Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Maria das Palavras

A blogger menos in do pedaço, a destruir mitos urbanos desde 1986. Prazer.

01
Jan20

MDV #11 - Loucos Anos 20

Maria das Palavras

Fiquem a saber como foi a nossa louca passagem de ano, que define o tom do próximo ano (quiçá, da próxima década!). Além disso preciso mesmo que ouçam, porque promessas foram feitas e serão vocês a testemunhar para que sejam cumpridas!

Espero que no decorrer da audição, não vos choque a notícia da mudança que a nossa relação provavelmente vai sofrer para acomodarmos descendência. A minha e do Moço. Que a minha com vocês será assim para sempre: tu-cá-tu-lá. E não mete ordinarices.

Carreguem PLAY abaixo, ouçam no spotify, ou aqui no castbox (sem precisarem de instalar nada).

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

29
Dez19

12 Experiências que marcaram o meu 2019

Maria das Palavras

Se olhar para as checklists gerais, o meu ano de 2019 foi uma desilusão. Um ano perfeitamente blé. Não me separei, nem me casei. Não tive filhos, nem adotei um animal. Não mudei de casa, nem de trabalho. Não cumpri nenhum grande sonho, nem ocorreu nenhuma grande desgraça. Nem sequer fiz uma viagem fora da Europa. Por que será então lembrado este ano? Se não é pelas grandes, será pelas pequenas. E vejamos se são tão menosprezáveis assim. 

 

2019 maria das palavras

 

1. Li um livro que mudou a minha forma de reagir. Chama-se O Monge que Vendeu o seu Ferrari, é um mega cliché da auto-ajuda (género em que nunca me tinha aventurado) e já falei dele aqui. Pontuou positivamente um ano em que a palavra foi gratidão e ajudou-me a pô-la em prática e viver cada dia, ainda que esse seja um trabalho diário e contínuo que nem sempre parece ao meu alcance. [E na verdade ouvi o livro, que foi outra estreia do ano: os Audiobooks do Audible.]

 

2. Jantei no Museu de História Natural de Londres. Por esta não esperavam, pois não? Mas aconteceu, e apesar de ter sido um buffet (odeio comer de pé) foi uma experiência incrível que os ossos no meu prato não fossem a coisa mais morta que constava do meu cenário de jantar, contando com os espécimes nas paredes e pendurados acima da minha cabeça. Agora que penso nisso, talvez não fosse uma experiência excelente para vegetarianos.

 

3. Visitei bons amigos na Bélgica (mesmo a tempo de se mudarem para o Lux de Benelux) e com isso conheci sítios maravilhosos (não apenas a casa de Waffles onde me levaram em Bruxelas, mas também as encantadoras cidades de Bruges e Dinant (também fui a Ghent e Antuérpia).

 

dinant maria das palavras

 

4. Conheci o pão-de-ló da minha vida. E não fica em Ovar: fica em Quintadona, na Casa da Viúva Winebar. E não foi da gula nem da fome que ele me encantou, porque quando o trouxeram para a mesa eu estava tão anafada das delícias anteriores que jurava que nem conseguia morder uma pastilha. 

 

casa da viuva quintadona maria das palavras

 

5. Comecei a escrever num bloco de notas reutilizável. Comprei um Infinite Book na FNAC, na senda ecológica e minimalista que me assolou este ano (que é para continuar). E não é que dá um jeitaço? Para quem, como eu, está sempre a escrever checklists e tirar apontamentos rápidos (e o meio digital nem sempre serve), é ideal. Acabei já por comprar outro online no site da marca e tenho um para apontamentos pessoais (liso, mais pequeno) e um para o trabalho (que tem páginas de notas pontilhadas e de planner semanal), que espero que durem muitos anos. Escrevo, apago (tiro foto antes e arquivo se for algo para durar mais, o que é raro) e reutilizo. 

 


6. Passei noutro cenário de Game of Thrones com a minha irmã
, que aceitou ir comigo apesar de me conhecer há para cima de 20 anos. Que é outra forma de dizer que estive em Sevilha, a apanhar os melhores (únicos?) dias de verdadeiro calor deste ano e um dos pontos mais bonitos de visitar foi o Real Alcazar, que foi Dorne em GOT. Outro foi a Praça de Espanha que em Star Wars é o palácio de Naboo, por isso escolhem o vosso lado geek favorito.

 

sevilha maria das palavras

 

7. Destronei a minha ex-francesinha favorita pela nova campeã: na Taberna Belga em Braga. Molho cremoso (os puristas não admitem que seja francesinha, atenção), carne de chorar, batatas caseirinhas. O que mais pode querer uma gulosa? Experimentei várias outras, mas no meu palato nenhuma chegou aos calcanhares desta. 

 

8. Conheci o sítio do wallpaper da minha televisão. Chama-se Hallstat e foi só um dos pontos que visitei com uma boa amiga em viagem à Áustria (quando cometi novamente o pecado de viajar sem marido). Mas que ponto! Esta fui eu que tirei, exatamente com o mesmo enquadramento da que namorei meses e meses. 

 

hallstat maria das palavras

 

9. Andei no comboio Histórico do Tua! Ganhou claramente o duelo VS cruzeiro do Douro e fica como experiência para recordar para sempre. Acabei cheia de fuligem, com 5 rebuçados da Régua na boca ao mesmo tempo e feliz.



comboio douro maria das palavras

 

10. Tornei-me fã de podcasts. Comecei a ouvi-los a caminho de todo o lado, usando a minha app favorita (Castbox) e gostei tanto que um dia, sem pensar muito, comecei o meu próprio podcast a que chamei Mensagem de Voz (disponível no Spotify e no Castbox). Alguns dos meus podcasts favoritos são Terapia de Casal, Couple's Therapy (não são o mesmo, juro), Projeto Piloto e One Step.

 

11. Desci à Lagoa do Fogo. Que é como quem diz, apaixonei-me por São Miguel. E que na verdade conheci 6756 lagoas. Foi uma viagem de uma semana - a mais longa deste ano - e deixou-me vontade de conhecer todas as ilhas. Acompanharam no Instagram? Continua nos destaques do perfil @mariadaspalavras, bem como as outras viagens de 2019. Já subir da Lagoa do Fogo, foi uma experiência menos boa, graças a Deus não faleci, mas esteve por pouco, porque ainda não foi este ano que me tornei fit. 

 

lagoa do fogo maria das palavras

 

12. As minhas séries favoritas foram séries documentais. Vi Chernobyl na HBO e When They See Us na Netflix e, senhores, corram se ainda não viram. Poucos episódios, marcantes, que revelam prismas reais da nossa sociedade em que nos habituamos a pensar ao longe.

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

20
Nov19

À espera de 2020?

Maria das Palavras

Passa 2019? - Maria das Palavras Blog


Dizem que os ciclos se repetem. Olhei para trás e reli o que tinha escrito aqui em 2014, perto da passagem de ano, quando fazia dez anos que o meu ano não passava.  

Há um ano, mesmo sem acreditar que há o tal coador de um ano para o outro, com a contagem decrescente, que deixa para trás o que está mal e nos deixa recomeçar só com o que há de melhor a passar no filtro do ano novo, marquei o início de Janeiro para ser melhor a partir daí. Comecei o tal Diário da Gratidão, fiz uma agenda de objetivos bem pensados e distribuídos por semana, concretizáveis, nada de “ter um pónei”, mais “arrumar a gaveta da papelada”.


A intenção foi ótima, a execução exímia. Por cerca de 3 semanas.

Foi mais para o meio do ano, depois de ler (ouvir) O Monge que Vendeu o Seu Ferrari que as coisas a que me propus fizeram sentido. Continuo a ter a gaveta da papelada por arrumar. Mas tenho uma atitude completamente nova perante cada dia.

O diário de gratidão não continuou a ser escrito, mas a atitude de gratidão reforçou-se. Nunca cheguei a ganhar o hábito de meditar, mas sinto que a génese da ideia faz parte de mim.  Respirar, dar importância ao que tem importância, viver o presente, escolher como reagir perante o que não posso controlar. Também falei disso nesta entrevista.


Falta mais de um mês para a viragem de 31 de Dezembro para 1 de Janeiro e já ouvi várias pessoas (influencers com milhões na sua audiência também) com a conversa do “Acaba logo 2019!”, “Chega logo, 2020!”.

Porquê? Para quê?
Pode ser hoje que muda tudo. Amanhã também começam 365 dias fresquinhos (na verdade 366, que será ano bisexto) que vão de 21 de Novembro 2019 a 21 de Novembro de 2020.
No próximo minuto aliás, começa um novo intervalo de tempo.

Que tal começarmos hoje? Sem calendário ditador que nos diga quando é que a nossa vida tem de fazer um upgrade.

Que tal começarmos agora?

 

#viveaviagem

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

06
Jan19

3 Apps para Cumprirem as Resoluções de Ano Novo

Maria das Palavras

Ou para preguiçosos. Como eu.

Sabem quando têm muita vontade de mudar ou melhorar algo - algo que talvez repitam todos os anos nas resoluções do "revelhão", mas não encontram em vocês a energia suficiente para começar? Pode ser que instalar uma destas app's seja o primeiro passo de que precisam. 

 

Zombies Run (Free) - App recomendada Maria das Palavras

 

"Fazer exercício": Zombies, Run!
Gostavam de conseguir levantar-se do sofá e dar uma corridinha revitalizadora e boa para a forma, mas o ímpeto do entretenimento é muito mais forte? Larguem a PS4 ou esqueçam a última temporada de The Walking Dead (já ninguém vê isso mesmo) e joguem na vida real. Esta app de corrida é uma experiência imersiva em que vocês não correm para ficar fit, mas correm pela vossa saúde: têm de fugir aos zombies. Pode ser apenas correr na mesma, na prática, mas se o que vos falta é o desafio...porque não experimentar?

 

Audible by Amazon - App recomendada Maria das Palavras

 

"Ler mais": Audible, da Amazon
Os leitores compulsivos vão querer arrancar-me a pele aos poucos com um corta-unhas por considerar que ouvir um audiobook é ler. Não é. Não é mesmo. Mas posso dizer-vos que vou a meio do livro da Michelle Obama porque passei horas a arrumar a casa enquanto ela lia para mim o seu livro. Porque fui às compras e durante o tempo todo que estive no Pingo Doce ela esteve comigo a contar-me a história da vida dela ao ouvido. É uma forma de conhecer mais livros (penso que é especialmente interessante para biografias em que o próprio narra) nos momentos em que não posso fisicamente pegar num, mas tenho a mente desocupada. Enquanto cozinho ou arrumo ou me movo de um lado para o outro a pé ou a conduzir, por exemplo. E assim conhecemos mais um livro, num períoso em que normalmente não o faríamos, mesmo que não o adicionemos ao GoddReads por não o termos lido literalmente. Adicionalmente, para quem não tem mesmo o hábito de ler, talvez seja uma forma fácil de se habituar aos livros, como um primeiro passo para ganhar ou recuperar o bichinho. Nota: Os livros em português são limitados (são sobretudo clássicos). Os conteúdos são mais interessantes em inglês. Olhem para isso como uma vantagem (treinar a língua).

 

Water Drink Reminder - App recomendada para beber água | Maria das Palavras

 

"Beber mais água": Water Drink Reminder
Gente, se há coisa que devia ser fácil e eu não faço nem a ferros, é beber água com regularidade. Depois acontece que acordo a meio da noite com sede, porque - claro - estou desidratada (mas não me levanto para resolver o assunto, porque, lá está, sou preguiçosa). Já tinha experimentado uma app para me lembrar de beber água que basicamente servia de alarme e com o tempo passei a ignorá-la com bastante mestria. Esta é diferente, porque define um objetivo para ti (que pode ser ajustado, eu fi-lo) e, não só te vai lembrando, como ao beberes e registares estás a cumprir o teu desafio diário. Tem o efeito compensador de por um check numa lista. Não posso garantir que vá funcionar ad eternum, mas posso recomendar que tentem também. De qualquer forma o objetivo é que o hábito se entranhe e depois já não precisamos da app. Nota: Não a encontrei no iTunes (uso Android).

 

Tentados a experimentar alguma? Se o fizerem, contem-me como está a correr!

 

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

05
Jan18

Os primeiros dias do ano.

Maria das Palavras

Engraçado como tentamos dar significado a tudo o que acontece nos primeiros dias ou horas de cada ano novo. Se encontramos um cêntimo no chão vai ser um ano de sorte, se partimos um copo vai ser um ano complicado. Começa bem! Ou: começa mal! Isto é bom ou mau prenúncio. 


Ainda há quem diga que cada um dos doze primeiros dias do ano lança o mote para cada um dos doze meses. O que para muita gente significava só que Janeiro ia ser um mês de ressaca e Fevereiro ia ser um mês pouco produtivo no trabalho. 

 

Cerca de 110% das pessoas gosta de contemplar o mar logo no primeiro dia, vendo qualquer coisa  maior nas ondas do que a hipótese de afogamento. Um infinito qualquer. Uma liberdade qualquer. (Eu escolho antes a liberdade de desejar um bom ano do sofá com mantas, que sossego é que o mais quero para o resto de 2018.)

 

São dias de fazer planos e implementar resoluções que vão durar cerca de uma semana e meia. 

E não há problema nenhum em nada disto. Não há problema nenhum em querermos forçar simbolismos e energias renovadas, mesmo que não passem de ilusões passageiras e crenças que a passagem de uma hora do dia 31 de dezembro para a outra do dia 1 de janeiro vai mudar alguma coisa. Porque independentemente do que acontece no futuro, o que importa é a forma como vivemos o presente. Se for com um sorriso de esperança nos lábios, tanto melhor.

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

03
Jan18

A última prenda de Natal

Maria das Palavras

Agenda 2018 - Com-vit

 

Veio num embrulho tão bonito que tive pena de abrir antes e ficou arrumada na minha espécie de árvore de Natal até ontem (agora já rabisquei toda, mas antes consegui tirar fotos).

Já não falha: ano novo, agenda nova. Usei a agenda de 2017 quase até ao ano seguinte - o dia 31 de dezembro já estava a abarrotar de notas para o ano seguinte. 

Agora já tenho uma nova: desta vez mais pequena que a minha mala é cada vez mais uma cartola onde cabe tudo e mais uma lebre. Sempre da Con-vit.com porque nunca ninguém me tinha feito usar uma agenda do início ao fim do ano (vai para a terceira seguida) sem a deixar de lado lá para Março e três trocos. O segredo, já disse e repito é a forma como deixam personalizar a agenda (dentro e fora) para ter o aspeto que eu gosto e a funcionalidade que me dá jeito. 

 

O meu modelito agora é o tema 96, um dos novos deste ano. Tão bonito que lhe fiz um mise en place para a foto digno de blogger upa-upa. Ide lá ver e digam-me qual é o vosso favorito. E Moço, estás proibido de dizer que queres uma agenda de casamento...

 

Agenda Con-Vit

 

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

Seguir no SAPO

foto do autor

Passatempos

Ativos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O meu mai'novo

Escrevo pr'áqui







blogging.pt

Recomendado pela Zankyou

Blogs Portugal

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D