couve flor (dá para 4 pessoas) ou uma embalagem de couve flor congelada

- 5 dentes de alho (sim, sou uma exagerada)

- 1 cebola pequena

- Fio de Azeite

- Sal, pimenta, pimentão doce (malagueta ou louro, opcionais, bem como outras ervas aromáticas a gosto)

 

Passos:

1. Refogar o alho e a cebola com um fio de azeite num wok ou frigideira grande anti-aderente

2. Juntar a couve flor previamente triturada (Bimby: velocidade 3/5/7) e os temperos (pouco sal, boa pimenta, muito pimentão - malagueta e louro opcionais).

3. Mexer durante uns minutos (3 a 5) 

 

Eu disse que era simples. Os truques fundamentais são muito alho e cebola (abusem), bem como o pimentão. 

Neste caso juntei o miolinho de camarão no último passo e deixei cozinhar mais a couve com o camarão. Mas o inverso fica melhor, para o caso de quererem fazer um prato completo com a couve e não só pô-la a fazer de acompanhamento: cozinhar o restante num tacho diferente e depois misturar lá a couve.

*As pessoas que têm de fazer dietas e devem comer sopa à noite, às vezes esquecem-se que sopa é um combinado de legumes, e não precisam necessariamente apresentá-los de forma líquida. Legumes salteados ou no forno (tomate, courgette, beringela, couve flor, cogumelos, alho francês, pimento...) com um fio de azeite, um toque de sal e pimenta e oregãos em cima, podem fazer autênticos milagres.

 

Sigam-me no Instagram @maria_das_palavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

04
Jun15

Receitas em poucas letras #6: Muffins de banana e aveia

Maria das Palavras

Pois parece que quando eu coloco receitas light no facebook as miúdas ficam todas malucas. Azar dos azares, eu nem gosto da maior parte delas (por exemplo, odeio banana). Sorte das sortes, estou sempre a inventar coisas e pesquisar receitas para tentar que sejam aprovadas para dieta pela nutricionista, por causa do meu Moço, que leva isso da saúde muito a peito (ele é que é IN lá em casa). 

Portanto aqui vai a receita simplicíssima - as únicas em que me meto - para estes muffins sem açúcar. sem farinha, sem um niquinho de coisa que não deixe emagrecer quem anda na luta

 

Receitas | Maria das Palavras: Muffins de banana e aveia

 

 

 Ingredientes:

- Duas bananas maduras

- 100 gramas de aveia 

- 65 gramas de azeite

- 3 ovos pequenos

- Canela a gosto

- 1 colher de chá de fermento

 

Passos: 
1) Misturam-se as bananas, os ovos e o azeite numa liquidificadora ou na Bimby (vel 3-5-7).
2) Misturam a aveia com o fermento e a canela primeiro, e depois envolvem tudo.
3) Vai ao forno a 180º, pré aquecido. Demorou-me uns 30 minutos a ficar au point.

 

Já tinha feito em versão bolo, que foi a receita original que vi não-sei-onde (4 bananas, 200 gr de aveia, 125 gr de azeite (meia chávena), 4 ovos, canela e uma cc de fermento), desta vez fiz metade da receita em forminhas de silicone, porque só tinha duas bananas e deu para seis. O bolo tinha sido para o aniversário do Moço, apenas com côco ralado em cima. Não sendo a coisa mais doce do mundo, toda a gente gostou (menos eu que não gosto de banana, claro) e se lambuzou sem culpa.

 

Sigam-me no Instagram @maria_das_palavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

08
Abr15

Receitas em poucas palavras #5: Pizza "fingida" com base de atum

Maria das Palavras

Como vocês sabem eu sou uma lontra de sofá que além de não fazer exercício (um dia, um dia, digo eu para mim com uma auto-pancadinha nas costas), é louca por gelados e afins. No "afins" cabe, por exemplo, a pizza carbonara com extra pepperoni  que emborquei na segunda-feira. Mas chegou a terça e o meu desejo de pizza ainda não estava morto. Então lembrei-me de fazer uma coisa que já tinha visto nuns quantos sites e que andava a prometer ao Moço há uns tempos: ele é mais da saúde do que eu e ando sempre à procura de receitas para o agradar. Pizza com base de atum em vez de pão. Sim, retira-lhe alguma magia calórica. Mas caramba que me soube bem e deu para enganar o desejo. 


Cá em casa só se fazem coisas simples, que não tenham mais de 3/4 passos, vá. E partilha-se:

 

Pizza fingida com base de atum: Receitas em poucas letras | Maria das Palavras

 

Ingredientes (base de pizza grande): 
4 ovos
4 latas e atum


Passos: 
1. Misturar ovos e atum muito bem batidinhos até estar tudo migado e levar ao forno (em cima de papel vegetal) uns 20 minutos a 180º ou até dourar.
2. Abrir o frigorífico e rechear a bicha com o que houver, levando mais 10 minutos ao forno para rematar. No caso pus molho de tomate, queijo Vaca que Ri em fatias, queijo mozarella ralado, rodelas de cebola e de tomate, tiras de pimento, fiambre de peru e muitos oregãos!


Para compensar, fiz a seguir um bolo de iogurte divinal que ando a comer sozinha (com a ajuda da Gabriela, que é a minha Bimby). Não vá eu perder o hábito dos açúcares...

Sigam-me no Instagram @maria_das_palavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

Seguir no SAPO

foto do autor

Passatempos

Ativos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O meu mai'novo

Escrevo pr'áqui







blogging.pt

Recomendado pela Zankyou

Blogs Portugal

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D