Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Maria das Palavras

A blogger menos in do pedaço, a destruir mitos urbanos desde 1986. Prazer.

04
Ago16

3 regras de um casal feliz

Maria das Palavras

 

Não acabar com o mistério todo

Sou toda a favor da honestidade. Mas...a porta da casa de banho fecha-se. Toda a gente sabe o que se faz lá dentro, ninguém precisa de claque. Quem diz [aquilo que estão a pensar] diz depilações e afins, mesmo processos de embelezamento. Nem sempre saber o processo faz falta para apreciar o resultado. E se tiverem dúvidas disso, pensem em morcelas. Eu nem gosto particularmente que ele me veja a maquilhar. Prefiro que ele pense que aquela borbulha desapareceu por magia do que saiba como a pincelei com corretor. Obrigada.

 

 

love-jokes-funny-cartoon.jpg

 

 

"Atira as costas para trás do passado."

Já dizia o Timon ao Pumba. Não há nada, nadica a ganhar com esmiuçar o passado amoroso do outro. Os traços gerais das relações passadas, tudo bem. Tipo um resumo em três parágrafos. Mas não se pode falar muito mal, senão mostras que és amarga, nem muito bem, senão parece que queres voltar lá onde foste feliz. Se foram muitos ex és inconstante, se foram poucos, algo de errado deves ter. Se foste tu a acabar, a qualquer momento podes fazer o mesmo na nova relação, mas se acabaram contigo, se não fosse isso ainda lá estavas todo/a contente. Tudo conclusões precipitadas, irrealistas e muitas vezes inconscientes. Somos todos muito maduros até estarmos num restaurante fenomenal a ouvir memórias do local do/a antecessor(a). Por isso deixemos lá quem já passou. Em 1926.

 

 

À vontade, não é à vontadinha.

Estamos em casa, mais ninguém vê, está calor...Agora imaginem. Ele com umas cuecas velhas, perna aberta, a coçar as micoses esparramado no sofá. Ela de cabelo sujo (hoje não vais sair mesmo), calças de fato de treino manchadas de lixívia e uma t-shirt larga para fazer corrente de ar. Já dizia o outro na Mixórdia que não faz sentido nenhum esta filosofia de nos arranjarmos para sair e estar com outras pessoas, mas mostrarmos a nossa pior versão a quem mais amamos. É o completo oposto daqueles primeiros dias em que a pessoa se levanta para escovar os dentes e o cabelo antes do outro acordar. Ora bem, não só pela relação, também por nós: nem tanto ao mar nem tanto à terra: roupa velha e mais confortável, ok, mas minimamente agradável, que tal? Modos e higiene a todo o momento, que tal? E se não há roupa de jeito, dar uma de nudistas, que tal? Talvez seja preferível...

 

 

Sigam-me no Instagram - @maria_das_palavras e no Facebook aqui.

Sigam-me no Instagram @maria_das_palavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

22
Abr15

7 Frases a Evitar no Primeiro Encontro

Maria das Palavras

Avançar para um strip em cima da mesa no meio de um restaurante aberto ao público durante o primeiro rendez-vous é lastimável, mas ainda assim preferível a proferirem qualquer das seguintes frases:

1. O/A meu/minha ex não era nada assim.
Mesmo que a comparação seja para melhor só de mostrarem que estão a pensar no/a falecido/a já estão a perder pontos. Se a comparação for para pior acho que nem tenho de explicar, não é?

 

2. Tu não te calas!

Está bem, disseste isto a sorrir e depois? Achas que foi bonito? A pessoa está a falar que se desunha porque está nervosíssima...mas depois deste comentário, upa upa: vai ser a serenidade em pessoa. NOT.

 

3. Então, não dizes nada?

Vou virar o disco para tocar o mesmo. A pessoa está nervosíssima e não sabe o que há-de dizer. E o teu comentário ainda ajuda menos que os silêncios constrangedores que já se tinham registado até ao momento. Vai ler sobre desbloqueadores de conversa, mas nunca, minha alminha, digas isto. Ficas com a companhia muda na mesma e vermelha que nem um tomate de brinde.

 

4. Deixa-me só ligar à minha mãe.

O problema não está em ter mãe ou manter o contacto com ela. Mas se nem um primeiro encontro é motivo para te esqueceres dela por um bocadinho...diria que há aí qualquer coisa de pouco saudável nessa relação. Prepare-se a companhia: se quiser apanhar esse comboio, vai sempre na carruagem trás.

 

5. Tens aí uma borbulha, não é?

Obrigada! Não estava nada consciente e brutalmente complexado/a com este vulcão que esperava ter disfarçado convenientemente. Vale para qualquer defeito físico a apontas, tipo: És tão pálida! Ou: a tua barba parece pelito de rato, não é?

 

6. És contra ou a favor de sexo no primeiro encontro?

Se era a favor acabou de ficar contra que não é assim que se fazem as coisas. 

 

7. Nem acredito que ainda é tão cedo.
Sabem aquilo de "quando nos divertimos o tempo passa a correr"? Acabaste de denunciar o quão terrivelmente aborrecido/a estás. Se não era isso que querias dizer, pelo menos foi isso que se ouviu do outro lado.

 

Sigam-me no Instagram @maria_das_palavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

02
Abr15

Mulheres

Maria das Palavras

Mulheres

 

A primeira é uma mulher segura. Sabe o que vale e quem merece. Apaixonada pelos seus objetivos. Sai de casa todos os dias de rimel e batom, mesmo que não use maquilhagem. Faz amigos como quem coleciona esferográficas azuis. Liga quando precisa de alguma coisa, discute de viva voz sem se contentar com menos. É direta. Honesta, sobretudo consigo e não se contenta com nada menor que a sua medida do mundo. E o mundo é a sua casa. A aventura o seu modo de vida.

 

A outra é mais recatada. Pensa no que será o jantar todos os dias. Pensam que é por obrigação, mas fá-lo com gosto: desde de que não a obriguem a usar avental, cozinhar é um gosto. Beija os filhos que vai buscar à escola depois do trabalho. Liga aos pais que quis afastar na adolescência e agora quer mais próximos do que nunca. No dia a seguir, a rotina será a mesma e ela não se importa. Cansa-se, desespera, mas olha para a sua família, assim que o marido acaba de trazer a sopa que fez para a mesa e tudo vale a pena.

 

A terceira é a rainha do drama. Mesmo que não suba o tom de voz, grita muito interiormente consigo e com os outros. Um cabelo em desalinho pode dar-lhe cabo dos nervos o resto do dia. Amua, sabendo que não devia. Mas amua porque pode e sem saber bem porquê isso fá-la ficar aliviada. Cada vez que a colega lhe traz a pilha de papéis para tratar, sabendo que ela vai sair mais cedo, mas lhe está a trazer aquela papelada já tão tarde, chama-lhe "cabra" muito baixinho. 

 

Esta outra é serena. Racional e bondosa ao mesmo tempo. Vive para o bem dos outros e isso fá-la sentir-se tranquila consigo. Queres sempre tê-la por perto quando há problemas: ela vai pegar-te na mão (mesmo que estejas a quilómetros de distância), emprestar-te um pouco da sua calma e ajudar-te a resolver seja o que for, em detrimento do seu próprio tempo. Compreende até aquilo que os dois sabem que está errado: porque o erro faz crescer e ela sabe que também o pratica muitas vezes. A cor dos seus olhos não interessa: são da cor da compreensão.

 

A quinta é envergonhada. Às vezes desejava nunca ter nascido. Para quê, para ter aquele corpo? Para estar sozinha ou mal acompanhada? Não sabe onde ir buscar gente nova, mas sente que a antiga já não lhe presta atenção. Comer chocolates e ver um reality show qualquer: aí está o programa ideal. Acha-se invisível nos momentos que precisa de alguém e só encontra solidão. E acha que têm neon na testa quando se sente mal e é vítima dos seus complexos. Precisa de saber que gostam dela todos os dias, porque mesmo que o saiba não tem bem a certeza.

 

E desengane-se quem acha que estou a falar de cinco mulheres diferentes. Esta é uma mulher só: às vezes a cada semana, a cada hora, outras vezes encontram-se no tempo e no espaço algumas destas. Outras haveria para juntar ao leque. Não somos bipolares ou indecisas. Somos complicadas (mas só em alguns momentos nos ouvirão admitir).

Somos muitas numa e isso pode funcionar para vosso favor ou desvantagem, consoante o saibam reconhecer. Não podem esperar amar uma delas apenas. Não se apaixonem por um ego seguro, esperando que nunca vá gritar convosco por não terem elogiado o tal vestido novo.
Amem-nos inteiras. E poderão esperar o mesmo em troca. 

 

  

Facebook Maria das Palavras

 

Sigam-me no Instagram @maria_das_palavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

13
Mar15

Guia para o primeiro encontro: para eles

Maria das Palavras

Depois do sucesso estonteante do artigo Guia para o primeiro encontro: para elas - cerca de cinco pessoas e meia chegaram a lê-lo e só uma o fez por engano - aqui está a mais que desejável sequela. Não se enervem, rapazes, que aqui a Maria explica. E as meninas podem sentir-se à vontade para acrescentar tópicos (mas não sejam picuinhas).

 

1. Descontraiam. A não ser que sejam mini-playboys (apetecíveis, mas desaconselháveis) e tenham encontros marcados dia-sim-dia-sim vão sentir um nervosos miudinho nalgum momento. A sério: descontraiam. Ela também está nervosa: provavelmente mais. Um segredo: até pôs pó de talco no sovaco para não a certeza que não transpirava demais.

 

2. Não a julguem logo pela aparência. Os homens comem com os olhos são seres muito visuais. Isso não vai mudar. Mas não dêem o encontro por encerrado assim que a vêem chegar mal-arranjada (lembrem-se da história do patinho feio). Se não for para mais nada, ao menos pretende-se que passem um bom bocado e para isso tem de estar com uma atitude upa upa e a mente aberta. Da mesma forma, não achem que só porque ela está a usar um decote demasiado pronunciado ou uma saia um tiquinho muito curta, ela é uma fácil e têm concubinagem garantida. Pode sempre dar-se o caso de estar mal-aconselhada por uma amiga mais sluty ou não ter lido o meu guia de primeiro encontro para mulheres. Lembrem-se das ilusões de ótica e da diferença que roupa e maquilhagem fazem numa mocinha.

Olivia Wilde

 

3. Saibam ouvir. Ou falar. Já mencionei que ela está nervosa? Isso pode dar lhe para falar como se estivesse a fazer um especial para a rádio ou calar-se que nem um rato. No primeiro caso, deixem-se levar e vão moderando a conversa com perguntas desviando o tópico se o assunto do momento já vos estiver a aborrecer - não queremos isso. No segundo encontro ela há-de estar menos nervosa e talvez tenham a vossa oportunidade de falar mais. Ou então não e sintam-se à vontade para lhe perguntar se não querem também saber mais sobre vocês, No segundo caso, em que ela não fala muito, é essencial que tenham tópicos de conversa pensados e lhe vão fazendo perguntas. É que os silêncios incómodos só vos vão deixar aos dois ainda mais desconfortáveis e dar um efeito bola de neve à crise.

 

4. Escolham sem escolher.  Sejam homenzinhos e escolham o lugar e programa para encontro. Jantar e cinema calha sempre bem - um clássico que nunca falha, mas também podem ser mais originais. Com cuidado. E tendo em conta a opinião da moça. Deixem a surpresa total para quando a conhecerem melhor e souberem os gostos dela. Não vão querer supreendê-la levando ao ringue de patinagem ou ao sushi mais badalado da cidade. E depois descobrem que o irmão dela atropelado numa pista de patinagem e ela não gosta de sushi. Se lhe perguntarem onde quer ir ou o que quer fazer ela reposnderá "não sei". Porque não sabe mesmo ou porque vos quer testar. É irrelevante. Vão por mim e preparem duas ou três opções distintas de restaurante ou programa. Depois são-lhe a escolher. Assim partilham responsabilidade, Mas mesmo que ela seja super indecisa (que as há) e não saiba mesmo o que quer, pelo menos excluirá as opções que odeia e vocês não passam uma vergonha. E SIM, vocês é que pagam. Pelo menos tentam. 

 

5. Go for the kill. Claro que nem a água: o primeiro beijo é da vossa responsabilidade (o que não quer dizer que não pode ser ela a avançar, mas é pouco provável). Se a coisa parecer estar a correr nesse sentido, peguem em tudo o que vos restar da confiança com que regaram a vossa atitude ao jantar (e talvez num bocadinho do alcóol que ingeriram) e arrisquem. Na pior das hipóteses ela desvia-se. E já ficam a saber que a vossa impressão mar-de-rosas estava errada e podem andar com a fila. Não se preocupem: se ela se arrepender vai-vos mandar uma sms depois de falar com as amigas e elas lhe darem na cabeça.

that all-important first date kiss

 

6. Esqueçam as regras que os vossos amigos vos ensinaram. Se vos apatece falar com ela logo no dia a seguir ao encontro liguem ou (mais moderadamente) mandem uma sms. Ela ficará feliz - se de facto estiverem em sintonia - e com os tarifários atuais: nem vos custa nada. Atenção: ligar ou mandar uma sms no dia a seguir não é igual a: mandem uma sms por hora, liguem para saber se ela chegou bem a casa depois so trabalho e enviem rosas. Too soon. Isso sim, cheira a desespero - e as mulheres preferem aromas frutados.

7. Sejam honestos ao longo de todo o processo. Já expliquei, mas nunca é demais repetir: se logo aí ou a partir daí sabem que não querem nada sério (tipo, sem chance), serem honestos sobre isso não vos iliba quando se aproveitam do facto de ela querer mais. Não deixem, no entanto, de lado, uma chance para se surpreenderem. Um dia todos nos apaixonamos. E raramente (nunca, digo eu) é logo para começar.

 

Sigam-me no Instagram @maria_das_palavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

03
Mar15

5 Frases que não acalmam as mulheres

Maria das Palavras

Mad woman

 

1. Não tens motivos para estar assim.

2. Vá, já chega.

3. Já estás mais calma / bem-disposta?

4. Já te passou?

5. E agora, já se pode falar contigo?


Por mais bem intencionadas que vos soem estas frases, aprendam que as vemos como ofensas veladas. Estão a chamar-nos de ridículas, dramáticas e apoquentadas - e muito embora tudo se aplique, não queremos saber.

Sob prisma nenhum nos acalmam, no entanto, podem fazer-nos ficar de todas as cores, emitir sons de chaleira a ferver, gritar impropérios, cuspir serpentes venenosas e chamas ocasionais e intensificar ou recuperar toda a indisposição de que vocês esperariam já se ter livrado. 


Considerem-se aconselhados: nunca na história da humanidade estas deixas resultaram.

 

Sigam-me no Instagram @maria_das_palavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

Seguir no SAPO

foto do autor

Passatempos

Ativos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O meu mai'novo

Escrevo pr'áqui







blogging.pt

Recomendado pela Zankyou

Blogs Portugal

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D