Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Maria das Palavras

A blogger menos in do pedaço, a destruir mitos urbanos desde 1986. Prazer.

26
Jan17

Passatempo Dia dos Namorados '17

Maria das Palavras

PASSATEMPO DIA DOS NAMORADOS | Maria das Palavras


Como todos sabemos o Dia dos Namorados é uma época consumista em que as lojas se aproveitam dos sentimentos das pessoas para as pressionar a gastar dinheiro. Como todos sabemos, adoramos isso. Quer dizer, sobretudo se pudermos dar uma prenda onde também possamos ganhar alguma coisa com isso (como quando os homens oferecem lingerie sexy às namoradas ou a prenda é um pack de experiências a dois). Já é de antes da parceria que digo que isto é das melhores prendas que se podem dar ou receber e a personalização cada vez maior que se tem vindo a fazer nos packs e vouchers Odisseias ainda mais me cativa. Para esta ocasião a Odisseias criou os packs: “Tu E Eu”, “Obrigado”, “Gosto de Ti”, “Love”, “Momentos Inesquecíveis”, “Amo-te”, “Ninguém Como Tu”, “Amor, Vamos!” e “Inspira-te”.

Packs Dias dos Namorados - Odisseias

Claro que eu sou do contra e portanto em vez de um desses, tenho para vos oferecer um pack SURPRESA (vejam aqui o que inclui) + uma caneca Laroom que mostra os dois lado do amor, digo eu (é fofinha, mas não deixa de ser um monstro...ehehe). Isto porque o dia dos namorados também pode ser para mimar outra pessoa na nossa vida, mesmo um amigo ou familiar - ou a nós mesmos. E não quero que este passatempo seja exclusivo para quem já encontrou a sua metade da laranja. A caneca veio da Zori, o shopping online Odisseias, que também está com uma seleção especial de descontos para o dia dos lovebirds - e fica a dica, se querem mandar vir de lá alguma coisa (da Zori) a tempo de 14 de Fevereiro, façam-no já, porque geralmente demora um pouco. Para quem já só lê isto a 13 de Fevereiro, os vouchers comprados online com mensagem personalizadas são imediatos e dentro de um postal (comprado ou improvisado) faz as delícias de qualquer alma. 

 

 

Passatempo Maria das Palavras | Dia dos Namorados 2017


Então o que precisam de fazer para ganhar? Simples: 

1. Façam like nas páginas de Facebook Maria das Palavras (esta) e Odisseias (esta)
2. Façam like neste post de Facebook e identifiquem um amigo (ou mais) que também gostasse de participar
3. Entrem nesta página e digam nos comentários do blog aqui neste post (ou no Facebook, se não conseguirem aqui) qual a vossa experiência favorita dentro de Pack SURPRESA (como são 500 peço já desculpa pela trabalheira)
4. Preencham o formulário abaixo (ou aqui)

 

Façam tudo até 5 de Fevereiro e rezem com muita força para que o Random.org selecione a vossa participação a 6 de Fevereiro. O vencedor será contactado para o email deixado no formulário e anunciado no post do passatempo no Facebook, bem como atualizado aqui (na área do formulário). Para receber o pack a tempo do Dia dos Namorados (e mesmo assim temos de contar com a benção dos CTT) devem responder ao meu email no próprio dia com a morada e nome completo, ok? Senão no dia 7 faço novo sorteio. Senão...fico eu com o pack e vou a mais uma massagem de luxo com o Moço...

 

Boa sorte a todos! E muito amor (próprio) 💜

 

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

28
Dez16

Uma Odisseia em...Alcobaça

Maria das Palavras

Mosteiro de Alcobaça - Maria das Palavras

 

Na altura mostrei-vos fotos da nossa passagem por Alcobaça e deixei boa recomendação do hotel mas ficou prometido o post com informação mais completa que ainda não tinha escrito. Antes que o ano acabe: cá está ele! (sou só eu que ao proferir esta expressão tenho imagens claras de um excerto do filme de animação Idade do Gelo? Sou? Ok, esqueçam.)


Quando chegámos a Alcobaça nessa tarde chovia copiosamente. Como na manhã seguinte íamos rumar à Nazaré decidimos ir logo espreitar o mosteiro (que o Moço afirmava não conhecer) e vimos uma agitação bonita na cidade, meio pintada de Natal. Não percebemos logo o que era, mas passeamos um pouco (mesmo pouco, já disse que chovia bem?). 


Rumámos ao hotel com a ideia de por lá jantar e ficar. No check-in a senhora que nos atendeu tinha acabado de queimar a mão no presépio (ironias) e mesmo com mão assada não se coibiu de ser super simpática e dar-nos dicas sobre a cidade.Contou-nos o que se passava: era o fim-de-semana do festival de doces conventuais (para o qual nos ofereceu entradas) e havia um espetáculo de videomapping a não perder no mosteiro. Sem termos planeado, tínhamos ido no dia certo. O nosso plano é que se refez: jantar no hotel primeiro, sair de novo para a chuvosa cidade depois. 

Mas primeiro: conhecer o quarto! 

 

Vale d'Azenha Hotel Rural & Spa - Odisseias | Maria das Palavras

 

Digo-vos já o bom e o mau da estadia, sendo que foi uma das melhores do ano com a Odisseias. Já recomendámos a mais amigos que procuravam uma escapadinha de fim de semana, porque sem dúvida vale a pena pela simpatia, pelo espaço muito bonito e elegante e uns tantos outros detalhes.

 

O quarto era bonito e aconchegante, o duche era bom e tinha esponjas para os hóspedes (!), a envolvente bonita (imagino sem chuva), o wifi funcionava bem e havia espelhos em todo o lado! O Spa  está ao dispor e o jacuzzi é por marcação, exclusivo para quem reserve - o que achei um pormenor diferenciador de luxo. Não usámos porque nos esquecemos da roupa de banho e o Moço confessou logo à senhora da receção, com a sua candura excessiva, que só tinha trazido boxers e cinzentos...

Honestamente, e se não fosse pelo pequeno-almoço (já comi noutros com muito mais variedade) diria que é um hotel de 5* e não 4* (como é efetivamente). Também trocava a carpete do corredor que creio não combinar com a elegância do resto do hotel, mas isso já sou eu a ser picuinhas. 

 

Golden Restaurante - Hotel Vale d'Azenha | Alcobaça com Odisseias

 

Também não nos arrependemos de jantar no hotel, no Golden Restaurante. Já sabíamos que não era muito caro e decidimos mimar-nos com a cozinha de autor (um pouco a medo, porque a experiência de jantar no Douro Scala não tinha sido boa). As doses eram perfeitamente aceitáveis e saborosas - e apesar do azar de ter avariado o fogão (o que nos fez esperar mais do que o normal) não trocaria a experiência. Os purezinhos no meu prato eram deliciosos e o polvo do Moço estava no ponto. Vixe, quanta elegância.

 

Golden a comida - Experiência Odisseias em Alcobaça

 

Depois pegamos novamente no carro (ah, sim o hotel é deslocado do centro, precisam de carro a funcionar - mas está bem sinalizado) e lá fomos a maldizer a vida por causa do mau tempo para ver as atrações recomendadas. O videomapping valeu MUITO a pena. Arrumou o Terreiro do Paço a um canto por ser dentro do mosteiro - que sensação.

 

Experiência Odisseias em Alcobaça - Maria das Palavras

 

Depois fomos ao festival de doces conventuais onde provavelmente fomos as únicas pessoas que nem uma pontinha de doce provaram ou compraram. Eu, porque sou uma esquisitinhas com doces e coisas moles, ele porque está em eterna dieta (chamam-lhe reeducação alimentar, não é?). Mas certamente ingerimos açucar só por respirar, Quando entramos na sala principal, juro que cheirava a diabetes (e este meu desabafo com voz talvez um pouco alta demais, ainda pôs uma senhora estranha a rir). 

 

Doces conventuais - Experiência Odisseias em Alcobaça

 

Recapitulando: 1) não inventem, se forem a Alcobaça fiquem no Vale D'Azenha Hotel Rural & Spa com a Odisseias (uns amigos meus já ficara alojados noutros sítios em Alcobaça que prometiam ser bons e foram uma desilusão, por isso mais vale guiarem-se por mim); 2) as cornucópias não se devem guardar no frigorífico e 3) se houver para o ano, vão ver o videomapping no Mosteiro. Eu gosto de Alcobaça. Como diz a letra da canção: quem passa por Alcobaça, não passa sem lá voltar. 

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

20
Dez16

Aquele presente que atrasou.

Maria das Palavras

Vou já dizer-vos de chapa que - apesar de me ter dado ao trabalho de tirar um foto pseudo-bonita para ilustrar o post - este post não foi pago, nem pedido pela marca. É legitimamente algo que escreveria antes de qualquer parceria ou passatempo no blog. Aliás (e agora estou a fugir ao tema) todos os posts que escrevo são honestos, são as coisas que recomendo a quem me conhece (mesmo quando são fruto de parcerias) e quem for aos primórdios do blog perceberá que as coisas de que falo e que louvo são exatamente as mesmas dessa pré-história (embora ultimamente tenha tido oportunidade de ter bonitas experiências com mais frequência por causa do blog). Nem podia ser de outra forma visto que...a escolha é minha! Claro que quando me acenarem com uma palete de euros para eu escrever um post sobre como uso remédio para a calvície dos dedos dos pés, podem esperar um post sobre isso (sou honesta, mas  tenho um preço).

Retomando...


Não sabem como safar aquele presente que atrasou? Sugestão: a Odisseias, caramba. Tem tudo o que uma pessoa pode querer numa caixinha pequena (petiscos? massagens? estadias? paintball?)  e seja ceguinha se não é uma prenda de Natal que adoro oferecer e (ainda mais) adoro receber. Os packs são personalizados e por esta altura até há os que desejam FELIZ NATAL ou BOAS FESTAS, mas também caixas lindas com mensagens ilustradas da Maria Carvão. Se estão atrasados, mas querem garantia de que a pessoa vai gostar, é esta a  minha sugestão. Ainda por cima por serem quadrados ou retangulares são fáceis de embrulhar mesmo para quem parece ter cascos por mãos. Adivinham para quem é este?

 

Juntinhos brilhamos mais - Odisseias | Maria das Palavras

 

Se já não quiserem enfiar-se em lojas, talvez já seja tarde para mandar vir um pack online, mas podem sempre optar pelos vouchers, que chegam ao email na hora e cuja mensagem de topo também se pode personalizar (e se marcarem como voucher de oferta, vai sem preço). Foi o que fiz no caso de um Amigo Secreto que tive. Imprimi e dobrei o voucher bem dobradinho, enfiei-o dentro de mil embrulhos, vários sacos e parecia uma prenda gigante (não havendo risco de aumentar expectativas, porque a troca tinha limite de preço). Mas num postal de Natal ou dentro de uma caixinha bonita...ou pespegado a uma caixa de chocolates (!) também serve!

 

Se querem só mais um motivo para o vosso presente de última hora ser um pack Odisseias: ei-lo. Na semana mais rentável do ano para a marca, 1% das vendas reverte a favor de instituições de solidariedade. E vocês a reclamar: 1%, só? Eu adivinho que este 1% é capaz de ser mais do que ganhamos todos juntos, os que lemos este post, mas ainda assim, sem saber ao certo: não sejam exigentes. É para ser solidário, não para falir a empresa (que nos faz falta). Ontem, foi para a Operação Nariz Vermelho, hoje é para a APAV. Talvez amanhã seja para o Banco Alimentar Contra a Falta de Atenção (é que vi isto hoje, desculpem lá a parvoíce)

 

Natal Solidário na Odisseias - Sugestão Maria das Palavras

 

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

05
Dez16

A massagem da manta felpuda

Maria das Palavras

Não, não é uma metáfora ordinária. Estou só a pôr em evidencia no título uma das coisas que mais gostei na massagem que fizemos a dois na Wonderfeel, através da Odisseias. Não foi a única. A primeira coisa que gostei foi a decoração do espaço de entrada e a segunda foi terem uma caixa de mensagens para tirarmos à sorte, ao melhor género bolinho-chinês.

 

Wonderfeel - Experiência Odisseias - Maria das Palavras

 

Há dois tipos de pessoas no mundo: os que gostam de massagens suaves (de relaxamento) e os que gostam de massagens de enternecer a carne do lombo (terapêuticas). Estou a ignorar as pessoas que dizem de boca cheia que "não gostam de massagens", porque não vou abordar problemas psicológicos neste post. É verdade que eu sou das que gosta de massagens que pura e simplesmente relaxam, bem mimosas. Mas se essas sabem melhor no momento da massagem (a mim), as do segundo tipo sabem melhor nos momentos e dias seguintes. Foi o caso da massagem na Wondefeel. Eu gostei, fez-me bem. O Moço adorou. E mandei logo uma SMS a uma amiga que se tinha queixado de ir fazer uma massagem que não passou de festinhas a dar o contacto da Wonderfeel.  

 

Wonderfeel - Experiência Odisseias - Maria das Palavras

 

Portanto, a destacar: as mantinhas felpudas e quentinhas com que nos cobriram (salvo seja, hoje estou imparável) quando normalmente são só toalhas, a massagem às sobrancelhas (experimentem, caramba, foi 1% da experiência mas fez-me ficar fã - adoro quanso nas massagens de corpo completo não se esuqecem da cara), o cuidado das massagistas (que se certificaram que estavam a usar a pressão adequada - menos para mim, mais para o Moço)  e o espaço agradável da Wonderfeel que parece um lounge bar onde tomámos um chá para terminar.

 

Por outro lado, o estacionamento na zona é muy complicado (é preferível deixarem o carro no parque do Campo Pequeno ou noutro que há lá mais perto do que stressarem à procura do lugar inexistente antes de ser suposto relaxarem). E se posso fazer um reparo, no meio de uma boa experiência, será este: sendo uma massagem de óleos aromáticos...não lhes senti o aroma. Não deixou de ser bom por isso, mas é um toque de valor. 

 

Mais informação sobre Wonderfeel e Odisseias

 

Há várias experiências Wonderfeel na Odisseias, desde as massagens terapêuticas, à drenagem linfática e Reiki, ou aulas de Ioga e Plates, que podem aproveitar para se mimarem ou para mimarem alguém. Se forem como eu, e gostam de oferecer experiências a dois (para aproveitarem a própria prenda) este foi o voucher que usámos. Mas na Odisseias, são muitas as massagens a dois, dêem uma espreitadela à área de Spa e Beleza (quem sabe está lá a prenda de Natal que têm andado à procura e nem têm de ir ao Centro Comercial no tenebroso mês de Dezembro). 

 

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

29
Nov16

Tudo sobre rodas?

Maria das Palavras

campomoto4.jpg

 

Esta é mais uma daquelas coisas que provavelmente não teria experimentado se a Odisseias não existisse. Sei que é difícil convencer o Moço para alinhar comigo em experiências de muita adrenalina, mas ele não foi avesso à ideia quando lhe mostrei este voucher. Aproveitei para marcar logo, antes que ele mudasse de ideias. No final de contas quem quase mudou de ideias fui eu...eu explico!


Experimentar uma Moto 4 pelas paisagens de Santarém, com o Moço, pela mata, parecia-me uma ideia idílica. Desde a marcação percebemos que o Carlos era a pessoa certa para fazer esta experiência. Além de ser super simpático e ter conseguido arranjar para nós uma data que nos coubesse no calendário garantindo sol (acabámos por ir com mais algumas pessoas no grupo, dois em cada moto - mas durante mais tempo - e não me arrependo nada) sabe muito sobre o assunto. Não apenas de mecânica, mas de regras de segurança. Sabia aconselhar, explicar e dizer-nos como haveríamos de tirar o máximo partido daquela aventura. Ora o Carlos também está habituado a alguns participantes mais atrevidotes e fez uma série de avisos acerca de coisas que podem correr mal se formos armados em galifões. Eu não sou de me armar em galifona, mas sou meio naba e por esta altura, olhando para a bicha-moto já dizia baixinho ao Moço: se calhar vais sempre tu a conduzir. 

 

motom4.jpg

 

Antes de começarmos fizemos todos primeiro umas voltinhas no ponto de partida, em oitos às árvores. Fui logo a primeira. Pensei: mais vale saber já se me aguento à bronca. Pronto. Adorei. Em vez de deixar o Moço conduzir o passeio todo (que foi cerca de uma hora) fui logo eu a conduzir a primeira metade e tudo. Gostava de vos mostrar a minha perícia, mas o Moço não quis filmar enquanto andávamos. Pensando bem até é melhor assim, porque certamente me iam querer contratar para competição e eu não me quero meter nisso. Mas eu filmei, quando ia sentada atrás dele, ele a conduzir, vejam lá só um bocadinho: 

 

 

Passeámos, vimos tocas de raposas e ratos dos campos, subimos, descemos, rimos. Logo combinámos que haveríamos de repetir, levar mais amigos - sei que vão adorar também. Deixo-vos o conselho de experimentarem também (e aconselho vivamente a M4). Mesmo que achem que não é bem a vossa praia, podem ir a dois, como eu fiz, experimentar e se houver medinhos ir só à boleia, que também é bem bom. E, claro, é mais uma bela sugestão para oferecer no Natal, já que todos os dias me tem chegado uma catrefada de gente ao blog a pesquisar por prendas para homens. 

 

Esta experiência está disponível com este voucher e incluída em vários packs Odisseias, nomeadamente o Boas Festas:

 

Pack Boas Festas Odisseias - Sugestão Maria das Palavras

 

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

22
Nov16

Top Experiências Odisseias

Maria das Palavras

Se é verdade que sempre fui fã e utilizadora da Odisseias (sempre que me apetecia uma massagem, por exemplo, nem me ocorria ir a algum lado sem um voucher), também é verdade que a parceria com a marca me permitiu, ao longo do último ano, ter várias experiências extra no meu CV de bon vivant. Tenho partilhado convosco as boas, as menos boas e aquelas que nunca esquecerei. E acho que chegou a hora de organizar a casa e dizer-vos quais foram - até agora - as minhas experiências favoritas em cada categoria, para vos guiar nalguma possível escolha. Não é nada encomendado, é mesmo vontade minha de recapitular [inserir música nostálgica] e aconselhar. Vamos a isso?

 

 

TOP CIRCUITO SPA

O melhor circuito de águas é no Tryp, tenho dito. E se é verdade que não usei tanto tempo quanto poderia porque a dado momento "perdi o Moço" e andei à procura dele, também é verdade que não arredo pé desta conclusão. A sauna e o banho turco sao bons, a piscina é grande (até aqui tudo normal), mas o jacuzzi...não é de gente normal, é de gente VIP. São "espreguiçadeiras-jacuzzi" e não um quadrado-jacuzzi. Só visto. Falei da experiência originalmente aqui e podem encontrar o voucher do circuito na Odisseias aqui

 

 

GSpa | EXperiência Odisseias - Maria das Palavras

 

 

 

TOP MASSAGEM

A melhor massagem foi no GSPA do Altis. Nunca fui tã bem esfregada - e olhem que fui muito em esfregada muitas vezes, salvo seja. O facto de ser uma experiência completa (com exfoliação, a dois, acesso ao circuito de águas) terá ajudado, mas a massagem esteve no ponto mais certo de sempre: nem muito bruta, nem muito suave, foi "a" massagem. E uma massagem com pedras ser agradável é quase um mistério do universo. Falei sobre ela aqui e apesar de não haver neste momento um voucher exatamente igual, há um no mesmo sítio aqui.

 

TOP REFEIÇÃO

Fui a medo, confesso, por ser um restaurante de hotel, com um certo estatuto, no centro de Lisboa. Fui com medo de ir lá e passar fome, pronto. Mas não podia estar mais longe da verdade. Fiquei muito bem alimentada, em quantidade e sabor e tive um excelente almoço de aniversário com o Moço. Onde? No Elevador, que fica no Chiado. Acho perfeito para ocasiões especiais e quero voltar lá (com voucher!). Falei-vos desta experiência aqui e podem encontrá-la na Odisseias aqui.

 


Pratos no Restaurante Elevador do Hotel de Santa Justa | Maria das Palavras via Odisseias

 

 

TOP ESTADIA

Por momentos hesitei. A estadia no luxuoso L'AND Vineyards foi memorável (voucher aqui, opinião aqui), mas eu sou muita dada ao conceito de expectativas. E a estadi que superou todas as mminhas expectativas foi na Herdade da Sanguinheira - que nem sequer era a minha primeira escolha para aquele fim de semana e naquela zona e revelou-se o local perfeito (embora ainda possa estar a falar meio sob efeito dos biscoitos de alfazema). Por isso é essa a minha escolha, para um recanto de paz total e isolamento. Mostrei-vos tudo sobre essa estadia neste texto. Infelizmente já não está disponível no site da Odisseias (não estou certa de está nos packs), mas espero que retomem em brevel.

 

 

TOP OUT-OF-THE-BOX

Ultimamente tem-me dado para experimentar mais coisas. Mesmo antes da parceria já tinha ido ao teatro através do site, já tinha feito limpezas de pele, já tinha comprado produtos (o último foi o tapete da Zori, que adoro) mas faltava-me aquele elemento das coisas que às vezes não pensamos que alguma vez faríamos. Já tinha considerado o Salto Tandem, mas a marcação não era certa e eu não podia sempre, pelo que comecei a olhar com carinho para a restante secção de lazer. Entretanto já fiz workshops de fotografia e culinária, andei de Moto 4 e repetiria qualquer uma dessas coisas. Mas a maior loucura para mim (eu sei, eu sei, não é loucura nenhuma) foi o Mistery Game. Adorei entrar num jogo que não mete cartas e sentir-me uma heroína. Falei sobre isso aqui e apesar de já não estar a Mistery Escape Game em Lisboa na Odisseias, neste momento está o Escape Challenge no Porto (aqui) e O Jogo Pirata em Torres Vedras (aqui). Experimentem e digam-me lá se não é fantástico. 

 

 

Facebook Maria das Palavras - Clica para gostares

 

 

[Decidi não voltar a editar o texto - que eu já organizei este TOP na semana passada, mas entretanto tenho duas coisas a acrescentar. A primeira é que a estadia deste fim de semana em Alcobaça pertencia claramente neste top (logo vos falo disso). A segunda é que, nem de propósito (até porque eu sou distraída com estas coisas), a Odisseias já entrou na loucura da Black Week com grandes oportunidades (vejam aqui a seleção) - e sempre é um sítio onde não temos de enfrentar as filas.]

 

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

15
Nov16

As bolachinhas terapêuticas

Maria das Palavras

Workshop de Bolachas e Biscoitos - Voucher Odisseias


Como acontece muitas vezes quando marco experiências na Odisseias, acho uma excelente ideia quando escolho a experiência (Yey! vou fazer um workshop de fotografia! vou entrar numa Escape Room! etc...), mas arrependo-me profundamente antes de ela começar. Também foi assim com o Workshop de Bolachas e Biscoitos que fiz na My Cake Store (isto aqui). Achei uma ideia brilhante, convidei uma amiga para esse serão diferente e...dei por mim quinze minutos antes a pensar: mas no que é que me fui meter? Não estava tão bem sossegada em casa? Vai sair tudo errado! As bolachas vão ficar pedra e a decoração vai parecer feita por uma criança de 3 anos! Ainda por cima andava com uma queda de cabelo descomunal (maldito Outono) e achei que ia acabar a fazer massa de cabelos.

 

Workshop de Bolachas e Biscoitos My Cake Store - Ver voucher Odisseias

 

Depois, a formadora que é a Catarina é super gira e prendada. Olho por mim abaixo: nem gira, nem prendada, porra. Olho para a minha amiga: gira, mas pouco prendada, porra. Felizmente era um grupo pequeno, de cinco ao todo, o que significa que não ia passar vergonha à frente de muita gente. Claro que as outras colegas já tinham feito workshops ali e estavam a repetir por gosto e já sabiam fazer uma série de coisas que a mim me escapam - mas foram bem explicadas.

 

No momento em que a Catarina diz para não nos preocuparmos por ser a primeira vez porque às vezes aparecem pessoas que nem sabem o que é um ganache eu fiz o meu ar de choque como as outras. Secretamente, não faço ideia o que é um ganache por isso ainda tremi mais.  

 Workshop MyCakeStore - Voucher Odisseias


A primeira coisa boa que identifiquei foi que faríamos o workshop sentadas! Adoro estar sentada. Melhor só mesmo deitada. A partir daí foram só coisas boas. Apesar da minha falta de jeito crónico cortei bolachinhas, cobri-as de glacé real, aprendi a fazer biscoitos e mais uma série de truques e dicas (que apontei nas folhas de receitas que nos deram). Esqueci-me de onde estava e dos problemas lá fora: todo o mundo era eu e a pasta de açúcar. E nem fui a vergonha esperada.

 

Workshop de Bolachas - Clicar para ver na Odisseias

 

O meu gato até parecia um gato. Os meus biscoitos até pareciam biscoitos. As minhas bolachas não eram as mais feias da classe (ou se eram, não sou eu que vos vou contar). Vejam as fotos da minha arte e julguem. Pfff...Ah, pois é, tudo obra minha, isso que está acabado nas fotos.

 

Workshop de Bolachas e Biscoitos - Ver voucher Odisseias


Facilmente cheguei a uma conclusão: quer em bolachas e biscoitos, como qualquer outra delícia saída do forno, prefiro sempre comer a fazer. Mais facilmente volto à My Cake Store para encomendar um bolo ou fazer outro workshop (ambas prováveis) do que para comprar material para me aventurar sozinha em casa a fazer e embelezar bolachinhas. Mas adorei aqueles momentos de esvaziar a cabeça e tornar o mundo numa bolacha. Autêntica terapia, digo-vos.

 

Workshop de Bolachas e Biscoitos - Voucher Odisseias

 

Se querem saber mais sobre o Workshop cliquem aqui. Seja para fazer ou para ofecerem no Natal a alguém, prometo que é boa ideia. 

 

 

Facebook Maria das Palavras

 

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

18
Out16

Como é fazer um Escape Game?

Maria das Palavras

Mistery Escape Game Lisbon | Sugestão Maria das Palavras

 

Sentimento à chegada:

Vai ser uma vergonha, porque é que me meti nisto? Com a mania de experimentar coisas diferentes e  agora vamos falhar tudo, vai ser uma miséria. Em vez de sair da sala em uma hora vamos ficar bloqueados no primeiro cadeado e em vez de me sentir a Lara Croft, vou-me sentir a Lara Flop. Vou perguntar ao senhor se tem cláusula de confidencialidade, para garantir que não vai publicar no Facebook sobre aquele grupo que parecia uma formiguinha desorientada que se perdeu do carreiro e precisou de uma equipa de salvamento para sair de uma salita.

Sentimento durante o jogo: 
(...) Nada. Uma pessoa começa a jogar, a ver pistas, a descobrir chaves e a mente não dá para mais nada, não pensa no tempo, não pensa se consegue: joga! Nunca se bloqueia por estamos a ser vistos e ouvidos pelo Game Master que assiste com algumas pistas via walkie-talkie dando ainda mais um ar de missão à coisa. É tão bom. Que se lixe a vergonha, estou-me a divertir. 

 

Sentimento à saída: 

SAÍMOS!! SOMOS OS MAIORES! SOMOS OS MAIORES! SOMOS OS MAIORES!

Fizemos um bom tempo!? A sério?! Podemos fazer já a outra sala de desafio?! Não? Então vamos subir o Marquês! Iuhuuuu!

 

Mistery Escape Game Lisbon - Experiência Odisseias sugerida por Maria das Palavras

 

 

Esta foi uma das experiências mais supreendentes que fiz com a Odisseias. Podem encontrá-la aqui - aconselho vivamente. Juntem uns quantos amigos e arrisquem. Passem um bocado diferente. Se não adorarem podem vir cá chamar-me nomes (e aposto que isso não vai acontecer). Eu gostei tanto que entretanto até já fui fazer mais um Escape Game. E hei-de voltar a esta Mistery Escape Game Lisbon  para fazer o segundo mistério - fizemos o do Vinho do Porto (com direito a cálice no fim) e ainda ficou por fazer o dos Descobrimentos, que é de nível avançado.


As salas têm horário alargado (última entrada às 23h) e portanto essa desculpa não há. Também há em várias cidades (oferta ativa no Porto aqui e em Torres Vedras aqui) e existem várias outras salas de Escape em Lisboa (diz o Manel que se dão todos bem). E não deve estar a mentir que o Manel é fixe. Numa parte do jogo queixei-me da balança pré-histórica que fazia parte do cenário e desabafei que devíamos ter uma balança da Bimby. Ao que a voz do além (o Manel, através do walkie-talkie) responde: "muito caro".

 

 

Facebook Maria das Palavras

 

 

Sigam-me no Instagram - @maria_das_palavras e no Facebook aqui.

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

06
Out16

Maria no Workshop de Fotografia

Maria das Palavras

Maria no Workshop de Fotografia Noturna - Experiência Odisseias - Cliquem aqui para saber mais

 

Olh'áli eu com a minha orelha gigante a tirar uma fotografia! Pois é, fiz um workshop de fotografia noturna através da Odisseias com o formador Adalberto Santos, da escola Luz do Deserto. A ideia era aprender a tirar fotos com pouca luz porque, se de dia me safo já com umas funções manuais, à noite ou recorria ao automático ou ficava sempre com as fotos a) desfocadas b) escuras c) cheias de grão ou d) todas as anteriores e mais alguns defeitos. Não quero profissionalizar-me, nem sequer ser fotógrafa amadora, só quero mesmo divertir-me e publicar umas fotos no blog - e isso envolve não ficar frustrada por tirar más fotos à noite. 

Cheguei lá e fiquei muito intimidada. O voucher diz que se pode fazer o workshop até com uma câmara de telemóvel, o que não deixa de ser verdade, mas convém mesmo ter uma máquina e - atenção - tripé. Pelo menos para a fotografia noturna em que se tem de fazer exposições longas é essencial não mover a câmara nenhum milímetro e eu, mesmo sem Parkinson, não sou capaz. Dizia eu que cheguei e fiquei intimidada. Todos tinham o que me pareciam maquinões (com várias lentes e a minha só tem uma mesmo) e só uma pessoa do grupo não tinha tripé (eu tinha o do Moço, para partilharmos). Olhei para a minha máquina mixuruca e pensei: devo escondê-la e dizer que me esqueci dela? Afinal não havia nada a temer. Não era um workshop pretensioso. O formador até elogiou a minha maquininha porque tinha não-sei-quê-de-não-sei-quantos e disse que não era preciso gastar muito dinheiro (vulgo, comprar maquinões) para tirar grandes fotos, porque uma grande parte da fotografia é interpretação. 

 

Saí com dicas muito preciosas, daquelas que não vêm nos manuais. Em teoria eu sabia o que precisava fazer para tirar fotos à noite: abertura de diafragma com valor maior (abrir os olhos) e velocidade de obturação menor (mais tempo a captar), mas na prática faltava-me aplicar bem essas regras. A causa, fiquei a saber, é que devia começar por fixar o ISO (num valor baixo) e depois a partir daí ajustar os restantes valores. Também não estava a dar a devida importância ao balanço de brancos e ao tipo e quantidade de luz a que estava a expor a lente. E se isto for tudo chinês para vós (mas gostam de fotografia) sugiro que comecem por este workshop para terem as noções básicas da coisa. Muitas máquinas permitem mexer nestas definições, no modo manual, e vocês vão ser pessoas menos frustradas com algumas fotos que tiram nas instâncias mais banais se elas ficarem mais bonitinhas. Vão a uma festa de aniversário com toda a gente a tirar fotos e experimentem ser os únicos que conseguem uma decente. Pumbas. Grande sensação. Que o Moço costuma ter, não eu.


Quando fui fazer o workshop a ideia era deixar de usar o modo automático da máquina também nas fotos à noite, mas mais por brio, porque eu estava convencidíssima, que o modo automático faria tão bem como uma boa foto no manual. Errado. Sua burra. Vejam, para finalizar - que o discurso que já vai longo, - as duas fotos seguintes e espantem-se (ou não, que a burra era eu). A primeira tirada no modo automático. A segunda (quase bem) tirada (mas ainda podia fazer melhor) no modo manual. Uau, que diferença na cor (e em tudo), certo?

Workshop Fotografia Noturna (modo automático) - Odisseias | Maria das Palavras

 

Workshop Fotografia Noturna (modo manual) - Odisseias | Maria das Palavras

 

Para vocês ou para oferecerem a experiência a algum amigo que goste de  fotografia procurem os vários vouchers Odisseias de workshops de fotografia aqui. Este foi o que eu fiz. Prometo que vale a pena. Pelo menos obriga-vos a focarem-se na máquina que têm e nas suas funcionalidades e treina-vos para a aproveitarem melhor.



Facebook Maria das Palavras

 

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

29
Set16

Novas Odisseias e um Passatempo.

Maria das Palavras

Novos Packs Odisseias - Experiências de Sonho | Maria das Palavras

 

novos Packs Odisseias para todas as ocasiões e estão de cara lavada, com um design ainda mais supimpa. O meu sonho é fazer coleção de packs Odisseias (mas não é para guardar, é para usar tudo).  Vejam em particular os da categoria Ocasiões Especiais (aqui) que estão pintados de Natal, de Obrigado e de Surpresas, entre outros. Um mimo que acaba com uma série de dilemas de prendas.

Tudo muito bonito, mas...vamos ao que interessa? Tenho um para vocês! Ou melhor, tem a Odisseias um pack para dar aos leitores da Maria. Queremos oferecer-vos um pack Gosto de Ti (e sim, gostamos de vocês, podem usá-lo diretamente, ou podem oferecê-lo a quem desejarem, no Natal., noutra ocasião ou só porque sim).

Pack Odisseias Gosto de Ti - Passatempo Maria das Palavras

 

Este Pack tem experiências para uma ou duas pessoas, consoante o que escolherem. Eis as que gosto mais (por entre um mar de opções de Norte a Sul + ilhas): massagens de vários tipos, paintball, aulas de surf, brunch, batismo de TT, esfoliação com chocolate (!), cruzeiros no Douro, arborismo...chega para vos convencer?


Eis os 5 passos simples que devem seguir até dia 12 de Outubro, para ganharem este pack:

 

1. Devem ter like nas páginas de Facebook Maria das Palavras (esta) e Odisseias (esta)
2. Devem fazer like neste post de Facebook e tagar um amigo (ou mais) a quem queiram dizer "Gosto de Ti"
3. Devem entrar nesta página e dizer aqui nos comentários do blog qual o vosso pack favorito, de entre todos (com o mesmo nome que usam no formulário)
4. Devem preencher o formulário abaixo (ou aqui)
5. Devem rezar com muita força para que o Random.org selecione a vossa participação a 13 de Outubro.

 

 

Et voilá!

Cumpram todos os passos certinhos, sem exceção, releiam se for preciso. O nome do vencedor será publicado no blog (atualizado neste post) e contactado por email nessa mesma data - 13 de Outubro. Terá até 20 de Outubro para responder para o email do blog, dando a morada para que eu proceda ao envio do prémio. Senão fico eu com ele (se a Odisseias deixar...).

 

 

Sigam-me no Instagram - @maria_das_palavras e no Facebook aqui.

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

Seguir no SAPO

foto do autor

Passatempos

Ativos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O meu mai'novo

Escrevo pr'áqui







blogging.pt

Recomendado pela Zankyou

Blogs Portugal

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D