Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Maria das Palavras

A blogger menos in do pedaço, a destruir mitos urbanos desde 1986. Prazer.

28
Mar18

Os homens e a maquilhagem. E a tolice.

Maria das Palavras

O Moço foi comigo à Sephora. Eu ia só reclamar que não tinha recebido a minha oferta de aniversário usual (e que costuma até ser uma coisita com jeito), mas - claro está - mais valia aproveitar para comprar qualquer coisita para não parecer mal. Certo?!  

 

oopsie_zpsd98c5365_by_sinnixgcj-d9a9erg.gif

 

Ora há que tempos que eu quero uma paleta de sombras daquelas caras boas e o Moço até tem boas intenções. Mas para ma dar sozinho era um problema saber escolher e assim afastou-se dessa possibilidade no meu aniversário. Por isso quando eu peguei numa paleta de rosto mais clara (blush, bronzer e iluminador) da Sleek (que tem um preço majómenos) o Moço achava que era aquilo que eu queria e insistiu que me havia de dar a paleta.

 

Mal não fez, claro. Eu já tinha escolhido uma máscara de pele e um batom e peguei também naquilo para ir para a caixa, fazendo até menção de pagar tudo. Ele fez um grande número para insistir que quem pagava era ele, pelo que decidi envergonhá-lo à frente da senhora:

 

Maria: Mas tu sabes o que me estás a querer dar?

Moço: Sei...é um...pinturas...face form...[lendo]

Maria: Sabes que não são sombras, certo?

 

E ele sai-se com esta:

Moço: O que sei é que até faz emagrecer. 


Porque reparem: 


sleek_faceform.jpg

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

18
Jun17

A maravilhosa epopeia da blogger que descobriu que ver Youtube faz bem à pele.

Maria das Palavras

cosmetic-1798154_960_720.jpg

 

Foi quase no final do ano passado que o vício do Youtube se me pespegou. Começou pelos vlogs e evoluiu rapidamente para tutoriais de maquilhagem. É fascinante como este ser que vos escreve, uma nulidade em qualquer tipo de trabalho manual (que é o que a maquilhagem também é, se pensarmos bem) se deixou embeiçar por isto. O encantamento com que as ditas vloggers falavam do produto X e Y (fosse patrocinado ao não) era o encantamento com que eu as ouvia – e eu nem os tinha, nem os sabia ou tencionava usar. Perfeitamente inexplicável. 
 
Aos poucos foi-se dando o fenómeno “e porque não?” e passei a experimentar melhor as coisitas que eu tinha lá por casa, coisas que tinha comprado nos saldos da KIKO, essencialmente, com a leve crença que já as sabia usar (e não sabia). Depois comprei algumas que me faltavam. E hoje em dia tenho uma gaveta cheia de tintas e utensílios para besuntar a cara. Nuns campos mais noutros menos (já domino mais ou menos bronzer, iluminador e sombras de olhos, mas continuo a ser zero à esquerda no eyeliner). Portanto, primeiro fenómeno: ver Youtube fez-me aprender a maquilhar melhor – só de me lembrar como eu achava que as sombras se usavam, fico com o blush natural. 
 

Ora, o que aconteceu a seguir? Esta pessoa que tinha sempre a melhor das intenções em relação a cremes e afins, mas nunca os usava mais de três dias seguidos, começou a sentir necessidade de, por besuntar a pele mais vezes, tratar a pele mais vezes. Tirar a maquilhagem, limpar, hidratar. Maquilhar-me mais fez-me tratar melhor a pele da fronha. Ver Youtube fez-me bem à pele. Se antes maquilhar-me um dia e não tirar a porcaria da cara era mesmo só um dia e não fazia mal, agora são vários dias e sinto-me culpada por não tratar da pele como se não lavasse os dentes. 

 
Maquillalia, Fapex, Uriage, Clinique, Nyx, Nars, Urban Decay, Kiko, Sephora e essa tal de Berenice, cheguem-se cá ao patrocínio, se faz favor. É que agora, deixei de ter suores frios só para fechar o site da Mango e da La Redoute e passei a querer-vos bem também.  
 
O certo é que hoje em dia a minha pele está menos oleosa e mesmo “naquela” altura do mês as borbulhas (querem que eu diga espinhas?) são muito menos frequentes. E se sujar a cara foi o caminho para melhor a limpar, pois que seja. Viva o Youtube, caramba.  

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

07
Nov14

Sobre o They're Real Push Up Liner da Benefit

Maria das Palavras

Que supostamente é tão milagroso como o rímel (que também ainda ando para experimentar decentemente - há todo um mundo de tutoriais para usar esta linha Benefit) e é impossível de ficar mal e blá blá blá.
Finalmente comprei um. Andava para me estragar com este mimo já há uns tempos.

Comprei um mini (para experimentar sem gastar tanto dinheiro) mas ainda não usei.
Estou a guardar para uma ocasião especial. Porquê? Porque aquilo dá para 30 aplicações e eu sei que pelo menos 29 tentativas preciso para fazer o risco com jeito...

Em todo o caso se quiserem experimentar vocês (se não se tornam pandas, como eu, ao colocar eyeliner) o Moda-de-Cor está a oferecer dez. É ir lá ao tasco da Telma.

Passatempo Benefit - Moda de Cor

 

 

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

Seguir no SAPO

foto do autor

Passatempos

Ativos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O meu mai'novo

Escrevo pr'áqui







blogging.pt

Recomendado pela Zankyou

Blogs Portugal

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D