Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Maria das Palavras

A blogger menos in do pedaço, a destruir mitos urbanos desde 1986. Prazer.

31
Ago15

5 Razões Para eu Não Usar Casas de Banho Públicas

Maria das Palavras

1 | Maria das Palavras

Nunca tive queda para ginástica e a minha veia circense reduz-se à capacidade de ser palhaça (sem fatos ridículos, por favor). Logo, a minha aptidão para o exercício de equilibrismo que as mulheres têm de fazer para nunca tocarem no rebordo da sanita é coisa para me desencorajar logo. Exercício por exercício, prefiro treinar a bexiga a ser forte e esperar por uma casa de banho limpa.

 

2 | Maria das Palavras

As casas de banho públicas femininas (com honrosas exceções para - alguns - aeroportos e restaurantes com preço médio acima de 35€) são o melhor cruzamento entre um aterro sanitário e uma cena de crime violento.

 

3 | Maria das Palavras

Não gosto de me sentir como uma macaco num laboratório de testes. E, apesar de acreditar que ninguém me está a observar (ja agora era melhor), quando chega a parte de usar a torneira para lavar as mãos há verdadeiros desafios para esta mente pouco afeita ao uso do wc público. Às vezes, a torneira parece-se com as de casa, mas muitas vezes liga-se ao carregar num pedal camuflado, chegar as mãos a um sensor criativamente escondido ou fazer o pino com um ângulo de inclinação de 45º. O mesmo vale para o dispensador de sabonete. 

 

4 | Maria das Palavras

O temível ato de secar as mãos. Pois bem: tenho duas opções: ou volto ao cenário de terror de aroma moribundo que habita em cada um dos cubículos para usar papel que seca as mãos eficazmente ou me rendo ao secador de mãos automático e perco um terço do meu tempo útil de vida. É que nem dá para fazer a manicure ou ler um livro, enquanto a maquineta ruidosa nos sopra as mãos com jeitinho, porque - lá está - as mãos estao ocupadas e (ainda ao fim de duas horas) molhadas. Pontos extra quando há dispensador de papel junto aos lavatórios (assumindo que ainda têm papel). Pontos negativos quando têm daquelas toalhinhas de pano que se puxam e dão a volta e que eu nunca sei como devo usar (puxo mais tecido ou já foi puxado?)

 

5 | Maria das Palavras

A possibilidade do cenário fatal. Não há papel higiénico. Só reparas quando vais precisar dele. Não tens ferramenta para sacudir. Não tens lencinhos. És obrigada a suicidar-te.

 

Facebook - Maria das Palavras

 

Sigam-me no Instagram @maria_das_palavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

Seguir no SAPO

foto do autor

Passatempos

Ativos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O meu mai'novo

Escrevo pr'áqui







blogging.pt

Recomendado pela Zankyou

Blogs Portugal

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D