Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Maria das Palavras

A blogger menos in do pedaço, a destruir mitos urbanos desde 1986. Prazer.

04
Mai16

Sogrices.

Maria das Palavras

A minha sogra tem um telemóvel novo. Já o pôs a uso mas ainda não comprou uma capa para o proteger. Quando o telefone toca (como aconteceu no outro dia no restaurante) é vê-la a abrir a mala, tirar a caixa original do telemóvel e sacá-lo de lá para atender. Sim, anda com o telemóvel dentro da caixa. E com a caixa atrás para todo lado. 

 

Imagem: http://technozan.com/samsung-galaxy-ace-duos-s6802-review/samsung-galaxy-ace-duos-s6802-box/

 

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

03
Mai16

50 sombras de vermelho.

Maria das Palavras

50 sombras de vermelho.png

 

No Domingo fiquei de me encontrar com uma desconhecida no shopping em Leiria porque uma amiga lhe tinha comprado uma coisa e eu podia ajudar na entrega. Para facilitar a identificação disse, por SMS, que já estava no sítio marcado e decidi usei a referência à roupa da minha minha irmã, que estava comigo, para ajudar: mencionei que ela estava de vermelho com um colete preto.

Quando finalmente nos encontramos, diz-me a senhora:

 

- Enganou-me! Isto não é vermelho [a blusa da minha irmã]. É grená!

Grená!! Para já palmas a quem se lembra de usar a palavra grená (não é certamente a blogger menos in do pedaço que o costuma fazer). Por pouco não nos desencontrámos. Porque eu fui incorreta do ponto de vista da paleta dos vermelhos.

 

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

03
Mai16

Taras e Manias

Maria das Palavras

Não ponho açúcar no café mas exijo a colher para o mexer na mesma.

A minha roupa interior combina sempre com a roupa visível.

Só a expressão "limar as unhas" arrepia-me.

Gosto de ter tudo alinhado - mesmo que esteja desarrumado, está em ângulo reto e paralelamente.

Leio sempre a última frase de um livro que vou começar.

Prefiro ouvir sempre as mesmas músicas a ouvir música nova.

Não suporto que me toquem nos pés.

Gosto mais de ouvir sempre a mesma música, que conhecer músicas novas.

Bebo melhor água da garrafa que de copos.

Não gosto que os elementos do prato toquem uns nos outros (arroz para ali, salada para acolá).

 

Mas ao menos já consigo estender roupa com molas de cores diferentes.

Evolução da espécie?

 

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

03
Mai16

Maria vai ao Ginásio III

Maria das Palavras

Portanto, herdei a inscrição da minha irmã em Fevereiro. No Sábado passado pus os pés no ginásio pela terceira vez. A julgar pela experiência bem podem passar mais três meses sem lá pôr as unhas e entretanto acaba o período de fidelização. Fui a uma aula de cycling.
Eu devia ter desconfiado quando o Moço me disse para irmos à aula e como parte do discurso de motivação proferiu as seguintes palavras: se te sentires mal, não pares, é melhor pedalares devagar.

It's not that bad...

 
Eu tinha ouvido coisas divergentes sobre estas aulas de cycling. Há pessoas que dizem que é a morte em pedais e uma amiga em particular diz que é a sua aula favorita e não custa nada (apesar de se cansar sempre a subir as escadas do meu prédio), pelo que depreendo que ela não faz a aula corretamente. Estava preparada para tudo, mas sabia que o meu orgulho não me ia permitir desistir a meio, pelo que levava um olho a tremelicar. 

I'll push through it...

 

Eu percebi que a coisa ia correr mal logo quando estávamos de senha na mão, à espera de entrar na aula e havia uns rapazinhos a bater couro às meninas que iam para a aula, que estavam lá mais para a socialização que para o exercício. Mas mesmo empenhados na atividade esgotante que é a corte, nem por sombras consideravam ir à aula. Entretanto já passavam uns minutos da hora da aula e o instrutor não chegava. Perguntei ao Moço se havia toque de feriado e aí podíamos ir embora, mas ele disse que não era assim que funcionava.

 
Depois, quando efetivamente o instrutor chegou e entrou na sala sem acender as luzes pedi ao Moço que me confirmasse, por favor, que não íamos fazer uma aula a meia-luz, como se fosse um restaurante romântico. Devia ter comparando com uma discoteca. A música altíssima, daquela tipo txicabum e as luzes coloridas (juro). O instrutor no seu palco reduzido de microfone na boca a debitar frases motivacionais "vamos lá" e "última volta". MENTIROSO. Nunca era a última volta.

Eu até tinha previsto a parte da canseira, mas não tinha previsto que o pior sacríficio não seria rolar de pé, mas o puro e simples exercício de me sentar no selim. Ainda hoje me dói o rabo. E quando o instrutor repetia as frases que na terra dele deviam soar bem, mas na minha cabeça soavam a "sua fraca, se não consegues, vai-te embora daqui" eu juro que pedalava mais depressa só numa tentativa de arrancar a bicicleta do sítio e lhe passar por cima. 

tumblr_mcbrl5TxAK1r3holv.gif

 

Eu era claramente a iniciada. A fila da frente com as meninas todas orgulhosas, de costas direitas e rabo empinado: 

tumblr_nye8r3dVjc1qfahgfo1_500.gif

 

E eu, com uma tal de dor de rabo que já estava toda torcida e que só queria ver a morte de foice na mão a levar-me:

tumblr_mvphv8BrNq1ryd2w9o1_500.gif

 

Era suposto a aula ser de 50 minutos, mas creio que durou três vidas e um quarto. Quando acabou o instrutor pôs-se à porta a cumprimentar quem ia saindo com uma espécie de high five. Deve ter um fetiche por mãos suadas, só pode. Saí dali para o balneário rapidamente, juro que não demorei nada, mas quando lá cheguei - PUMBAS - já estão quatro ou cinco gajas todas nuas a abanicar- a púbis. Juro que já se deviam ir a despir pelo caminho, só pode. E pronto, foi isto. Pelo que oiço dizer, com a continuação deixa de custar tanto. Nunca saberei. É que nunca mais ponho lá os pés. Ou melhor, o rabo.

 

Posts sobre Friends em Mariadaspalavras.com

 

Maria vai ao Ginásio I - As reclamações da "primeira vez"

Maria vai ao Ginásio II - Quando vocês me lixaram

Maria vai ao Ginásio IV - Dance Local?...

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

02
Mai16

Guia para clientes de taxistas 101

Maria das Palavras

Taxi - Guia para Clientes - Maria das Palavras

 

Os taxistas têm os seus pontos de razão: a Uber opera com benefícios fazendo uso de um vazio legal, mas...eles fazem todas as coisas erradas para lidar com isso, em vez de aproveitarem para mostrarem que podem ser melhores (nem que seja a nível da educação australopiteca - salvo honrosas exceções, que profissionais bons e maus há-os em todas as áreas). Mas este post nem é bem sobre isso. Sei que a altura de falar sobre a polémica já passou. É mais porque o Moço contava a um colega, pró-taxista, que temos sempre apanhado taxistas que ou falam mal para nós ou nem falam para dizer boa noite e ele respondeu que talvez fosse ele, o Moço, que falava mal para eles.

 

Isto é de merecer uma gargalhada sentida. Para já, quem conhece minimamente o Moço sabe que ele só é bruto se lhe calcarem bastante os dedos mindinhos. Então assumir que ele entra no táxi e debita logo brutalidade ao ponto de mudar o mood outrora harmonioso do motorista é de loucos. Se calhar, o colega do Moço, acha que "falar mal" é pedir ao taxista para ir até uma localização que não apeteça ao senhor (ou pedir fatura). Portanto - e notem que isto não é contra os taxistas, mas apenas uma resposta ao comentário do colega do Moço - eis a sugestão do que o Moço deveria fazer ao entrar no Taxi, para não estar a "falar mal" ou melhorar o nível de educação e simpatia com que normalmente o meu rapaz já fala para os senhores taxistas que nos transportam. Partilho, porque talvez também andem a ser uns animais e pode ser-vos útil o guia de conversação.

Guia para utentes de taxi educados - Maria das Palavras

 


"Muito boa tarde! Peço permissão para falar.

 

[permissão dada]

 

Estou aqui no aeroporto, lamento desde já por lhe ter entrado no táxi, sendo português, e ainda por cima sem bagagem. Gostaria de o compensar colocando o meu molho de chaves na bagageira, para que possa cobrar-me a taxa de bagagem.

 

[sai do táxi e vai colocar as chaves na bagageira]

 

Vou ali para Telheiras, mas sinta-se à vontade para ir via Barreiro, para ser mais aceitável para si o exercício de locomoção. Ah! Trouxe-lhe uma pequena lembrança de Paris, onde estive. 

 

[passa-lhe um CD]

 

Aqui está um álbum best of do Art Sullivan. Caso goste, sinta-se à vontade para o pôr a tocar, em qualquer volume, durante o percurso. Mas não quero que se sinta limitado, oiça o que bem entender, ou vá a falar ao telemóvel - até lhe empresto o meu, se quiser, que tenho daqueles tarifários que não se paga mais. 

 

[motorista prepara-se para arrancar]

 

Espere, espere.

 

[Moço tira um maço do bolso]

 

Tome aqui um cigarrinho para ir relaxado. Obrigada pela honra que me dá em ser seu passageiro e prometo a partir de agora falar apenas se quiser comentar a última jornada."


Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

02
Mai16

Aquela pessoa #8

Maria das Palavras

Aquela Pessoa - Maria das Palavras

 

 

...que mal vê alguém a chorar, chora também.

Coloca ali a lágrima com um nível de contágio equiparável ao da lepra. Vê alguém a lacrimejar e logo funga, a querer começar de enfiada. Toma todas as dores e alegrias, não só de amigos e familiares, como de qualquer concorrente de reality show numa TV próxima de si. Haverá vacinas para isto?

 

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

01
Mai16

Lembrei-me agora.

Maria das Palavras

O meu pai sempre foi o homem mais trabalhador que conheci, apesar de isso se ter traduzido em muito poucos tostões ao longo da vida (um homem honesto neste país não chega a lado nenhum, diz ele com amargura). A única folga semanal chama-se Sábado e esteve largos anos sem saber o que era isso de tirar férias. Por isso, eu e a minha irmã, num 1 de Maio qualquer, decidimos dar-lhe uma prenda, penso que era um CD de fados. E ele? Ficou mal disposto, porque achou que estávamos a gozar com ele. Neste 1 de Maio não há dúvidas: só a mãe é que recebe prendas.

 

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

Pág. 6/6

Seguir no SAPO

foto do autor

Passatempos

Ativos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O meu mai'novo

Escrevo pr'áqui







blogging.pt

Recomendado pela Zankyou

Blogs Portugal

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

subscrever feeds