Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Maria das Palavras

A blogger menos in do pedaço, a destruir mitos urbanos desde 1986. Prazer.

02
Jul19

Descobertas do Mês | Junho 2019

Maria das Palavras

Em Maio não houve descobertas do mês essencialmente porque...eu é que mando. Em boa verdade não senti que tivesse algo de relevante a partilhar e o meu paizinho ensinou-me que se não temos nada a acrescentar, ficamos calados a ouvir. Já em Junho, talvez por me ter apercebido das poucas experiências novas que tive no mês anterior, podia ter 30 descobertas de valor nesta lista. Fiz o meu melhor para as reduzir a sete, mas valem mesmo a pena!

1. Local: Pateira de Espinhel

Pateira de Espinhel, Maria das Palavras


Mesmo com eventos marcados em cada fim-de-semana nos lugares do costume esforcei-me para pôr no mapa do caminho de todos eles a descoberta de algum sítio novo. Assim conhecemos a Pia do Urso, ou a Praia Fluvial de Burgães. Mas o meu sítio favorito, foi mesmo a Pateira de Espinhel, em Águeda. Um parque lindo, inpirador, bem equipado. Tanto este como os outros que menciono, mereceram destaque no Instagram. Vão espiolhar por lá.

2. Brunch: Fauna e Flora

fauneaflora.jpg


765 anos depois de toda a gente, foi conhecer um dos "novos" emblemáticos espaços de refeições saudáveis em Lisboa. O Fauna e Flora correspondeu e superou todas as expectativas que levava. Rebolámos dali para fora satisfeitos e a desejar que também abra um Fauna e Flora no Porto.


3. Série: When They See Us, Netflix

tumblr_pqrwa3EUjF1wmrjd4o6_500.gif


Pensei que ia recomendar Chernobyl (HBO), porque de facto foi uma série que comecei a ver sem vontade e à qual me rendi completamente. Mas mais para o final do mês assisti a When They See Us (Netflix) e fiquei ainda mais impressionada. Desde o argumento real e brutal, ao desempenho fabuloso dos atores, à necessidade de partulhar a mensagem da série, tem de ser a minha recomendação. Para mais, espero que esteja para ficar esta tendência das mini-séries documentais, tão bem realizadas e produzidas.

4. Restaurante: Chão do Prado, Loures

Quando vou a Lisboa, fico muitas vezes na zona acima da Expo e é daí para norte que tento marcar quando almoçamos com amigos ou família por lá. Mas nenhum restaurante da zona me tinha apaixonado como o que visitei este mês. Chama-se Chão do Prado, fica em Bucelas (a terra tem nome de doença, mas ultrapassem isso, que a envolvência também é bonita) e come-se bem, mas bem. Desde as entradas, com croquetes de touro e chamuças de pato, às imperdíveis fatiotas de coelho ou frango (o melhor coelho que já provei) até à mousse de chocolate mais leve da minha vida...vão. Vão. Vão! Pagámos 20€ por adulto, lembrando que não bebemos álcool, mas com entradas e sobremesas.

5. Experiência: Casa da Viúva, em Quintadona

 

Casa da Viuva - Quintadona | Maria das Palavras

 

Tive de criar a categoria da experiência para falar de outro restaurante. Mas na verdade, não é um restaurante, segundo logo nos informaram à chegada: é um Winebar. Deixámos que escolhessem o menu de petiscos por nós (podíamos recusar algo que não quiséssemos) e o Moço salvou a honra do convento alinhando no vinho tinto à refeição e do Porto para acompanhar o melhor pão de lá da nossa vida. Foi uma sucessão de petiscos bem portugueses, às vezes reinventados, tão bem confecionados e em quantidade tal que tivemos de recusar os secretos de porco preto. Alem disso o cenário da refeição é lindo. O Winebar Casa da Viúva está perfeitamente integrado na aldeia de Xisto de Quintadona (Penafiel, Porto) e tirei só 1000 fotografias ao espaço (Instagram, gente, todas estas descobertas estão mais do que documentadas por lá). O pessoal também é super simpático, além de me fazer lembrar o meu pai, porque obrigam as pessoas a provar de tudo e a comer de tudo. Não me arrependi, mas saí sem saber de que terra era, de tão cheia.

6. App: Crazy Taxi



Ainda estou de mal com quem sabia que existia o jogo para smartphone e não me disse. Quem sabe do que falo (Are ya ready!?), pode fazer download gratuito do jogo na Play Store (também há para iCenas) e conferir como é exatamente igual ao que jogou nos idos tempos dos jogos para PC que vinham nos cereais (eu tinha um demo). E a jogabilidade no telemóvel é fantástica. A premissa é levar passageiros ao seu destino no menor tempo possível. Experimentem.

7. Futilidade: Macacão da ASOS

 

 
 
 
 
 
View this post on Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

A post shared by Maria das Palavras (@mariadaspalavras) on


A Asos é o meu site favorito para ir buscar vestidos para casamentos, com a garantia que pagarei pouco (há peças para todos os preços) por uma peça original, com o meu estilo e com muito pouca probabilidade de ir vestida de igual a alguém. Além de que chega muito rápido às nossas mãos! Para o casamento de Junho, foi esta a minha escolha. Um macacão às riscas, bonito, prático e que poderei usar em tantas ocasiões quanto queira (enfio-lhe uns ténis e dá para ir passear em qualquer Domigo).

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

05
Mar19

Descobertas do Mês | Fevereiro 2019

Maria das Palavras

Como boa blogger do contra, venho iniciar esta rubrica mensal relativa a Fevereiro, em vez de Janeiro. Também lhe chamo Descobertas apesar de ser claramente um clássico Favoritos, para parecer que é outra coisa (vá até é, só vou mencionar coisas novas). As categorias são fluídas e variam de acordo com a minha real vontade - e com o que fiz ou deixei de fazer nas semanas que passaram. Isto porque muitas vezes partilho "isto e aquilo" de que gostei muito no Instagram e como vocês são pessoas feias não me seguem lá e não ficam a saber delas. Assim, ao menos ficam a saber da nata da nata. Ora vamos lá.

 

A guloseima: Caramelitas

Ando a falar da The Apple Factory há meses, desde que me cruzei com um vídeo simplesmente pornográfico de uma maçã a ser mergulhada num tacho de caramelo.

 

 

De maneira que podia jurar que o Moço me ia dar uma maçã no Dia dos Namorados. Só que não. Deu-me um livro que é um vício mais saudável e que também faz bem à alma. Mas ficou a faltar açúcar, né gente? Por isso no Sábado seguinte fomos ao Mercado Manuel Firmino buscar Apples e Caramelitas para eu provar. As apples são muito boas (e há várias combinações ainda por provar), mas eu como amante de caramelo perdi-me de amores pelas caramelitas. 

 

The Apple Factory

 

Respondo já ao que muita gente me perguntou no Instagram: ela aceita encomendas e apesar de ter pontos de entrega fixos e móveis normalmente em Aveiro e Porto, faz envios para todo o país. Contactem pela página de Instagram ou no Whatsapp (966254765) que ela responde rapidamente e digam que vão daqui para ver se eu ganho uma destas:

 

 

 
 
 
 
 
View this post on Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

A post shared by theapplefactory_pt (@theapplefactory_pt) on

 

O restaurante: Mesa com tradição

É só um bocadinho de batota, porque em boa verdade conheci-o a 30 de Janeiro, mas comi tanto que acho que em Fevereiro ainda estava a digerir a vitela de comer à colher e o feijão com alheira. Fica em Vila Nova de Gaia, ao pé de nada que eu conheça em particular e jamais lá chegaria se não fosse o TripAdvisor. Também posso recomendar o bacalhau à Zé do Pipo (#purélover). Dão-vos um miminho à chegada (Porto branco com água tónica) que me dizem que é muito bom, só que aqui a abstémia não merece o chão que pisa. 

 

 

Mesa com Tradição - Restaurante em Vila Nova de Gaia | Review

 

 

 

A série: Homeland

Sim, a série é antiga, mas para mim é nova e este blog é sobre...mim! Sempre esteve na minha lista de "as pessoas recomendam e um dia hei-de ver", onde ainda estão Breaking Bad ou House of Cards, entre outras. Foi desta: play. Temos visto episódio atrás de episódio, temporada atrás de temporada.

Homeland Gif - Carrie saying "I'm not finished"


E não há melhor declaração de interesse do que esta: quando estamos a ver e me começa a dar o sono, peço para desligar ainda antes de fechar os olhos. Entendem agora? Está no Netflix, corram. 

 

 

O passeio: Serralves

Fiquei louca de tristeza com o meu corte de cabelo e podia jurar que não queria sair de casa. Mas já tínhamos combinado ir ver a exposição de Miró a Serralves no primeiro Domingo do mês, que é grátis (de manhã!). Arrumei a vergonha na baínha do vestido e fomos. E foi perfeito. Não tanto a exposição, mas o passeio pelos jardins, incluindo, a zona dos animais e das ervas aromáticas, onde nunca tinha estado. 

 

Fundação Serralves - Porto | Maria das Palavras

 

 

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

02
Abr18

Vão por mim: Entrem n'A Toca.

Maria das Palavras

Temos descoberto sítios magníficos para comer aqui por Espinho, Porto e arredores e tenho de recuperar o hábito de os partilhar convosco no blog - tem sido mais fácil partilhar no Instagram (@maria_das_palavras). Nada como fazê-lo com imagens de queijo derretido.

restaurante A Toca | Tapas - Maria das Palavras

 

A Toca fica em Ovar e é essencialmente uma casa de petiscos deliciosos. Fomos dois, mas diria que assenta muito bem para um grupo de quatro onde se podem pedir ainda mais pratos para picar e dividir a conta. O preço (sem bebidas alcóolicas e só uma sobremesa - geladinho para mim) ficou por volta de 25€ por pessoa - mas posso dizer que comemos por 4 pessoas sãs ou três bestinhas.

 

Trouxeram logo pão e broa, petingas fritas e um conjunto de azeitonas, paté de farinheira (?) e azeite com oregãos que deixámos ficar. 

 

Depois pedimos Ovo Roto (porque eu sou tarada por gema de ovo a escorrer) e um Camembert no forno que estava só fantástico. O ovo estrelado em cama de batata frita da boa e bacon, podia ter mais bacon. O Camembert só mesmo explicando com um gesto obsceno: tinha mel e canela em cima e pão torrado à volta.

 

 

Notem que quando o senhor ajeitou o prato do queijo para colocar a carne que veio de seguida, eu gritei com ele a achar que ele ia levar o que tinha sobrado do Camembert. Reflexo involuntário...

 

Para prato principal (porque comer tapas é bonito, mas o pessoal gosta de sentir que teve uma refeição completa...ou sou só eu?) e porque celebrávamos uma ocasião especial, veio um Tomahawk de 1 quilinho, com batata doce frita e legumes. Certamente que parte do quilo era osso, mas aquela tábua a chegar à mesa, deixou toda a gente a olhar para nós com tal olho-gordo que achei mesmo que nos ia cair mal. 

 

tomahawk na toca - Mariadaspalavras.com

 

Terminámos os dois com café, mas o meu sob forma de gelado caseiro.
Além de tudo o mais, o espaço é muito bem decorado e as pessoas super simpáticas. Aconselho reserva, porque quando chegámos a mesa vaga era só a nossa (ligámos antes) e quando saímos, o bar estava repleto de candidatos ao nosso lugar, tanto que quase não conseguimos uma nesguinha de balcão para pagar a conta. Quem já visitou ou visitar, é favor deixar aqui recomendação de outros petiscos a provar!

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

10
Fev17

40 / 66 Dias sem Porcarias

Maria das Palavras

Há muitos anos atrás, no meu primeiro emprego, ia almoçar a um restaurante com os preços muito em conta, onde serviam ocasionalmente umas almôndegas de vitela que me faziam chorar de felicidade (ok: babar de felicidade). Tenho uma ligação com elas ao nível do palato e do coração, por isso estou pronta para socar quem sabia que existia esta Almondegaria Artesanal em Lisboa chamada Polpetta e não me disse nada antes. As doses são enormes e todos os ingredientes fresquíssimos. Comi almôndegas de frango, o molho de tomate é mesmo constituído por tomates (não é assim tão comum), o queijo é mozarella (permitidíssimo) e a pasta fresca é caseira. Acompanhei com limonada com hortelã e canela (sem açúcar!) e saltei a sobremesa. Havia mais umas opções de babar ao nível do prato principal (como almôndegas de alheira e maçã ou polenta), mas isto foi o que escolhi dentro das limitações vigentes e nem consegui terminar as 4 almôndegas de gigantes que eram. Ide provar, gente. É nos Anjos e deixo o link para espreitarem

Isto é só para provar que a comida saudável também pode ter ares merecedores da hashtag#pornfood

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

18
Jan17

Xis-cake

Maria das Palavras

Quando a pessoa a servir à mesa nos sugeriu pela primeira vez o "xis-cake" (pronunciado exatamente assim)?
Fiz um trejeito de riso, mas depressa me recompus.

 

Quando ele insistiu que o "xis-cake" de morango era muito bom? 
Deu só tempo de ele virar a esquina para largar a rir. 

 

Quando a minha irmã perguntou qual era a sobremesa favorita do X-Man?

Estou a rir até agora. 

 

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

05
Jan17

Passatempo: Jantar no Burguer O'Clock

Maria das Palavras

Passatempo Maria das Palavras Burguer OClock.jpg

 

Lembram-se de ter partilhado convosco a experiência de jantar em família no Burguer O'Clock, um restaurante em Sesimbra escolhido pela minha irmã?  Elogiei a comida, mas sobretudo o serviço. E, mais tarde, por causa desse meu texto, o Pedro (que nos tinha atendido) foi premiado como empregado do mês e recebeu uma prenda e tudo. Fiquei comovida com o facto de ter desencadeado tal gesto e prometi voltar. E vocês, querem ir lá?

Aproveitam para dar uma volta em Sesimbra e fazer uma refeição no Burguer O'Clock. Sim, porque é o que estamos a oferecer! O jantar é para duas pessoas (sujeito a marcação com a Burguer O'Clock) e tem direito a uma entrada para dividir, dois pratos principais à escolha e bebida. 

 

Só têm de seguir estes passos, até 22 de janeiro:

 

1. Devem ter like nas páginas de Facebook Maria das Palavras (esta) e Burguer O'Clock (esta)
2. Devem fazer like neste post de Facebook e identificar um amigo (ou mais) que seja um comilão
3. Devem preencher o formulário abaixo (ou aqui)
 

 

No dia 23 contactarei o vencedor selecionado aleatoriamente no Random.org por entre todas as participações válidas e este receberá um Voucher da Burguer O'Clock que deverá usar consoante as instruções (e dentro da validade que tenha). Participem e aproveitem para passear e conhecer Sesimbra (se não conhecem já) que é uma cidade linda à beira-mar plantada e petiscar em bom nesta hamburgueria (que tem mais pratos que hambúrgueres, vejam aqui!). 

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

03
Jan17

Date night no El Bulo ♥

Maria das Palavras

EL Bulo na nossa Date Night - Maria das Palavras

 

Há uma coisa que ele faz bem (quando lhe interessa) que é ouvir-me. Não me ouve quando lhe digo que não pode deixar o tablet no sofá que um dia me sento em cima dele ou quando digo que não posso ser só eu a preocupar-me se há comida para os dias seguintes, mas (já não é mau) ouviu-me quando eu disse há um par de semanas que ele já não me levava a sítios novos. Temos ido a muitos é verdade, mas mais por minha iniciativa.

 

Então disse-me: na Sexta vamos jantar, quero que estejas pronta para sair antes das 20h. Nem pensei que era a véspera do fim-do ano e portanto a véspera da noite em que nos começámos a dar bem (ou mal, é discutível). À hora marcada estava pronta e sem saber o destino. Sem medos. Quando estacionou, ali na zona de Marvila, a fachada mais gira que a minha vista alcançava era esta: 

 

Fachada el Bulo | Maria das Palavras

 

E foi aí que fomos. Ao El Bulo - Social Club by Chakall, um restaurante de comida peruana. Um espaço grande e muito agradável, com aquecedores de rua (já que é tipo armazém), atendimento simpático e comida absolutamente deliciosa. Tinha de partilhar convosco. Foi caro? Perguntam vocês a tremer ao ler o nome de um Chef reconhecido. Um bocadinho (dependendo de onde costumam ir, até podem considerar barato). Mas sabemos que era um jantar de ocasião (e comemos MUITO bem) pelo que 30€ por cabeça não me pareceu nada exagerado. Já vos conto o que comemos.

 

El  Bulo Interior - Maria das Palavras

 

Pedimos um Cao Cao de Gambas (com batata doce e malagueta) para entrada que estavam coisa de Masterchef (beautifully cooked), partilhámos o Duo de Bacalhau, com uma crosta finíssima de ervas e azeitonas, acompanhado de puré de grão e beterraba (porque ainda não nos fartámos de bacalhau na época festiva, parece) e um Ojo de Bife Argentino do demo. Carne super suculenta. Como foi tudo para dividir, a senhora que nos atendeu teve a simpatia de nos manter a carne aquecida enquanto devorávamos o bacalhau, o que foi além da obrigação dela, porque não tínhamos pedido isso antes. O restaurante advoga comida simples, e é verdade que é simples, mas a tirar o máximo partido do sabor dos ingredientes. E bebi um Mojito de Kiwi sem alcoól (YEY! bebidas virgens catitas) e a água vinha numa garrafa mais bonita que as de vinho e já vos falo do detalhe apaixonante. 

 

El Bulo - A comida | Maria das Palavras

 

A sobremesa! Sabem quando a refeição foi boa e a sobremesa já entra a dilatar o estômago até ao pescoço, mas apetece uma doçura para acabar o jantar? Quase nenhum restaurante tem isto: mini-sobremesas. Como aquele Magnum de sobremesa pequenino que vem com o café, da carta da Olá, sabem? Pois bem, o El Bulo tem! Uma bolacha com recheio de doce de leite (por 2€) que é uma delícia. Fiquei com vontade de enviar cartas a todos os restaurantes do mundo para fazerem o mesmo! Adorei.

A bolacha com doce de leite no El Bulo | Maria das Palavras

 

E pronto. Depois o Moço ainda tinha visto um bar porreirinho para irmos, mas já me estava a dar a preguiça e viemos antes para casa ver Masterchef (para combinar com a refeição de luxo). Fica a recomendação. É de lamber os dedos. Mas não façam isso. A não ser que ninguém esteja a ver.

 

El Bulo - Bar | Maria das Palavras

 

(as pessoas não têm cara de Voldemort, eu é que as desfigurei para o caso de estarem com a segunda família ou num encontro secreto)

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

15
Set16

Que horas são?

Maria das Palavras

Burguer O'Clock - Sugestão Maria das Palavras

 

 

Sei que tenho algumas leitoras de Sesimbra e queria aproveitar a oportunidade para fazer duas coisas: recomendar-lhes esta hamburgueria OU bater-lhes se já a conheciam e não me disseram nada. Fomos lá por insistência da minha irmã no aniversário da minha avó (avós fixes comemoram aniversários em hamburguerias da moda) porque estávamos na zona, tinha bom ar, os preços eram ajeitadinhos e tinha opções que davam para todos os esquisitos do grupo (bifes para o meu pai, pão de banana para a minha mãe, opção vegetariana, peru, etc...cada um com a sua mania). 

 

Imagens Burguer O'Clock Sesimbra - Sugestão Maria das Palavras

 

Adorei. Tem muito mais do que hambúgueres e os hambúrgueres enchem um abade. As entradas são deliciosas e o linguini nero com camarão ficou-me debaixo de olho. Aliás, basta dizer que tem o selo de recomendação da minha avó.

Mas vou confessar-vos uma coisa: a comida era boa (e bonita, que também faz falta os olhos comerem), mas o serviço é que foi verdadeiramente genial. Não têm aqueles fru-frus de muito restaurante da moda em que não dá para trocar ingredientes ou tem de se pagar à parte. Mais - gostava mesmo de saber o nome para lhe deixar aqui uma pancadinha nas costas sentida, - um dos rapazes (não é o da foto, mas admito que possa ser igualmente prestável) até fez um molho especial para o Moço, que não estava na carta! Creio que na foto ele é aquela cabecinha ao fundo, precisamente a preparar  molho. Os ingredientes dos outros molhos tinham todos maionese que o Moço não pode comer e ele faz-lhe um especial com iogurte e lima (e mais uns perlimpimpins) que estava uma delícia. E fez com gosto, com toques disto e daquilo, não foi só para desenrascar.

 

Recomendo o sítio, pois claro. E recomendo um aumento para o tal rapaz que teve todo o impacto na nossa opinião e nesta recomendação. Porque foi muito além da sua obrigação. Ide lá meninas de idade casadoira que ainda por cima este potencial chef está solteiro, de acordo com uma das vizinhas da esquina que lhe gritou cusquices e fez perguntas indiscretas quando íamos a sair. Ahahahah

 

Mais Sobre o Burguer O'Clock

 

Facebook aqui

Sesimbra (Rua Dr Peixoto Correio 67):  5ª a 3ª das 11:00 à 01:00

Contacto: 210 895 374
Cotovia (R Fernando Caldeira 8A Sampaio): 2ª a 5ª das 11:00 às 18:00, 6ª e Sáb das 11:00 às 24h.

 

 

Sigam-me no Instagram - @maria_das_palavras e no Facebook aqui.

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

17
Mai16

Naan! Naan! Naan!

Maria das Palavras

Vocês sabem que eu, ao contrário de uma blogger comum, como pão. Ora o Naan é o melhor pão do mundo (que me desculpe o pão alentejano de côdea estaladiça e que neste momento também marchava muito bem). Se não comprovaram ainda isto, corram já para um indiano.

 

Nan - Restaurante Danfé

 

Foi precisamente este tipo de raciocínio guloso que me fez escolher o título "Os Himalaias em Lisboa! Gastronomia Exótica para Dois | Alcântara" enquanto navegava no site da Odisseias. O restaurante é Nepalés - e eu já tinha estado em nepaleses e..adivinhem?...Serviam naan! Em boa verdade não sei distinguir restaurantes indianos de nepaleses, mas como são vizinhos vou acreditar que a diferença é pouca ou nenhuma - íamos todos adorar que um estrangeiro dissesse isto de Portugal e Espanha, não era? 

A rua do restaurante é escondida e feíta (ainda por cima fui num Sábado em que chovia a cântaros). Mas tive um sinal de confiança ao perceber que era mesmo ao lado dos Grelhados de Alcântara, já meu conhecido. O restaurante em si também é de decoração simples e não se daria dois tostões por ele - mas isso é apanágio dos melhores restaurantes indianos que conheço. Concentram-se na comida, é o que é!

 

Papari - Restaurante Danfé

 

Tivemos direito ao tradicional papari com os molhos de menta (o meu favorito), manga picante e agridoce.  Aprendi que o papari é pão de lentilhas e este era muito mais fininho que os que como noutros restaurantes - até o Moço que não costuma gostar muito, afinfou no papari.
Depois duas entradas: uma foi aquele cestão e naan que me durou a refeição toda (gosto de o juntar aos molhos da própria comida) e chamuças au-point (mesmo bem feitas, estaladiças e nada gordurosas). E para pratos escolhemos os nossos já conhecidos e favoritos: Chicken Tikka Masala (frango assado em tandoori com especiarias, salteado com molho de coco, natas e castanhas) e Garlic Prawn (camarão salteado com molho de alho e especiarias). Também gosto muito do Korma, mas fica para uma próxima. E o longo arroz basmati também é muito bom (eu sou tarada por arroz branco) apesar de uma vez, ao comer numa esplanada de um indiano, e vendo o arroz misturado no molho, a minha irmã ter achado que eram vermes que lhe tinham caído no prato...


Agora deixo as imagens falarem por mim:

 

restaurante danfe - maria das palavras - Odisseias

 

Comi que nem um abade (ou um monge, já que "estamos" no Nepal). E juntei este disfarçado Restaurante Danfé à minha lista de restaurantes a visitar de quando em vez.
Se estão em Lisboa, façam-me um favor: espreitem aqui o voucher e digam-me se não acham que vale a pena a experiência!

 

Sigam-me no Instagram @mariadaspalavras, no Youtube aqui e no Facebook aqui.

Seguir no SAPO

foto do autor

Passatempos

Ativos

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O meu mai'novo

Escrevo pr'áqui







blogging.pt

Recomendado pela Zankyou

Blogs Portugal

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D