Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Maria das Palavras

A blogger menos in do pedaço, a destruir mitos urbanos desde 1986. Prazer.

14
Abr19

Hey Google, lava-me atrás das orelhas.

Maria das Palavras

Mini Google Home -Unsplash


Dois factos sobre quando fomos à Bélgica: 1) os nossos amigos têm a casa toda quitada de Google e 2) o Moço fez anos e a prenda que lhe levei foi um tiro ao lado. 


Quando regressámos, o Moço passava a vida a dizer ao Google Home - que não tínhamos - para apagar a luz ou ligar a TV. Hey, Google turn on the lights. Hey Google turn of the lights. 

 

Portanto achei que, ou estava na hora de o internar, ou trocava a prenda que lhe tinha dado por um sistema mini-Google Home. Escolhi a segunda. E a maquineta é engraçada, confesso. Põe música a pedido. Mais baixo ou mais alto. Conta-me histórias e piadas se lhe pedir. Diz-me onde posso comer um brunch no Porto. Inicia o Netflix na série que peço, mesmo onde a deixei e põe na pausa sem eu mexer uma palha. Faz contas por mim. Converte-me ounces em gramas sem eu ter de mexer com as mãos cheias de farinha no telemóvel. O Moço gosta particularmente do beatbox. Às vezes faz-se de desentendida, mas eu perdoo, porque se eu disser "Hey Google, you're useless" ela responde "Well, I'm still learning." e a pessoa compreende.


Cheguei à conclusão que estamos a avançar a passos largos para aquele momento da vida em que não temos de nos levantar para nada, quando a Bimby me fazia a sopa, enquanto eu via um episódio de Homeland no sofá, que o Google pôs a dar quando pedi. O sonho de qualquer preguiçosa. 


Claro que o Google continua a não apagar ou acender a nossa luz, porque para isso é preciso comprar umas lâmpadas xpto que estão ao preço do caviar beluga. Ou menos. Portanto percebo que fiz asneira a trazer isto para casa quando o Moço faz contas à vida porque quer trocar as lâmpadas da sala (três!) e eu digo:

 

- Se quiseres dizes-me "Hey Maria, apaga a luz" e eu trato disso.

 

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

27
Dez17

A triste história da blogger sem luz.

Maria das Palavras

Na era em que até as escovas de dentes são elétricas, o fenómeno mais gravoso para uma blogger que se preze aconteceu ontem à noite: fiquei sem eletricidade. Às escuras ainda vá que não vá, mas a bateria do telemóvel estava à míngua, tinha andado a adiar ligá-lo ao carregador e pzzzt lá foi ele. Ninguém sabe o bem que tem senão depois de o ter perdido, já dizia o meu tio Quim. 

Afirmei que não fazia mal, vesti o pijama, fui-me deitar arrastando o tablet comigo, que ainda era cedo e continuei a ver o vídeo que tinha deixado a meio. Uns segundos depois: freeze. Sem eletricidade, não há palhaços (ou wifi). Chorei ao Moço que me ligasse a powerbank ao router mas ele só se riu de mim. Pareceu-me que não estava a entender a catástrofe.

 

giphy (1).gif

 

Tentei o Netflix e nem abria com falta de rede, sequer para confirmar se tinha alguma coisa guardada offline para ver. O telemóvel ainda para lá de morto. O Moço a começar a ressonar. O livro sem luz própria nem visibilidade com a velinha ténue. Nem jogos no tablet depois do último reset. Mas vá, uma série no cartão SD que pus a dar - achei - baixinho. 

 

- Liga os auriculares - reclamou o Moço a querer dormir. 

- Não consigo ver onde estão às escuras - choraminguei eu. 


Sem propósito na vida tentei igar o telemóvel (2% de bateria) ligado ao soro da tal powerbank. Queixei-me da minha desgraça a um par de amigos, quase vizinhos, e eles sim, tinham eletricidade. Um deles, ironicamente chamado Jesus, ainda disse "Let there be light". Foi a última coisa que li antes do telemóvel voltar ao breu.

 

Aflita para fazer xixi, encolhi-me e aguentei porque ainda me lembro bem do filme Lights Out - Terror na escuridão.

 

tumblr_o7drgf3cvR1rpxkmvo1_500.gif

 

Aconcheguei-me contrariada e dormi. A vida não está para as bloggers.

 

#firstworldproblems

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

13
Dez17

Chamo o doutor?

Maria das Palavras

Eu estou aninhada no sofá com um livro (voltei a ler, deve querer dizer qualquer coisa). Ele está a ver a bola porque tem de fazer render a Sport TV que subscreveu só por um mês para ver o Porto empatar com o Benfica. 

Só se ouve: 


Não é para aí!

 

Grande jogada!

 

Ah, foi ao poste.

 

Devia ter cruzado.

 

...e afins.

 

Eu estou a ler. Não há mais ninguém na sala. Dentro da TV ninguém o ouve.
Já lhe disse, mas ele continua.

 

Deve estar a querer ser expulso. 


Isto é falta claríssima!

 

Bom passe!

 

...e afins,


Chamo o doutor? 

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

Seguir no SAPO

foto do autor

Passatempos

Ativos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O meu mai'novo

Escrevo pr'áqui







blogging.pt

Recomendado pela Zankyou

Blogs Portugal

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D