Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Maria das Palavras

A blogger menos in do pedaço, a destruir mitos urbanos desde 1986. Prazer.

14
Jan15

Aos pega-braguilhas

Maria das Palavras

[Em defesa de todas as moças que vêem esperança num caso perdido. Um post que se escreve no feminino, mas se deve ler sem género.]

 

Imagem: https://suspirosedesatinos.wordpress.com/2014/07/

 

Caríssimos pega-braguilhas,

 

Vão fazer a vossa vida para outro lado. Todos vocês que acham que, só porque já lhe disseram que não procuravam nada sério, não faz mal continuar a ligar-lhe, a perguntar se "está tudo bem" no messenger do Facebook, a visitá-la e a convidá-la de vez em quando para dar umas voltas, assim só quando vos apetece: larguem-lhes a braguilha.


É tão raro que o desinteresse em algo mais seja mútuo, ao fim de um tempo, como encontrar estágios bem remunerados.
Dizerem que não querem nada sério, assim logo ao início, não muda nada. Elas vão sempre deixar-se envolver (tirando a tal percentagem que é igual a encontrar políticos honestos), se é que não começaram já bem envolvidas, nesse caso de meia-leca. 

 

Vão sempre alimentar esperança e ver uma mudança de intenções, que nunca existe (só em casos mais raros que os penalties à Panenka bem sucedidos). Vão sempre arranjar leituras e interpretações de acordo com o que sonham que aconteça - enquanto vocês deixarem, porque quando estão com elas, são sempre tão carinhosos. Ou quando elas já estão quase a esquecer o assunto, lá vem uma nova chamada. Elas vão sempre achar que se vocês mexem o café com a colher na mão esquerda, esse é o lado do coração e isso significa que agora é que se estão a apaixonar. E não é porque são parvas, é porque vivem numa ilusão alimentada pelas vossas mensagens a meio da noite, quando precisam de uma atençãozinha. Porque é verdade que lhes disseram que não procuravam um relação "naquele momento", mas haverá um dia que mudam de ideais, porque não pode ser aquele o dia certo para que isso aconteça? Já que era uma questão de timing...

 

Digam-lhes que não tem a  ver com o momento certo. Tem a ver com a pessoa certa - porque essa, quando a encontrarem, até vos vai virar os pirulitos ao relógio e tirar-vos a noção de data e hora. 

Chega a ser criminoso quando se apercebem que ela se está a apaixonar e mantém a (in)conveniente situação porque foram sempre francos. Isso não faz de vocês boas pessoas. Só conscientes da atrocidade que estão a cometer. Quem avisa que vai matar, não é menos homicida. E morrer de amor é tramado.

Serem "honestos" não torna o ato de de-tempos-a-tempos voltarem à braguilha dela (literal ou metaforicamente) menos maldoso.
São só amigos? Pois amigo nao empata amigo, por isso desandem que já estão a empatar. Deixem-na para quem está no"momento certo", que é afinal quem acha que ela é a "mulher certa".

 

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

22 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Seguir no SAPO

foto do autor

Passatempos

Ativos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O meu mai'novo

Escrevo pr'áqui







blogging.pt

Recomendado pela Zankyou

Blogs Portugal

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D