Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Maria das Palavras

A blogger menos in do pedaço, a destruir mitos urbanos desde 1986. Prazer.

13
Mar15

Guia para o primeiro encontro: para eles

Maria das Palavras

Depois do sucesso estonteante do artigo Guia para o primeiro encontro: para elas - cerca de cinco pessoas e meia chegaram a lê-lo e só uma o fez por engano - aqui está a mais que desejável sequela. Não se enervem, rapazes, que aqui a Maria explica. E as meninas podem sentir-se à vontade para acrescentar tópicos (mas não sejam picuinhas).

 

1. Descontraiam. A não ser que sejam mini-playboys (apetecíveis, mas desaconselháveis) e tenham encontros marcados dia-sim-dia-sim vão sentir um nervosos miudinho nalgum momento. A sério: descontraiam. Ela também está nervosa: provavelmente mais. Um segredo: até pôs pó de talco no sovaco para não a certeza que não transpirava demais.

 

2. Não a julguem logo pela aparência. Os homens comem com os olhos são seres muito visuais. Isso não vai mudar. Mas não dêem o encontro por encerrado assim que a vêem chegar mal-arranjada (lembrem-se da história do patinho feio). Se não for para mais nada, ao menos pretende-se que passem um bom bocado e para isso tem de estar com uma atitude upa upa e a mente aberta. Da mesma forma, não achem que só porque ela está a usar um decote demasiado pronunciado ou uma saia um tiquinho muito curta, ela é uma fácil e têm concubinagem garantida. Pode sempre dar-se o caso de estar mal-aconselhada por uma amiga mais sluty ou não ter lido o meu guia de primeiro encontro para mulheres. Lembrem-se das ilusões de ótica e da diferença que roupa e maquilhagem fazem numa mocinha.

Olivia Wilde

 

3. Saibam ouvir. Ou falar. Já mencionei que ela está nervosa? Isso pode dar lhe para falar como se estivesse a fazer um especial para a rádio ou calar-se que nem um rato. No primeiro caso, deixem-se levar e vão moderando a conversa com perguntas desviando o tópico se o assunto do momento já vos estiver a aborrecer - não queremos isso. No segundo encontro ela há-de estar menos nervosa e talvez tenham a vossa oportunidade de falar mais. Ou então não e sintam-se à vontade para lhe perguntar se não querem também saber mais sobre vocês, No segundo caso, em que ela não fala muito, é essencial que tenham tópicos de conversa pensados e lhe vão fazendo perguntas. É que os silêncios incómodos só vos vão deixar aos dois ainda mais desconfortáveis e dar um efeito bola de neve à crise.

 

4. Escolham sem escolher.  Sejam homenzinhos e escolham o lugar e programa para encontro. Jantar e cinema calha sempre bem - um clássico que nunca falha, mas também podem ser mais originais. Com cuidado. E tendo em conta a opinião da moça. Deixem a surpresa total para quando a conhecerem melhor e souberem os gostos dela. Não vão querer supreendê-la levando ao ringue de patinagem ou ao sushi mais badalado da cidade. E depois descobrem que o irmão dela atropelado numa pista de patinagem e ela não gosta de sushi. Se lhe perguntarem onde quer ir ou o que quer fazer ela reposnderá "não sei". Porque não sabe mesmo ou porque vos quer testar. É irrelevante. Vão por mim e preparem duas ou três opções distintas de restaurante ou programa. Depois são-lhe a escolher. Assim partilham responsabilidade, Mas mesmo que ela seja super indecisa (que as há) e não saiba mesmo o que quer, pelo menos excluirá as opções que odeia e vocês não passam uma vergonha. E SIM, vocês é que pagam. Pelo menos tentam. 

 

5. Go for the kill. Claro que nem a água: o primeiro beijo é da vossa responsabilidade (o que não quer dizer que não pode ser ela a avançar, mas é pouco provável). Se a coisa parecer estar a correr nesse sentido, peguem em tudo o que vos restar da confiança com que regaram a vossa atitude ao jantar (e talvez num bocadinho do alcóol que ingeriram) e arrisquem. Na pior das hipóteses ela desvia-se. E já ficam a saber que a vossa impressão mar-de-rosas estava errada e podem andar com a fila. Não se preocupem: se ela se arrepender vai-vos mandar uma sms depois de falar com as amigas e elas lhe darem na cabeça.

that all-important first date kiss

 

6. Esqueçam as regras que os vossos amigos vos ensinaram. Se vos apatece falar com ela logo no dia a seguir ao encontro liguem ou (mais moderadamente) mandem uma sms. Ela ficará feliz - se de facto estiverem em sintonia - e com os tarifários atuais: nem vos custa nada. Atenção: ligar ou mandar uma sms no dia a seguir não é igual a: mandem uma sms por hora, liguem para saber se ela chegou bem a casa depois so trabalho e enviem rosas. Too soon. Isso sim, cheira a desespero - e as mulheres preferem aromas frutados.

7. Sejam honestos ao longo de todo o processo. Já expliquei, mas nunca é demais repetir: se logo aí ou a partir daí sabem que não querem nada sério (tipo, sem chance), serem honestos sobre isso não vos iliba quando se aproveitam do facto de ela querer mais. Não deixem, no entanto, de lado, uma chance para se surpreenderem. Um dia todos nos apaixonamos. E raramente (nunca, digo eu) é logo para começar.

 

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

13 comentários

Comentar post

Seguir no SAPO

foto do autor

Passatempos

Ativos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O meu mai'novo

Escrevo pr'áqui







blogging.pt

Recomendado pela Zankyou

Blogs Portugal

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D