Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Maria das Palavras

A blogger menos in do pedaço, a destruir mitos urbanos desde 1986. Prazer.

16
Jun19

Dois dedos de conversa #108

Maria das Palavras

Eu, irritada com o filme da Bela e o Monstro (com a Emma Watson, que está na Netflix) porque mudaram vários detalhes da história de animação, sendo a mais grave - para mim - que o Lumière tem a cara na vela e não no castiçal:

- Isto é um disparate. E nenhum deles tem emprego, gostava de saber como pagaram aquela festa no final para toda a gente. 

O Moço, prontamente:

- Venderam os livros da biblioteca no OLX.

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

10
Dez14

Final alternativo: A Bela e o Monstro

Maria das Palavras

Vocês sabem que eu sou uma miúda pragmática. Não gosto de histórias mal contadas nem de enganar as crianças.
A versão original é isto
:

A Bela é uma moça da aldeia que não se integra bem na comunidade: sempre de nariz metido nos livros, um pai que é um inventor falhado. Só o menino bonito da cidade, Gastón, parece admirá-la pela sua beleza: quer até casar, assim ela deixasse. O seu pai é raptado e vai para as masmorras do Monstro. Ela sacrifica-se e troca de lugar com ele. O Monstro é afinal um príncipe que por ter mau feitio foi amaldiçoado por uma bruxa. A não ser que provasse ter coração até ao cair da última pétala de uma rosa que lhe deixou (e gostava de saber em que florista a comprou que aquilo dura anos a fio) ficaria em modo Tony Ramos para sempre. Mas a Bela é tão fofinha que lhe aquece o peito e o faz ter coração. Entre outras aventuras e desventuras, perde-se o serviço de cozinha, pois a criadagem volta a ficar em modo humano, mas ganha-se um príncipe que descobriu a paixão. Foram felizes para sempre - claro.

Final alternativo | A Bela e o Monstro - Maria das Palavras

 

A história resume-se mais ou menos assim. Mas aquilo, mesmo para conto de fadas (o meu favorito, aliás), é muito pouco realista. Ele fica bonzinho só porque ela é linda e carinhosa, mas...não somos todas? E quantos bad boys já viram a converter-se? Exato.
Portanto eis o meu fim, dentro do género, mas com toques de realismo, para ninguém andar aí ao engano:

 

Portanto, a Bela fica em cativeiro no lugar do pai. Começa a ganhar confiança com o Pantufa, e até lhe dá um banho com champô anti-pulgas - parte do seu mau feito era, afinal, comichão crónica. A rosa morre depressa, como é normal para uma rosa que não é de plástico e o Monstro pode até não se voltar a tornar príncipe, mas aprende a sentar-se, rebolar, fazer-se de morto, e outras pequenas coisas que o tornam mais acomodado à condição de ser peludo e lhe valem um biscoito de vez em quando. A Bela compra assim a sua gratidão e deixa de ser vítima, para se tornar a gestora oficial do palácio, organizando diversos eventos (festas de aniversário, casamento, jantares de empresa) que são um sucesso e trazem rendimento aceitável para sustentar o modo devida luxuoso que levam. Casa com o Gastón que não tendo também o melhor feitio do mundo, é um homem à séria, que a aquece à noite, e por entre os defeitos dos dois (ela meio intelectualóide, ele meio egocêntrico) arranjam um lugar comum para o amor. Ele tira um curso de fotografia e entra no negócio dos eventos. O pai da Bela continua a viver do subsídio por invalidez (ai aquele problema mental) e nunca chega a mudar-se para o palácio porque o Gastón não vai muito à bola com o sogro e vice-versa. E viveram às vezes mais felizes e outras menos para sempre.

 

 

 

 

 

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

Seguir no SAPO

foto do autor

Passatempos

Ativos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O meu mai'novo

Escrevo pr'áqui







blogging.pt

Recomendado pela Zankyou

Blogs Portugal

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D