Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Maria das Palavras

A blogger menos in do pedaço, a destruir mitos urbanos desde 1986. Prazer.

20
Jul17

O problema a sério é quando os sapatos não magoam!

Maria das Palavras

Muitas mulheres se queixam quando os sapatos magoam, principalmente os de salto alto. Ficam super elegantes, mas não dá para usar mais de umas horas. Então usam-se uma vez, duas vezes para teimar, três se nos esquecermos das bolhas e ficam encostadas as sandalocas giras à box. Este Verão, tinha muitas sandálias nessa situação. As chamadas giras, mas impossíveis. Decidi comprar umas de tacão mais firme e ligeiramente mais baixas porque precisava mesmo da elegância emprestada para o dia-a-dia (e gosto mesmo de ver) mas tinha de ser como aquele modelo que se encontra uma vez a cada eclipse que em vez de giro-que-dói é giro-que-não-dói.

Comprei na La Redoute estas duas, arriscando a compra de sapatos online porque estava farta de procurar em lojas sem ver nada a meu jeito. O primeiro par diz que é bege, mas para mim, ao vivo, é rosa bebé. O segundo par comprei em preto - se clicarem nas imagens podem ver direto na página (e estão como promoções). 

  

 

E nem quis acreditar na minha sorte. Além do tamanho ficar IM-PE-CÁ-VEL, não magoam nada. Tacão com apoio certo, material macio (sobretudo as primeiras que nem era da cor que eu queria e fui incapaz de devolver). Juro-vos pela saúde da minha mãezinha (que tirando aquela unha encravada, está de ferro), que ando parva com elas. Logo dois pares de tacão alto ao mesmo tempo que calço de manhã sem torcer o nariz ou pensar "hoje se calhar ando mais, é melhor não". Tinha mesmo de partilhar isto.  Eu ponho tag de parceria no post porque estou a usar imagens Primetag (o que significa que ganho uns cêntimos se lhe clicarem), MAS ninguém me pediu para falar destes sapatos e os pares de cima tive mesmo de os comprar!

 

 


Portanto, se achavam que o mau era comprar sapatos que magoam, desenganem-se: o pior é comprar sapatos que não magoam. Porquê? Porque incrédula com a minha sorte estou a namorar o resto do catálogo da La Redoute e a ver sapatos giros, com tacões parecidos e quero mandar vir TODOS. É uma espécie de "tudo bem que não como até ao fim do mês, mas sei lá se na próxima coleção ainca cá estão destes!". Meninas...atirem-se de cabeça! Eu vou já fechar a página para não cair em tentação (ainda mais), mas vocês cliquem nos modelitos se gostarem de algum (esta é a seleção que tenho no carrinho de compras, mas não vai poder passar daí...) e sejam felizes. 

 

 

 

Sigam-me no Instagram @maria_das_palavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

26
Nov15

Se vens descalço, podes entrar.

Maria das Palavras

51KlCjBv71L._SY300_.jpg

 

Lembro-me de ir brincar para casa do primo (um deles, tenho uma catrefada, só a contar os direitos). A casa dele era grande, com muitas divisões vazias e no andar de cima estávamos praticamente sozinhos, podíamos fazer barulho à vontade (mas não fazíamos porque o silêncio era demais para quebrar).

Sei o que gostava mais e o que gostava menos destas visitas. Mais: era o sítio onde podia jogar consolas. Ele tinha uma Dreamcast e deixava-me jogar Sonic. O máximo que eu consegui alguma vez extorquir aos meus pais foi um GameBoy, pelo que a casa do primo-rapaz tinha logo ali um encanto. Menos: tinha de me descalçar para entrar no quarto. Nessa altura era só o quarto do primo, que tinha alcatifa. Hoje virou moda, em qualquer tipo de chão.

Há quem diga que é má-educação entrar na casa dos outros levando a sujidade da rua. Eu digo que obrigar as visitas a fica em pé-pelado está mais ou menos no mesmo patamar. Afinal os tapetes de entrada foram feitos para alguma coisa. Além disso, ir àquela casa passa a ser como uma ida à natação, mas em vez de te depilares, tens de lavar os pés na hora antes e coser as meias. Pronto, estou a exagerar, por norma as pessoas têm os pés lavados (menos norma do que deveria ser) e calçam meias sem buracos. Mas há quem seja capaz de criar queijo roquefort em menos de meia hora de sapato fechado - depois se as plantas morrerem lá em casa não culpem os convidados. 


Mas, no mínimo dos mínimos, se querem impor esta regra lá em casa, certifiquem-se que têm chinelos para dar aos convidados. Se eu não posso sujar a casa com o meu sapatinho fofo, também não me apetece lavar o chão com as minhas meias claras. Era isto.

 

Sigam-me no Instagram @maria_das_palavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

01
Out14

Mimos, homens e marcas de sapatos!

Maria das Palavras

O Moço lá achou que após determinada quantidade de tempo a aturá-lo (que o dificil de aturar é ele - claro, claro! *cof* *cof*) eu merecia um miminho e ofereceu-me uma linda mala da Parfois: gira, tamanho ideal e-tudo-e-tudo. 

Lá me confessou que me queria ter oferecido as botas que eu mencionei neste post - elah! agora vejo o poder do blog - mas tinha ido à loja ao Colombo e não havia.

E o que é que está errado aqui? O "tinha ido à loja". A Forever21, de onde vêm as botas, é uma loja...online.
Ele também se apercebeu, depois de ter perguntado por elas à senhora da loja e conferido o post com mais atenção.

Ia buscar as botas da Forever21...à Foreva.
Potatoes, potatos. 
Hahahahahaha!

 

Sigam-me no Instagram @maria_das_palavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

Seguir no SAPO

foto do autor

Passatempos

Ativos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O meu mai'novo

Escrevo pr'áqui







blogging.pt

Recomendado pela Zankyou

Blogs Portugal

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

subscrever feeds