Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Maria das Palavras

A blogger menos in do pedaço, a destruir mitos urbanos desde 1986. Prazer.

17
Set17

Aquelas coisas com atacadores.

Maria das Palavras

Não lhes vou chamar ténis ou sapatilhas porque tenho um grande trauma com essa nomenclatura. Em Leiria são sapatilhas (que para alguns são as de ginástica, que sempre chamei sabrinas), quando me mudei para Lisboa habituei-me ao nome ténis (que é uma modalidade, mas não me incomoda desde que não oiça dizer "um téni" - muito errado, gente!).

 

Nunca os adorei, enfim, era o que queria dizer sobre aquelas coisas com atacadores. Não acho que sejam mais confortáveis do que um bom par de sandálias ou botas. Geram chulé. No entanto, no útlimo ano talvez, tenho usado cada vez mais. Passei de ter um par que o Moço comprou para me obrigar a ter um, a uns...quatro vá. Que vou usando de quando em vez (tipo um dia por semana ou menos). E eis porque agora uso e até gosto de ver: o meu principal problemas com as sapatilhas (ou ténis) era o facto de me deixar com ar de rapazinho de 7 anos. Ainda acho que me tiram dez anos, mas agora, aparentar 20 já não me parece uma desgraça tão grande. 

Vai daí, pela primeira vez nos meus 31 anos de vida, dei por mim a explorar opções. Claro que opto sempre pelas "sem marca griffe" - por exemplo, tenho umas Converse All Star? Não, mas tenho umas iguais  de uma marca muito mais barata. E imaginem só? Deixam-me calçada na mesma! Talvez de facto a diferença esteja na qualidade, e quem lhes dê muito uso deva optar pelas primeiras, mas seguindo a lógica de "pago 1€ por cada utilização que faça delas" não creio que ao longo de um ano pagasse as segundas, por isso opto pelas primeiras. Até que tropecei na La Redoute e encontrei promoções (com e sem marca...). E em estreia absoluta (não no blog, mas na vida) deixo uma listinha ao género "nem me importava" d'AQUELAS COISAS COM ATACADORES! E as minhas favoritas nem 10€ chegam a custar.

 

 

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

16
Ago17

Culpo-vos.

Maria das Palavras

Por causa deste post em que queria ilustrar com algumas peças como ainda era cedo para começar a dizer adeus ao Verão, andei a passear (mais do que devia) no site da La Redoute. Conclusão: desgracei-me. 

 

O vestido já tinha visto há uns tempo (adoro este género de camiseiro - ou lá o que é, a blogger in não sou eu) e estava pornograficamente a metade do preço. A blusa, em vermelho, sorriu para mim por menos de 10€, e comecei logo a imaginar-nos felizes, a dar longos passeios na marginal, abraçadas. O outro vestido...enfim, combina lindamente com o meu cadeirão amarelo da sala: como resistir a esse match made in heaven?

 

Tinha prometido a mim mesma que ia começar a poupar para umas férias das BOUAS (assim mal escrito e tudo, para verem o nível de qualidade) e vocês fazem-me isto (obrigam-me a andar no site da La Redoute para ver conteúdos para o blog). 

Ao menos elogiem as peças. Vejam-nas lá e digam nos comentários: ui, adoro esta e sei como não conseguiste resistir àquela. Qualquer coisa que me convença que fiz a coisa certa.

Qual é a vossa favorita? Ou qual é que eu devia mandar devolver? Sejam fofos e repondam, respetivamente: todas e nenhuma

 

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

10
Ago17

Parem o barco!

Maria das Palavras

Às vezes cometo este pecado, mas tento não o fazer: não viver o presente, já a pensar que o que é bom acaba. Como quem ao meio-dia de Domingo já suspira de miséria porque na segunda às nove se acabou a liberdade. Como quem na segunda música do concerto já se começa a lamentar porque não tarda acaba. Como quem está a começar a semana de férias e já chora lágrimas de sangue porque é só uma semana e passa num instante. 

Foi isso que senti ontem ao ver as coleções de Outono a entrar. Parem o barco que eu quero sair. Ainda nem senti o Verão em toda a sua força e já querem por força enfiar-me num casaco de cabedal (antes isso que um colete de forças, mas ainda assim...).

Vamos só fazer uma pausa e apreciar as belezuras a usar no verão poder ser? Carpe Diem, porra. 

 

Podem clicar para ver detalhe e preço. São La Redoute e Prof e meio puxadotas, mas pressupõe-se que de qualidade. Duas são peças de "tamanho grande" porque infelizmente nem toda a roupa é feita em todos os tamanhos e decidi juntar ao lote, porque as achei peças giríssimas e sei da dificuldade que às vezes há em encontrar roupa para todos os corpos e feitios, não é Magda

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

20
Jul17

O problema a sério é quando os sapatos não magoam!

Maria das Palavras

Muitas mulheres se queixam quando os sapatos magoam, principalmente os de salto alto. Ficam super elegantes, mas não dá para usar mais de umas horas. Então usam-se uma vez, duas vezes para teimar, três se nos esquecermos das bolhas e ficam encostadas as sandalocas giras à box. Este Verão, tinha muitas sandálias nessa situação. As chamadas giras, mas impossíveis. Decidi comprar umas de tacão mais firme e ligeiramente mais baixas porque precisava mesmo da elegância emprestada para o dia-a-dia (e gosto mesmo de ver) mas tinha de ser como aquele modelo que se encontra uma vez a cada eclipse que em vez de giro-que-dói é giro-que-não-dói.

Comprei na La Redoute estas duas, arriscando a compra de sapatos online porque estava farta de procurar em lojas sem ver nada a meu jeito. O primeiro par diz que é bege, mas para mim, ao vivo, é rosa bebé. O segundo par comprei em preto - se clicarem nas imagens podem ver direto na página (e estão como promoções). 

  

 

E nem quis acreditar na minha sorte. Além do tamanho ficar IM-PE-CÁ-VEL, não magoam nada. Tacão com apoio certo, material macio (sobretudo as primeiras que nem era da cor que eu queria e fui incapaz de devolver). Juro-vos pela saúde da minha mãezinha (que tirando aquela unha encravada, está de ferro), que ando parva com elas. Logo dois pares de tacão alto ao mesmo tempo que calço de manhã sem torcer o nariz ou pensar "hoje se calhar ando mais, é melhor não". Tinha mesmo de partilhar isto.  Eu ponho tag de parceria no post porque estou a usar imagens Primetag (o que significa que ganho uns cêntimos se lhe clicarem), MAS ninguém me pediu para falar destes sapatos e os pares de cima tive mesmo de os comprar!

 

 


Portanto, se achavam que o mau era comprar sapatos que magoam, desenganem-se: o pior é comprar sapatos que não magoam. Porquê? Porque incrédula com a minha sorte estou a namorar o resto do catálogo da La Redoute e a ver sapatos giros, com tacões parecidos e quero mandar vir TODOS. É uma espécie de "tudo bem que não como até ao fim do mês, mas sei lá se na próxima coleção ainca cá estão destes!". Meninas...atirem-se de cabeça! Eu vou já fechar a página para não cair em tentação (ainda mais), mas vocês cliquem nos modelitos se gostarem de algum (esta é a seleção que tenho no carrinho de compras, mas não vai poder passar daí...) e sejam felizes. 

 

 

 

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

08
Mar17

Isto não tem nada a ver com o facto de ter uma casa nova #1

Maria das Palavras

Nem tem a ver com o facto de eu ter um ligeiro OCD que não me permite querer que os conjuntos com toques de vermelho continuem lá por casa, se a casa pede azul. Azul de mar e amarelo de sol. Nem tem a ver com os meus gostos serem tão refinados (é discutível) que só me apetecem louças assim a pender para o carito. De maneiras que tive uma ideia. Já que a La Redoute não me patrocina a cozinha...querem fazer por todos uma vaquinha? Cada dois um prato e não custa nada a ninguém...vá, eu entro com o primeiro! [Podem clicar nas imagens para verem detalhes.] Ai, ai...(suspiro)

 

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

03
Nov16

Isto não tem nada a ver com o Natal #6

Maria das Palavras

Mas que tal eu embrulhada num lacinho? Tenho uma séria paixoneta por blusas e vestidos de costas abertas. E esta em particular tem o defeito de estar com um preço quase tão bonito como a camisola. Não acham que ela pertence no meu roupeiro?

 

E porque é que é tão óbvio que eu não estou a pedir que ma ofereçam pelo Natal? Porque se ma oferecessem no Natal eu não a podia usar no jantar da consoada, como gostaria. Portanto: óbvio. Não é para que ma ofereçam no Natal. Tem de ser antes...


Agora a sério...antes que eu me esbardalhe nas contas e esvazie a carteira só porque estas peças todas estão a menos de 15€ (menos as botas) temos duas opções: a) vejam lá qual gostam mais e aconselhem-me para eu comprar só essa. Ou b) façam uma vaquinha e por todos ofereçam-me as minhas peças eleitas todas. Pronto. Era isto. Obrigada e voltem sempre.

 

 

 

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

28
Set16

Olha que se usa!

Maria das Palavras

Confesso-vos: ando com umas ideias. Rubricas novas para o blog. E preciso de vós (preciso sempre, mesmo quando nego). Eu explico: eu acho que isto de ser uma blogger pouco dada às tendência tem origem na minha mãe (Freud é que explica, afinal). Toda a vida ela me quis impingir peças de roupa que eu não gostava com o argumento "como não gostas? usa-se tanto este ano!". E eu ganhei alergia às coisas "que se usam". Quem sofreu do mesmo? Não percebia porque tinha de usar o que os outros gostavam sazonalmente, em vez daquilo que eu gostava sempre. Que é o que faço. E talvez este pseudo-trauma me impeça de olhar com bons olhos algumas coisas que de outra forma até teriam potencial no meu corpinho.


Vamos a exemplos, eis três peças "olha que se usa!" (dizem os entendidos) que eu jamais escolheria para mim:

A renda integral usava a minha avó (e era nas mesas de cabeceira, não no corpo). Veludo sempre associei às peças de mobiliário do Palácio de Mafra e nunca a um outfit e quando se vê num tal de "bomber jacket" - nomenclatura que devia ser proibida em tempos de ameaças terroristas pela europa - então é que não faz de todo o meu estilo. Sapatos de sola branca são aqueles que me fazem gozar com as pessoas que os têm calçados. 


É aqui que vocês entram: cliquem na imagem da peça IN em que gostavam de ver a blogger OUT entrar. A blusinha rendilhada, o blusão de veludo ou a sapatilha de sola branca? Podem usar o critério que quiserem: a peça que até gostam (até porque vão ser redirecionados para a La Redoute e ficam a saber o preço), a peça que gostam menos, a peça que acham que eu prefiro ou mais afincadamente dispenso. Creio que isto pode ser o ponto de partida para uma rubrica com que nos vamos todos divertir muito...

 

To be continued...



Sigam-me no Instagram - @maria_das_palavras e no Facebook aqui.

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

Seguir no SAPO

foto do autor

Passatempos

Ativos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O meu mai'novo

Escrevo pr'áqui







blogging.pt

Recomendado pela Zankyou

Blogs Portugal

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D