Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Maria das Palavras

A blogger menos in do pedaço, a destruir mitos urbanos desde 1986. Prazer.

18
Out16

Como é fazer um Escape Game?

Maria das Palavras

Mistery Escape Game Lisbon | Sugestão Maria das Palavras

 

Sentimento à chegada:

Vai ser uma vergonha, porque é que me meti nisto? Com a mania de experimentar coisas diferentes e  agora vamos falhar tudo, vai ser uma miséria. Em vez de sair da sala em uma hora vamos ficar bloqueados no primeiro cadeado e em vez de me sentir a Lara Croft, vou-me sentir a Lara Flop. Vou perguntar ao senhor se tem cláusula de confidencialidade, para garantir que não vai publicar no Facebook sobre aquele grupo que parecia uma formiguinha desorientada que se perdeu do carreiro e precisou de uma equipa de salvamento para sair de uma salita.

Sentimento durante o jogo: 
(...) Nada. Uma pessoa começa a jogar, a ver pistas, a descobrir chaves e a mente não dá para mais nada, não pensa no tempo, não pensa se consegue: joga! Nunca se bloqueia por estamos a ser vistos e ouvidos pelo Game Master que assiste com algumas pistas via walkie-talkie dando ainda mais um ar de missão à coisa. É tão bom. Que se lixe a vergonha, estou-me a divertir. 

 

Sentimento à saída: 

SAÍMOS!! SOMOS OS MAIORES! SOMOS OS MAIORES! SOMOS OS MAIORES!

Fizemos um bom tempo!? A sério?! Podemos fazer já a outra sala de desafio?! Não? Então vamos subir o Marquês! Iuhuuuu!

 

Mistery Escape Game Lisbon - Experiência Odisseias sugerida por Maria das Palavras

 

 

Esta foi uma das experiências mais supreendentes que fiz com a Odisseias. Podem encontrá-la aqui - aconselho vivamente. Juntem uns quantos amigos e arrisquem. Passem um bocado diferente. Se não adorarem podem vir cá chamar-me nomes (e aposto que isso não vai acontecer). Eu gostei tanto que entretanto até já fui fazer mais um Escape Game. E hei-de voltar a esta Mistery Escape Game Lisbon  para fazer o segundo mistério - fizemos o do Vinho do Porto (com direito a cálice no fim) e ainda ficou por fazer o dos Descobrimentos, que é de nível avançado.


As salas têm horário alargado (última entrada às 23h) e portanto essa desculpa não há. Também há em várias cidades (oferta ativa no Porto aqui e em Torres Vedras aqui) e existem várias outras salas de Escape em Lisboa (diz o Manel que se dão todos bem). E não deve estar a mentir que o Manel é fixe. Numa parte do jogo queixei-me da balança pré-histórica que fazia parte do cenário e desabafei que devíamos ter uma balança da Bimby. Ao que a voz do além (o Manel, através do walkie-talkie) responde: "muito caro".

 

 

Facebook Maria das Palavras

 

 

Sigam-me no Instagram - @maria_das_palavras e no Facebook aqui.

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

21
Dez15

Como passar o tempo no Natal?

Maria das Palavras

A família está toda junta. Em muitos casos, é a única vez no ano em que isso acontece. Além das pressas da cozinha onde se termina o bacalhau e as rabanadas à última hora, além das prendas que se rasgam, há minutos a preencher. Em minha casa, sempre houve jogos, teatros e canções improvisadas: a magia do Natal que faz dos adultos crianças e não passou à medida que eu e as minhas primas crescemos. A conversa surge naturalmente, mas sempre nos esmerámos para criar atividades que apressassem a meia-noite (mas que a apressassem de forma pastelona e recheada). Eis as minhas sugestões para ocuparem algum tempo do vosso Natal em família:

 

O que fazer no Natal? - Maria das Palavras (imagem Pixabay)

 

  1. Jogos de tabuleiro. Andam sempre lá por casa, arrumados em cima de um roupeiro qualquer. Venham todos cá para fora, juntar-se à confusão da sala. Em família são especialmente engraçados os que envolvem mímica. 
  2. Jogos de cartas. Aquele jogo a que nem os avós resistem. Ideal enquanto alguns ainda estão na cozinha a ultimar delícias.
  3. Jogos improvisados. Dizer uma palavra e ganha quem se lembrar primeiro de uma canção que a inclua? Um de cada vez fazer uma imitação de uma pessoa da família até os outros adivinharem? Cada um conta uma anedota e depois elegem o vencedor? Não tem de ser complicado, só divertido (e de preferência, incluir toda a gente - mesmo a tia rezingona que nunca quer jogar a nada).
  4. Contos e histórias. Peguem num livro ou num tablet e pesquisem contos de Natal. Leiam para a família toda enquanto a lareira crepita. Não se zanguem com o vosso pai que adormeceu entretanto e usem o ressonar dele como efeito sonoro para a história. Ei: aqui está um conto de uma autora MA-RA-VI-LHO-SA.
  5. Teatrinhos. Se alguém tiver paciência para ensaiar qualquer coisa, mesmo abandalhada, prometo risota total. Sempre o fiz com a minha irmã e as minhas primas. Escrevia textos que encenávamos. Normalmente pegando num fenómeno televisivo (o Big Brother, o CREDO do Herman SIC), anedotas pesquisadas na net e num livro do António Sala (!) que andava lá por casa e episódios familiares: juntar tudo, bater bem e fazer rir. Este ano prometi uma reencenação do que se passou durante o ano com a família - vamos lá ver o que sai. 

 

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

Seguir no SAPO

foto do autor

Passatempos

Ativos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O meu mai'novo

Escrevo pr'áqui







blogging.pt

Recomendado pela Zankyou

Blogs Portugal

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

subscrever feeds