Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Maria das Palavras

A blogger menos in do pedaço, a destruir mitos urbanos desde 1986. Prazer.

31
Ago14

Família de Natal

Maria das Palavras

Há a família nuclear, tradicional, composta, alargada e do ponto de vista doméstico. E há a Família de Natal.

Aquela de quem temos uma foto conjunta pelo menos uma vez por ano, com barretes vermelhos ou chifres de rena.
Aquela com quem trocamos prendas, desde que eram brinquedos até passarem a livros. Aquela que nos deu roupa na altura em que odiávamos esse presente e até ao ano em que nos fazia mesmo falta mais uma saia azul.

 

A crise (ou qualquer coisa com a desculpa da crise) levou-me pessoas da Família de Natal para fora. Há um par de anos que não estamos todos à volta da mesma mesa, com as caras de bacalhau para os "crescidos" (que hoje em dia, são todos) e bacalhau com natas para as esquisitinhas das miúdas. 

 

Ontem chegaram os dois que faltavam para compôr o ramalhete.
Hoje vamos estar todos reunidos outra vez, à volta da mesa. 

E caramba...sabe a Natal.

Família de Natal

Sigam-me no Instagram @maria_das_palavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

30
Ago14

Ó mar salgado...

Maria das Palavras

Não foi uma nem duas vezes. Foram muitas. Ouvi o mar, por sugestão da minha cabeça, durante a jornada de trabalho, ali junto à Avenida da Liberdade.

Não era sequer aquela brincadeira de piscina-com-areia a que chamam a Praia do Torel. Era mesmo o som próximo de...obras. Detritos a serem despejados...[Com a poluição que o Homem provoca o mar também está perto de ser isso mesmo, de qualquer forma.]
Mas juro que o som era igualzinho ao do "mar que enrola na areia" e quase sentia o cheiro a sal. Nem um búzio é tão perfeito a emitir este chamamento. 

 

Búzio - cafeportugal.pt

 

E só não me descalçava para trabalhar (exibindo biquíni) por decoro. Sim, porque na hora do sol a pique a entrar-me pela janela, até bronzeado conseguiria.

E repetia em ladaínha a minha adaptação do Mar Português, da Mensagem de Fernando  Pessoa:

Ó mar salgado, quanto do teu sal

São lágrimas de quem quase não te viu ainda este ano, em Portugal.

 

Sigam-me no Instagram @maria_das_palavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

Pág. 1/15

Seguir no SAPO

foto do autor

Passatempos

Ativos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O meu mai'novo

Escrevo pr'áqui







blogging.pt

Recomendado pela Zankyou

Blogs Portugal

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

subscrever feeds