Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Maria das Palavras

A blogger menos in do pedaço, a destruir mitos urbanos desde 1986. Prazer.

11
Mai16

A vingança serve-se [em sopa] fria.

Maria das Palavras

Sopa de Feijão à Moda do Moço - Maria das Palavras

 

O Moço janta sopinha saudável praticamente todos os dias. Já eu...sou aquela desgraça a que já estão habituados. Quer dizer, gosto da sopinha de vegetais e no primeiro dia, a fervilhar, acabadinha de fazer, até me delicio com ela. E depois ataco bifes, arroz com feijão, massas com quadradinhos de brie e toda a espécie de porcarias porque - pensando que não - já fui ao ginásio 3 vezes este ano e o metabolismo não pode ir abaixo.

 

Ora este semana estava assim meio murchinha, enjoadinha, não me apetecia nada...com exceção de...sopa de feijão! Daquelas com batatinha a boiar e massinhas e rodelas de chouriço e tudo. O Moço voluntariou-se para fazer a sua primeira sopa de feijão por mim (a da foto) e eu procurei uma receita para ele seguir que me parecesse de acordo com os meus desejos e sobejamente simples. 

Ou a culpa foi minha, que lhe dei uma receita que é mais "um pouco disto" e "q.b. daquilo" em vez de "20 cotovelinhos bem contados" e "600 ml de água", ou ele quis vingar-se por eu lhe fazer sopa para ele comer todos os dias e eu nem sempre a comer sempre com ele. Sei que tenho agora um tacho minadinho de feijões e massas gordas e o caldo, saboroso, mas quase inexistente, tem que ser acrescentado de cada vez que quero um prato. É seguro dizer que hei-de estar a comer esta sopa para aí até Março de 2019. Que é para aprender.

 

[deixo-vos com o clássico dos clássicos relativamente a músicas de sopa para ilustrar este texto]

 

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

18
Jun15

Dois dedos de conversa #25

Maria das Palavras

Fiz uma sopinha para o jantar: Eu não gosto de provar comida (gosto de comer à séria) por isso dei-lhe a ele uma colherzinha para verificar o sal. Disse que estava ensossa. Fiz um ar desconfiado (estava bastante convencida que tinha acertado na dose, já disse que não sou a pessoa mais humilde mundo?) e juntei mais sal.


Eu: E agora?
Ele: Humm..acho que está na mesma.
Eu: Estás doido. Não pode ser. Não ponho mais sal nenhum. 


Sentamo-nos para comer a sopinha.


Eu: Afinal a sopa está ótima! Até tem mais sal do que é costume usarmos!
Ele: Tens razão...à primeira colher se calhar não provei suficiente para ver.
Eu: E à segunda? Disseste que estava na mesma!
Ele: Achei que era uma armadilha. Como quando as pessoas dizem que mudaram, mas está igual e é só um teste para ver se te enganas e dizes "agora está muito melhor" quando está na mesma.


(já agora, "esquemas" é o meu nome do meio, aparentemente)

 

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

27
Set14

Favas Contadas

Maria das Palavras

É Sábado e prepara-se a sopa do costume para o jantar. Desta vez leva feijão verde que se trouxe lá de cima da terra, mais verde, mais aromático, mais tudo.
E é quando o começo a cortar e o feijão verde (não a mostarda) me chega ao nariz que me vem à lembrança o meu avô. A horta junto à fonte onde juntos colhíamos o feijão verde e as favas - pelo menos no tempo que eu não perdia a a esconder-me entre e vegetação ou que não estava inclinada a beber a água da fonte. Para mim era uma brincadeira, não era trabalho. E depois, debulhava para um balde preto as favas com a minha avó (também havia ervilhas, lembro-me agora que escrevo sobre isso). E ela - só ela, que eu era pequenina e desajeitada para mexer nas facas - cortava o feijão verde em tiras finas para a sopa.

E agora por causa de estar a fazer a sopa e me cheirar à verdura cortada da minha infância tenho este quente-e-frio no coração. Vou ligar à minha avó e perguntar se ela também se lembra disto. Claro que lembra. Que felizes que fomos com o meu avô.

 

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

Seguir no SAPO

foto do autor

Passatempos

Ativos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O meu mai'novo

Escrevo pr'áqui







blogging.pt

Recomendado pela Zankyou

Blogs Portugal

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

subscrever feeds