Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Maria das Palavras

A blogger menos in do pedaço, a destruir mitos urbanos desde 1986. Prazer.

28
Nov18

Nem por acaso.

Maria das Palavras

Admiro pessoas que fazem o que eu não sou capaz de fazer. Não digo coisas como dominar malabarismo, cozinhar soufflés, construir um motor de um automóvel, ou...assobiar. Também não sou capaz dessas. Digo pessoas capazes de sonhar. E de pegarem nesses sonhos e fazerem como diz naquele ditado japonês: quando rezares, mexe os pés. 


A Alexandra, que para mim é a Fatia Mor, sonhou e mexeu os pés. Apaixonou-se por fotografia, mais ou menos como eu sou apaixonada pelas palavras. Sonhou que havia de ser mais que um passatempo e mexeu os pés. A Alexandra aconteceu, quando aconteceu o sonho dela. Eu que não tenho coragem, disciplina, energia para isso, admiro-a tremendamente. 

 
 
 
 
 
View this post on Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

A post shared by FatiaMor (Alexandra) (@fatia_mor) on

 

Ela chama ao seu projeto Serendipity Photography, que se define como um acaso feliz. Mas isto não foi acaso: foi tudo ela. Um motivo mais para ela se orgulhar e à sua família linda que nos arranca gargalhadas a cada episódio descrito (já disse que é mãe de três?!). Por isso hoje, por nenhuma razão em especial, apeteceu-me dizer a quem quer que ainda não a conheça: que a vá conhecer. 

 

  • No blog, no qual aliás podem votar na categoria Família para os Sapos do Ano (e de viagem, votem no meu, para Generalista). 
  • No Facebook do projeto Serendipity, onde podem marcar as vossas sessões.
  • No Instagram da @fatia_mor, onde algumas imagens captadas pela sua objectiva também são publicadas. 

 

E, já agora, maltinha de sotaque alentejano...considerem isto:

Natal_pub.jpg

 

Não vos dou é nenhum código de desconto para as sessões. Primeiro, porque não combinei este post com ela. Depois porque amigo que é amigo (mesmo que seja dos blogs), recomenda que paguem tudo e ainda dêem gorjeta. Mas digam que vão daqui e tenho a certeza que vão ser recebidos com sorrisos iguais aos que ela capta nas fotografias.

 

 
 
 
 
 
View this post on Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

A post shared by FatiaMor (Alexandra) (@fatia_mor) on

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

25
Nov16

Passatempo Maria Bolinhos

Maria das Palavras

Se há duas coisas que eu gosto é 1) de oferecer livros (ainda esta semana vos falei sobre isso) e 2) de ver os projetos das pessoas cá do bairro verde do Sapo a crescerem (ainda por cima hoje é dia de #followfriday). A Catarina tem um blog no Sapo e um livro no mundo

 

 

A Maria Bolinhos é uma história que tem tudo o que uma criança precisa para ser feliz: princesas e doçura - no caso, a Doçaria Alentejana é a estrela. Não acham um excelente presente de Natal? Sim? Então vamos lá: eu e a Catarina temos um destes livros cor de rosa para vos oferecer! Com um extra importante: o livro tem direito a dedicatória e autógrafo da autora!

 

Participem, até 11 de Dezembro:
1. Devem ter like nas páginas de Facebook Maria das Palavras (esta) e da autora Catarina Duarte (esta)
2. Devem fazer like neste post de Facebook 
3. Devem preencher o formulário abaixo (ou aqui)
4. Devem torcer para que o Random.org selecione a vossa participação a 12 de Dezembro

 

 

Cumpram todos os passos e dia 12 o nome do vencedor será publicado no blog (atualizado neste post). Será ainda contactado por email nessa mesma data e tem 48 horas para responder ou fico-lhe eu com o livro! Boa sorte a todos.
 

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

13
Mar15

Bata & Batom & ... Birthday present!

Maria das Palavras

Hoje, fui desafiada, por alguém alheio à blogosfera, a dedicar algumas palavras à BB, autora do blog Bata & Batom, no dia do seu aniversario. Este é um pequeno mimo com o qual quero presentear e parabenizar esta tão especial cidadã da blogosfera, merecedora dos mesmos amor e alegria que a definem e caracterizam.

Bata & Batom

 

E nem fui coagida a dizer isto. Até o fiz de livre vontade, sem armas apontadas, nem promessas de waffers com gelado - juro! Parece que a BB tem grandes amigas (eu também tenho, mas esqueci-me de as avisar que tinha um blog) e que tiveram uma ideia super original de presente para a nossa doutora, violinista nas horas vagas. Coisinha para lhes agradecer - no mínimo - com uma viagem às Caraíbas.

Eu tenho um carinho especial pela nossa BB, que me tirou a virgindade dos blogs, fazendo o primeiro comentário do recém-criado blog da Maria das Palavras, no ido mês de Julho de 2014. Todos sabemos como a nossa primeira vez é importante e inesquecível. Em certos casos também é atrapalhada e dolorosa, mas não neste, senão vejamos: 

 

Comentário BB

 

Uma primeira vez motivadora, simpática e cheia de empatia. 
Eu e a BB partilhamos um conto, a data de criação do blog, o distrito de origem, o mês de aniversário e muitas opiniões.
E estou convencida que um dia partilharemos um café e um pedaço de conversa ao vivo num café lá da terra.


Parabéns querida BB e um beijo virtual.

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

05
Dez14

Das palavras #14: Tocar

Maria das Palavras

O conceito é fácil de aprender e as crianças desde logo o percebem: primeiro a experimentar texturas diferentes (enquanto ainda experimentamos o mundo) e depois com o "não mexas aí". Tocar nalguma coisa pode ser certo ou errado e vamos aprendendo a distinguir. O toque do tato já nasce conosco. 


Depois aprendemos outros toques. Eu? Aprendi a tocar piano. E flauta. E clarinete (não digam a ninguém). Este "tocar" aprendi e desaprendi com o tempo.


Um dia damos por nós também a tocar noutras pessoas e aprender a despertar-lhes sensações com isso. Às vezes, basta a ponta de um dedo ao de leve por trás da orelha para causarmos um arrepio. Consigo fazer isso.

O que eu não sabia que conseguia fazer era tocar alguém. Sem lhe mexer. Sem conhecer sequer mais do que aquilo que as palavras que dão vida a um blog permitem. Nunca pensei que ter um blog me permitisse ter um super-poder assim - o de ajudar alguém num momento difícil, à distância, ainda que de uma forma micro-ínfima-invisível. 

Obrigada Paulo Vasco. Tocas-te-me (salvo seja*). 

 

*Porque se não fosse a nota de humor, não era eu.

 

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

Seguir no SAPO

foto do autor

Passatempos

Ativos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O meu mai'novo

Escrevo pr'áqui







blogging.pt

Recomendado pela Zankyou

Blogs Portugal

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D