Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Maria das Palavras

A blogger menos in do pedaço, a destruir mitos urbanos desde 1986. Prazer.

20
Nov15

Comentar o comentador #6

Maria das Palavras

Observador - Jogos Olímpicos de Londres: a “maldição” já fez 16 mortos

 

A notícia chamou-me a atenção pelo seu cariz de "alarmismo do além". Não é preciso ser-se como eu, uma cética de primeira que só acredita no que apalpa, mas espalhar notícias sobre bruxedos e maldições é coisa de responsabilidade, muito mais quando isto se faz num jornal que muitos admiram - como eu.

Eu ia só fechar a página, depois de perceber que de facto não havia nada para fundamentar a coisa. Mas depois reparei no comentário de alguém que se deu ao trabalho. Normalmente os "comentadores que se dão ao trabalho" são só chatos e acrescentam coisas que ninguém quer saber. Este teve mesmo uma tirada de mestre (ou duas).

 

Comentário - Observador

 

O comentário aqui do "jorge" é tudo. Não só apresenta factos que desmentem a maldição (não confirmei os dados dele, mas parece-me que faz sentido o que disse) como acrescenta o comentário irónico que me arrancou uma gargalhada:

 

Quero também deixar o alerta que ao contrário do que se possa imaginar os jogos olímpicos de 1896 foram muito mais mortíferos que a segunda guerra mundial, porque se por um lado hoje ainda existem sobreviventes da segunda guerra mundial , já não existem sobreviventes dos atletas dos jogos olímpicos de 1896.

 

Palmas, senhores. Palmas.
É tão importante saber olhar realmente para as notícias, questioná-las e filtrá-las, nesta época que é igualmente de informação e de desinformação.

 

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

15
Out15

Comentar o comentador #5

Maria das Palavras

Como já devem ter ouvido falar e comentar sobejamente, a Playboy anunciou que as capas vão deixar de ter nudez. A verdade é que muitas das capas ao longo dos anos não apresentaram nudez, sem serem por isso menos sensuais. Comercialmente, entende-se até (de um prisma apenas): as capas não ficarão mais escondidas nos expositores das tabacarias, porque não há "vergonhas" à mostra. 

 

Observador - Capas da Playboy

 

Claro que se impõe um  certo escárnio e mal-dizer. Claro que se impõe um erguer das vozes (masculinas e, porque não, femininas). O que será da Playboy sem nudez na apresentação? Será que os livros de culinária também deixarão de apresentar comida na capa? Faz-se uma capinha com um prato vazio e depois logo se vê? 
Não, não é? Por mais que se possa racionalizar, não há quem possa gostar disto. Ou há.

 

Encontrei um homem - o único - que fica feliz com esta medida comercial. Não só isso, até se incomoda de estar a ler o Observador e ter de se deparar com notícias deste nível, ilustradas logo à partida com um (aaaahhhhhhh - gritos de horror): rabo.

Comentário à notícia do Observador

 

Fontes próximas asseguram que a seguir a ver as fotos das capas exibidas na notícia - todas as 63 para se aperceber do grau de atrevimento deste diário online e sentir-se completamente impingido - deitou ácido nos olhos, para evitar situações semelhantes no futuro. 
Ao Observador, deixamos o mesmo aviso que deixou o Vítor: cuidado com este caminho perigoso. O do funcionário que escreve a notícia ficar distraído na recolha de fotos e ser menos produtivo, entenda-se.


Gostava ainda de sugerir a criminalização formal das 817 pessoas que até ao momento tinham partlhado em redes sociais a notícia do Observador, impingido uma notícia do foro erótico aos seus amigos, potencialmente causando um sofrimento indescritível aos mesmos pela cumplicidade demonstrada na comercialização do rabo na capa (perdão, da mulher na capa). O Vítor é que viu bem a coisa. Agora, com o ácido nos olhos, já não vê tanto.

 

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

28
Out14

O teu estômago é bom conselheiro?

Maria das Palavras

Estômago Conselheiro - Observador

 

Não sei quem terá feito este estudo, mas claramente não está a considerar as decisões de compra ao ir supermercado com fome. Tomo todas as piores decisões quando o faço (e por piores decisões entenda-se: encher o carrinho de chocolates, bolachas, gelados, batatas fritas, queijos e carnes frias variadas).


Sou capaz de comprar salmão fumado com beringela (blargh) se for ao supermercado de estômago vazio. Tudo me apetece, sem exceção. Pareço o monstro das bolachas depois de recuperar de uma intoxicação alimentar. 

Nessas horas passo ao supermercado só para ir buscar o desodorizante que tinha acabado de manhã e saio de lá com as compras alimentares do mês (que me sinto capaz de aniquilar em meia hora).

É só o meu estômago que é tão bom conselheiro como a cabeleireira da Maria José Valério?
Uma vergonha para a espécie estomacal, de sua génese tão iluminada?

 

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

22
Out14

Serviço Público: O Observador

Maria das Palavras

A correria é constante, o telejornal da manhã passa quando nos preparamos para sair, à hora de almoço há sempre pressa a acompanhar a refeição em vez de arroz e pelas oito nem se fala de disponibilidade (e quem é que faz a sopa?).

Durante o dia o tempo também não abunda e mesmo estando a par das notícias através de várias plataforma digitais (seja o Sapo ou via links partilhados no Facebook) muitas vezes ficamo-nos pelos cabeçalhos que não há tempo para mais. É ou não é?

Observador

E é aqui que se torna útil o Observador. Quer-me parecer que é o novo diário digital da moda, mas tem tudo para ficar.

Quando recebo aquele resumo de notícias pela manhã: que nem é redutor, nem me faz perder tempos com o acessório, fico encantada. Não é uma newsletter xpto, é um texto leve (para leitura e para descarregar no servidor de email) com links que posso seguir se me interessarem. Passa pelos principais eventos da atualidade e tem espaço para uma ou outra curiosidade que queriamos ler.

Falo da newsletter 360º (e desta não abdico) mas subcrevendo as 4 disponíveis temos um pacote de informação bastante completo e que se adequa às nossas necessidades e preferências: 

Newsletters Observador

 

Conheci-o (ao Observador) quando a Sónia Morais elogiou o projeto, destacando a área de Explicadores - que é basicamente cada assunto "para totós". Não se riam que é útil. Ah não sabes nada do que se passa na Tailândia? Ainda não apanhaste a essência desta tramóia do BES? Eles explicam de forma sucinta e rica ao mesmo tempo. 
E não são preconceituosos. Mencionam outros meios de comunicação sem pudor e redirecionam-nos para fora do site sempre que é preciso.

Já disse que tenho um vício novo? 

You're welcome.

 

 

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

Seguir no SAPO

foto do autor

Passatempos

Ativos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O meu mai'novo

Escrevo pr'áqui







blogging.pt

Recomendado pela Zankyou

Blogs Portugal

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D